Antonio Carbajal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Antonio Carbajal
Informações pessoais
Nome completo Antonio Felix Carbajal Rodríguez
Data de nasc. 7 de junho de 1929 (88 anos)
Local de nasc. Cidade do México, México
Altura 1,81 m
Apelido "La Tota", "El Cinco Copas"
Informações profissionais
Posição Goleiro
Clubes de juventude
México España
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1949–1950
1950–1966
México España
México León
00045 00(0)
00364 00(0)
Seleção nacional
1950–1966 Flag of Mexico.svg México 00048 00(0)

Antonio Felix Carbajal Rodríguez, também conhecido como La Tota (Cidade do México, 7 de junho de 1929) é um ex-futebolista mexicano.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Carbajal começou sua carreira como juvenil no clube España. Atuando nas partidas preliminares da primeira divisão, Carbajal pôde demonstrar seu talento e foi convocado para a seleção amadora que disputou o torneio de futebol dos Jogos Olímpicos de Londres, em 1948. Quando voltou, foi promovido à equipe principal do España substituindo Sanjenís.

Jogou duas temporadas no clube España até a extinção da equipe em 1950. Assim sendo, assinou contrato com o León do estado de Guanajuato, por onde esteve o resto de sua carreira.

Seleção Mexicana[editar | editar código-fonte]

Era um goleiro ágil, foi convocado à seleção que disputou o Mundial de 1950 onde ficou como camisa 1 por 16 anos, até ao Mundial de 1966.

Foi o goleiro que mais Copas do Mundo disputou, ao lado de Buffon, goleiro italiano.[2][3] Esteve presente em cinco, nas Copas de 1950, 1954, 1958, 1962 e 1966 pela seleção mexicana. Jogou por 17 anos na Primeira Divisão Mexicana, se aposentou aos 37 anos e tornou-se treinador. Treinou as equipes de León, Unión de Curtidores, Atletas Campesinos e Morelia. Conseguiu dois acessos à primeira divisão. Foi, por algum tempo, treinador de goleiros da seleção mexicana.[1]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Carbajal recebeu vários reconhecimentos, tanto em nível nacional como internacional. Sempre utilizava um suéter verde que se perdeu em meio a um tumulto, Carbajal considera essa sua maior perda.[4]

Referências

  1. a b «Carbajal - Biografias». uol. Consultado em 17 de março de 2016 
  2. «Popular, Copa fica marcada por recordes e surpresas». CGN. Consultado em 17 de março de 2016 
  3. «Veja relação de recordes batidos, igualados e não atingidos na Copa». Folha de S. Paulo. Consultado em 17 de março de 2016 
  4. «Antonio Felix Carbajal Rodríguez 5 Copas do Mundo». Esporte Maior. Consultado em 17 de março de 2016