Jeú

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jeú ajoelhado aos pés de Salmanasar III no Obelisco Negro.

Jehu (יְהוּא "Jeová é ele", hebraico: Yehu) foi o décimo rei de Israel, o filho de Josafá,[1] e neto de Ninsi. Aparece em um obelisco assírio em posição de sujeição perante a poderosa potência vizinha, evidenciando a submissão imposta a Israel. A bíblia não relata tal acontecimento, porém o fato é condizente com a passagem de 2 Reis 10:31-33, que relata o crescente domínio da Síria sobre Israel como um castigo divino em relação à prática idólatra de Jeú.

Jeú chegou ao trono após assassinar o anterior rei, de nome Jorão. Reinou durante 28 anos sucedendo-lhe o filho Joacaz.

Feitos[editar | editar código-fonte]

Outros significados[editar | editar código-fonte]

  • O profeta Jeú, filho de Hanani, que advertiu o rei Josafá e o Rei Baasa. Seu pai Hanani advertiu o Rei Asa, pai de Josafá.
  • Soldado da Tribo de Benjamim que seguiu o rei David.

Nota[editar | editar código-fonte]

  1. O pai de Jeú não foi contemporâneo do rei Josafá de Judá, cujo próprio pai foi o rei Asa de Judá. "Geralmente Jeú é mencionado como sendo apenas filho de Ninsi, provavelmente porque Ninsi foi mais importante ou para evitar confusão dele com o Rei de Judá (R’Wolf)". Scherman, Nosson, ed., "I-II Reis", Os Profetas, 297, 2006. Ver (II Reis 9:2)
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por:
{{{antes}}}
{{{titulo}}}
Antecessor:
Jorão
Jeú Sucessor:
Joacaz