Jacques Arago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jacques Etienne Victor Arago
Jacques Arago
Nascimento 6 de março de 1790
Estagel,  França
Morte 27 de novembro de 1854 (64 anos)
Rio de Janeiro,  Brasil
Ocupação Escritor, teatrólogo, explorador
Género literário Romance e teatro
Movimento literário Romantismo
Serviço militar
País  França

Jacques Etienne Victor Arago (Estagel, França, em 6 de março de 1790 --- Rio de Janeiro, 27 de novembro de 1854) foi um pintor, desenhista, professor, escritor, teatrólogo e explorador francês.[1]

Arago tinha três irmãos tão ou mais famosos do que ele, Seu irmão François Jean Dominique Arago (1786 - 1853), foi político e sábio, alcançando a maior celebridade entre os quatro, ocupando o cargo de Primeiro Ministro da França. Os outros irmãos foram Jean Arago (1788 - 1836), general que se colocou a serviço do México, e Étienne Arago (1802 - 1892), escritor e político.

Dados biográficos[editar | editar código-fonte]

Romancista e dramaturgo, além de explorador e aventureiro, Jacques acompanhou Claude-Louis de Freycinet em sua viagem ao redor do mundo em 1817 a bordo da corveta Uranie.[1] Escreveu um livro: Voyage autour du monde no qual conta sua estada no Brasil.[1]

Obra teatral[editar | editar código-fonte]

Cego em 1837, continuou a viajar e a escrever peças teatrais, contando-se dentre elas:

  • Chabert, vaudeville com Louis Lurine em 1832;
  • Le Prix de folie, vaudeville com seu irmão Étienne em 1833 ou 1834 ;
  • Les Papillotes, vaudeville com Ancelot em 1834 ;
  • Un noviciat diplomatique em 1834 ;
  • Le Cadet de Gascogne, vaudeville com L. Buquet em 1836 ;
  • Un élève de Rome, comédia-vaudeville em um ato com Varin e De Forges em 1837 ;
  • Un mois à Naples, vaudeville com Duplessy em 1837 ;
  • Mademoiselle d’Alvigny, tenente de dragões, vaudeville em 1838 ;
  • Le Camélia com Edouard Gouin em 1840 ;
  • L’Éclat de rire, drama em três atos com Antoine Martin em 1840 ;
  • Mon ami Cléobul, comédia-vaudeville em 1840 ;
  • Un grand criminel, com Varin e Auguste Lefranc em 1841 ;
  • Le Duc de Reischtadt, drama em dois atos com Louis Lurine ;

Outras obras :

  • Promenades historiques, philosophiques et pittoresques dans le département de la Gironde ;
  • Souvenirs d'un aveugle.

Referências

  1. a b c «Jacques Etienne Arago». Museu Afrobrasil. Consultado em 6 de dezembro de 2019 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.

Pinturas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.