Ignacio Trelles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ignacio Trelles
Informações pessoais
Nome completo Ignacio Trelles Campos
Data de nasc. 31 de julho de 1916
Local de nasc. Guadalajara, México
Falecido em 24 de março de 2020 (103 anos)
Apelido Don Nacho
Informações profissionais
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1932-1943
1943-1945
1945-1946
1946-1948
1948-1949
Necaxa
América
Monterrey
Chicago Vikings
América
Times/Equipas que treinou
1950-1951
1953-1954
1954-1958
1957
1960-1962
1965-1968
1966-1968
1969
1975-1976
1977-1982
1983-1985
1986-1989
1990-1991
1990
Zacatepec
Marte
Zacatepec
México
México
México
Toluca
México
México
Cruz Azul
América
Leones Negros
Puebla
México
Última atualização: domingo, 09 de agosto de 2020

Ignacio Trelles Campos (Guadalajara, 31 de julho de 191624 de março de 2020) foi um futebolista e treinador de futebol mexicano. Dirigiu a seleção de seu país nas Copas de 1962 e 1966.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Entre 1932 e 1949, Trelles defendeu, como jogador, o Necaxa, o América e o Monterrey em seu país, além de ter atuado pelo Chicago Vikings, nos Estados Unidos. Pendurou as chuteiras durante sua segunda passagem pelo América, iniciando a carreira de técnico no ano seguinte, no Zacatepec.

Don Nacho, como é mais conhecido, treinou o mesmo Zacatepec entre 1954 e 1958, depois de uma passagem pelo Marte. Outras equipes comandadas por ele foram o Toluca, o Cruz Azul, o América-MEX, o Leones Negros e o Puebla, onde encerrou sua carreira em 1991.

O trabalho mais conhecido de Trelles foi na Seleção Mexicana de Futebol, treinada seis vezes por ele. Sua estreia no comando técnico de La Tri foi em 1957, quando classificou o México para a Copa de 1958, mas não permaneceu para o torneio, dando lugar a Antonio López Herranz. Exerceu a função ainda entre 1960 e 1962, 1965 e 1968 (em paralelo com o trabalho no Toluca); em 1969 (perdeu o lugar para Raúl Cárdenas, o selecionador mexicano na Copa de 1970) e voltaria a comandar a seleção entre 1975 e 1976.

A última vez que Don Nacho treinou o México foi em 1990, quando ainda era técnico do Puebla. Era para ser o selecionador de La Tri para o Mundial da Itália, mas o "Escândalo dos Cachirules" (a FIFA descobriu que quatro atletas mais velhos que a idade-limite disputavam as Eliminatórias para o Mundial Sub-20 de 1989) acabou impedindo o México de participar da competição. No mesmo ano, seu lugar foi ocupado pelo argentino César Luis Menotti, campeão mundial por seu país em 1978.

Morreu no dia 24 de março de 2020, aos 103 anos, em decorrência de um ataque cardíaco.[2][3]

Referências

  1. «Seleção Mexicana na Copa do Mundo FIFA de 1966». Fifa.com. Consultado em 20 de agosto de 2010. Arquivado do original em 18 de junho de 2010 
  2. «Muere Ignacio Trelles, icono del futbol mexicano». El Universal (em espanhol). 25 de março de 2020. Consultado em 25 de março de 2020 
  3. Villalba, Héctor (25 de março de 2020). «Don Ignacio Trelles "murió en paz y en casa"». Milenio (em espanhol). Consultado em 25 de março de 2020 
Bandeira de MéxicoSoccer icon Este artigo sobre futebolistas mexicanos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.