Jaqueline Roriz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jaqueline Roriz
Foto:Valter Campanato/ABr
Deputada federal pelo Distrito Federal
Período 1º de fevereiro de 2011
31 de dezembro de 2014
Deputada distrital do Distrito Federal
Período 1º de janeiro de 2007
até 31 de dezembro de 2010
Dados pessoais
Nascimento 18 de agosto de 1962 (57 anos)
Luziânia, Goiás
Cônjuge Manoel Neto
Partido PMN
Profissão Empresária

Jaqueline Maria Roriz (Luziânia, 18 de agosto de 1962) é uma empresária e política brasileira.

Empresária do ramo agropecuário, Jaqueline é formada pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília (UniCEUB). É filha do político brasiliense Joaquim Roriz e Weslian Roriz, e irmã da deputada distrital Liliane Roriz. Tem dois filhos e tem como companheiro o empresário Manoel Neto.[1]

Disputou sua primeira eleição em 2006 pelo PSDB elegendo-se deputada distrital do Distrito Federal. Filiou-se em 2009 ao PMN.[2]

Nas eleições distritais no Distrito Federal em 2010 elegeu-se deputada federal com a terceira maior votação.[3]

Operação Caixa de Pandora[editar | editar código-fonte]

No dia 4 de março de 2011, o jornal Estado de São Paulo divulgou um vídeo que mostra a deputada Jaqueline Roriz ao lado do marido Manuel Neto recebendo maço de dinheiro (50 mil reais) das mãos de Durval Barbosa, delator do Mensalão do DEM e ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal do Governo de José Roberto Arruda.[4]

Em 8 de junho de 2011 o Conselho de Ética aprovou um relatório sugerindo a cassação do mandato de Jaqueline Roriz por quebra do decoro parlamentar.[5] Em votação secreta, no dia 30 de agosto de 2011, parlamentares rejeitaram relatório que pedia cassação, aceitando o argumento de que na época da gravação, 2006, ela ainda não tinha mandato como deputada federal.[6]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.