Jeú

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jeú
Rei de Israel
Jeú no Promptuarii Iconum Insigniorum de Guillaume Rouillé.
Reinado 842 a.C.814 a.C.
Coroação Ramote-Gileade, Israel
Antecessor(a) Jorão
Sucessor(a) Joacaz
Casa de Jeú
Morte 814 a.C.
  Samaria
Filho(s) Joacaz
Pai Josafá

Jeú (português brasileiro) ou Jeua (português europeu) (em hebraico: יָהוּא; romaniz.: Yahua , lit. "Javé é Espírito") foi o décimo rei de Israel, o filho de Josafá,[Nota 1] e neto de Ninsi. Reinou durante 28 anos e foi sucedido por seu filho Joacaz.

História[editar | editar código-fonte]

Jeú era um comandante em Ramote-Gileade, e logo foi ungido pelo profeta Eliseu,[1] com missão de acabar com a casa de Acabe.

Em 842 a.C., Jorão, o filho de Acabe, voltou ferido para Jezreel após uma guerra contra Hazael, rei de Arã-Damasco, seu sobrinho Acazias, rei de Judá, o acompanhou. Quando soube que Jeú estava vindo em Jezreel, Jorão enviou dois de seus cavaleiros para enviar mensagens, mas foram capturados.[2] Então, Jorão não teve outra escolha senão ir para fora da cidade. Depois de saber que Jeú era um usurpador, Jorão tentou fugir, mas o capitão atingiu uma flecha que perfurou o coração, assim matando-o, e depois matou seu sobrinho Acazias.[3]

"A morte de Jezabel" por Andrea Celesti.

Após isso, Jeú e seus guardas foram para o palácio de Jezreel para matar Jezabel, pediu para os eunucos atirar ela do segundo andar do palácio e atropelou a rainha, fazendo com que ela moresse.[4] Depois de algum tempo, Jeú pediu para que enterrarem o corpo de Jezabel, mas não o encontrou senão a caveira, os pés e as mãos.[5]

Jeú havia muitos feitos durante seu reinado, como exterminar a casa de Acabe, matar os adoradores de Baal, guerras contra Hazael e oferecer tributos a Salmanaser III, o rei da Assíria, conforme está escrito no Obelisco Negro.

Outros significados[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. O pai de Jeú não foi contemporâneo do rei Josafá de Judá, cujo próprio pai foi o rei Asa de Judá. "Geralmente Jeú é mencionado como sendo apenas filho de Ninsi, provavelmente porque Ninsi foi mais importante ou para evitar confusão dele com o Rei de Judá (R’Wolf)". Scherman, Nosson, ed., "I-II Reis", Os Profetas, 297, 2006. Ver (II Reis 9:2)

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.