Instituto Nacional do Câncer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Inca (desambiguação).

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva

INCA
INCA Logo.jpg
Organização
Natureza jurídica Administração Direta
Missão Promover ações nacionais integradas para prevenção e controle do Câncer
Chefia Luis Fernando Bouzas, Direção-Geral
Órgãos subordinados Governo Federal do Brasil
Ministério da Saúde
Localização
Jurisdição territorial  Brasil
Sede Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Histórico
Antecessor Centro de Cancerologia no Serviço de Assistência Hospitalar do Distrito Federal, Instituto de Câncer, Instituto Nacional do Câncer
Criação 13 de janeiro de 1937 (79 anos)
Sítio na internet
https://www.inca.gov.br

O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA)[1] é o órgão brasileiro auxiliar do Ministério da Saúde que atua no desenvolvimento e coordenação de ações integradas para a prevenção e controle do câncer no Brasil. Constitui-se como Centro de Referência de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia do MS, em conformidade com a Portaria 140/14[2].

Tais ações são de caráter multidisciplinar e compreendem a assistência médico-hospitalar, prestada direta e gratuitamente aos pacientes com câncer, no âmbito do SUS, e a atuação em áreas estratégicas como a prevenção e a detecção precoce, a formação de profissionais especializados, o desenvolvimento da pesquisa e a informação epidemiológica. Todas as atividades do INCA têm como objetivo reduzir a incidência e mortalidade causada pelo câncer no Brasil.

O Instituto[editar | editar código-fonte]

O Instituto direciona sua atuação multidisciplinar ao desenvolvimento de programas e ações, incluindo projetos, estudos, pesquisas e experiências eficazes de gestão com instituições governamentais e não governamentais, além de manter acordos internacionais de cooperação em várias frentes, formando redes de conhecimento técnico e científico e buscando reduzir o impacto regional e global da doença.

O INCA é um órgão singular do Ministério da Saúde e integra a estrutura da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS/MS). Como estabelece o Decreto Presidencial nº 8.065[3], de 7 de agosto de 2013, são atribuições do INCA:

  1. Participar da formulação da política nacional de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer;
  2. Planejar, organizar, executar, dirigir, controlar e supervisionar planos, programas, projetos e atividades, em âmbito nacional, relacionados à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento das neoplasias malignas e afecções correlatas;
  3. Exercer atividades de formação, treinamento e aperfeiçoamento de recursos humanos, em todos os níveis, na área de cancerologia;
  4. Coordenar, programar e realizar pesquisas clínicas, epidemiológicas e experimentais em cancerologia; e
  5. Prestar serviços médico-assistenciais aos portadores de neoplasias malignas e afecções correlatas.

A contribuição do INCA na prevenção e controle do Câncer precede a constituição do SUS. A Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, art. 41, firmou a relevância das ações desenvolvidas pelo INCA como “referencial de prestação de serviços, formação de recursos humanos e para transferência de tecnologia”.

Assistência[editar | editar código-fonte]

O INCA presta serviços médico-assistenciais aos portadores de neoplasias malignas e afecções correlatas em todas as etapas do cuidado.

As unidades assistenciais oferecem serviços de confirmação de diagnóstico, estadiamento, tratamento, reabilitação e cuidados paliativos, com atendimento multiprofissional integrado.

Dentro do modelo técnico-científico proposto para o INCA, todas as atividades assistenciais estão vinculadas à formação de recursos humanos nas diversas especialidades oncológicas, ao desenvolvimento da pesquisa clínica e à divulgação científica.

Unidades hospitalares[editar | editar código-fonte]

O Instituto conta com cinco unidades hospitalares na cidade do Rio de Janeiro [4]. A gestão assistencial inclui ainda as áreas de Qualidade, Humanização, DIPAT e Divisão de Farmácia. Os Hospitais do INCA possuem a mais importante certificação hospitalar do mundo, concedida pela Joint Commission International (JCI)[5].

Foto do HC I
Hospital do Instituto Nacional do Câncer (Inca), na Praça da Cruz Vermelha, no centro do Rio de Janeiro. Foto: Fernando Frazão / ABr

Hospital do Câncer I (HC I)[editar | editar código-fonte]

A maior unidade hospitalar do INCA e a de maior complexidade, situa-se na praça Cruz Vermelha, centro do Rio de Janeiro. Atende a pacientes de todas as modalidades de câncer, inclusive pediátrico. O HC I possui além das Clínicas Médicas, incluindo os serviços de Dermatologia, Tórax, Urologia, Hematologia, a área de Oncologia Pediátrica e Oncologia Clínica, Psiquiatria e a Anestesiologia. A área cirúrgica contempla as clínicas de Cirurgia Plástica e Reparadora, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Cirurgia Abdominopélvica, Cirurgia Oncológica Pediátrica, Neurocirurgia e unidades de tratamento intensivo para adultos e crianças. A área complementar de diagnóstico e terapêutica compreende os Serviços de Radiologia, Física Médica, Radioterapia, Endoscopia, Patologia Clínica, Hemoterapia, Tecido Ósseo e Conectivo e Medicina Nuclear.

Ainda estão incluídas no HC I as atividades da Divisão de Patologia que presta serviços de citopatologia e histopatologia para as secretarias de 28 municípios no Estado do Rio de Janeiro.

O HC I possui 196 leitos (2014[6]) e dez salas de cirurgia.

Hospital do Câncer II (HC II)[editar | editar código-fonte]

O Hospital do Câncer II, localizado na Rua Equador, 831 - Santo Cristo, Rio de Janeiro, atende mulheres com câncer genital - é especializado em Ginecologia e Cancerologia Clínica. Recebe paciente adulto para tratamentos ambulatoriais e cirúrgicos de ginecologia, cancerologia clínica e internação. O HC II possui dois ambulatórios de Clínica Médica e três de Cancerologia Clínica. Na Ginecologia Clínica são sete ambulatórios e três Centros Cirúrgicos, além de Anestesia e um Centro de Terapia Intensiva. Na área complementar de diagnóstico e terapêutica, incluem-se os serviços de Radiologia, Hemoterapia e Endoscopia, e um Laboratório.

O HC II possui 87 leitos (2014[6]) e três salas de cirurgia

Hospital do Câncer III (HC III)[editar | editar código-fonte]

O Hospital de Câncer III é a unidade dedicada exclusivamente ao diagnóstico e tratamento do Câncer de mama. Além dos serviços de Clínica Médica, Anestesia, Cancerologia Clínica e Mastologia, o HC III possui áreas complementares de diagnóstico e terapêuticas: Laboratório, Radiologia, Hemoterapia, Endoscopia e uma Unidade Transfusional.

O HC III possui 55 leitos (2014[6]) e se encontra na Rua Visconde de Santa Isabel, 274 - Vila Isabel, Rio de Janeiro.

Hospital do Câncer IV (HC IV)[editar | editar código-fonte]

O Hospital de Câncer IV (HC IV) é a unidade especializada em Cuidados Paliativos com a finalidade de oferecer cuidados aos pacientes fora de possibilidades terapêuticas, através do atendimento domiciliar. Além da Divisão Médica, o HC IV compreende também os serviços de Fisioterapia, Nutrição, Serviço Social, Psicologia e Farmácia, que também atendem ao HC III.

O HC IV possui 63 leitos (2014[6]) e também se encontra na Rua Visconde de Santa Isabel, 274 - Vila Isabel, Rio de Janeiro.

Centro de Transplante de Medula Óssea (CEMO)[editar | editar código-fonte]

O CEMO é a unidade de atendimento a pacientes com Doenças Hematológicas malignas e afecções correlatas, indicadas para transplante de medula óssea. A unidade integra o Sistema Nacional de Transplante, do Ministério da Saúde, coordenando o Banco de Células de Sangue de Cordão, Banco de Cordão Umbilical e Placentário (BSCUP), Divisão de Imunogenética e Transplante de Medula (DITRAN), Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME). O CEMO compreende uma Divisão Médica e ambulatórios de Psicologia, Fisioterapia, Serviço Social e Nutrição e, como área complementar de diagnóstico e terapêutica possui um Laboratório.

O CEMO possui 12 leitos(2014[6]) e está localizado no edifício do HC I, na Praça Cruz Vermelha.

Como é feito o primeiro atendimento no INCA?[editar | editar código-fonte]

O primeiro atendimento[7] em qualquer um dos hospitais do INCA é no Setor de Triagem. Todos os pacientes são cadastrados na Triagem, o que não deve ser confundido com a matrícula definitiva no Instituto, que se dá com a abertura do prontuário médico.

Na primeira consulta de triagem, o paciente deve trazer um encaminhamento médico (formulário de referência e contrarreferência da rede pública ou receituário da rede privada), com os resultados de exames e laudos feitos pela instituição que o encaminhou.

No encaminhamento deve constar:

  • Nome do paciente;
  • Relato breve do caso;
  • Resultados de exames que justifiquem o encaminhamento;
  • Diagnóstico histológico;
  • O paciente deverá trazer documento de identidade e comprovante de endereço com CEP;

Em casos especiais deve haver contato prévio com o INCA.

O primeiro atendimento no INCA é sempre realizado por médicos com grande experiência no tratamento do câncer. Orientados pelas normas da instituição, eles encaminham os pacientes para os setores do INCA especializados ou, caso não haja necessidade de matrícula no INCA, para outras instituições de saúde.

Atenção:

  • O INCA só matricula os doentes com diagnóstico confirmado de câncer e que tenham indicação de tratamento oncológico (cirurgia, quimioterapia e/ou radioterapia).
  • O INCA não faz exames para doentes em tratamento em outros hospitais.
  • O Hospital do Câncer IV (HC IV), especializado em cuidados paliativos (para pacientes sem possibilidade de cura) admite somente doentes encaminhados pelos hospitais do próprio INCA

Programas e Ações[editar | editar código-fonte]

Cartaz do Dia Mundial sem tabaco 2016
Cartaz de divulgação do Dia Mundial sem Tabaco (2016). O INCA, por coordenação do Programa Nacional de Controle de Tabagismo, é o órgão responsável pela divulgação e elaboração do material técnico para subsidiar as comemorações em níveis federal, estadual e municipal.

O INCA desenvolve ações, campanhas e programas em âmbito nacional em atendimento à Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer do Ministério da Saúde.

INCAVoluntário[editar | editar código-fonte]

INCAVoluntário

A Área de Ações Voluntárias do INCA, também conhecida como INCAVoluntário[8], é responsável pelo planejamento e promoção de ações voluntárias educacionais, recreativas, culturais, de lazer e geração de renda para os pacientes do Instituto. Sua missão é contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes e seus acompanhantes.

O INCAVoluntário promove regularmente capacitações para os 600 voluntários junto a uma equipe multidisciplinar do INCA, com o intuito de aprimorar e aumentar o conhecimento sobre assuntos relacionados à área hospitalar e oncológica, e para os voluntários aperfeiçoarem as atividades desenvolvidas junto aos usuários

A equipe do INCAVoluntário apoia:

  • Pacientes internados e acompanhantes;
  • Pacientes em tratamento ambulatorial;
  • Pacientes em acompanhamento;
  • Oficinas de mútua ajuda;
  • Pacientes em condições financeiras desfavoráveis.

Referências

  1. INCA agora se chama Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva
  2. «PORTARIA Nº 140/14 do Ministério da Saúde». PORTARIA Nº 140, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2014. Secretaria de Atenção à Saúde, Ministério da Saúde. 27 de fevereiro de 2014. Consultado em 06 de junho de 2016. 
  3. «Decreto nº 8065». Decreto nº 8.065, de 07 de agosto de 2013. Consultado em 2015-11-17. 
  4. Almeida, Virginia Maria Leite de;Junqueira, Alina;Maltoni, Luiz Augusto;Bruno, Luiz Claúdio. Dimensionamento da força de trabalho necessária às Unidades Hospitalares do Instituto Nacional de Câncer/MS. Rev. bras. cancerol; 53(1): 71-78, jan.-mar. 2007. Acesso em http://www.inca.gov.br/rbc/n_53/v01/pdf/secao_especial1.pdf
  5. Yazbek, Priscila (2014). «Os hospitais brasileiros de excelência em 2014». Revista EXAME. Consultado em 06 de junho de 2016. 
  6. a b c d e Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Relatório Anual. Rio de Janeiro: INCA; 2014. Acesso em https://contas.tcu.gov.br/egestao/ObterDocumentoSisdoc?codPapelTramitavel=52965219
  7. Carta de Serviços ao Cidadão - Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva
  8. «Portal do INCAVoluntário». Consultado em 07 de junho de 2016. 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]