Jenny Shipley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Muito Honorável
Jenny Shipley
DNZM
Jenny Shipley em 2013.
36.ª Primeira-ministra da  Nova Zelândia
Período 8 de dezembro de 1997
até 10 de dezembro de 1999
Monarca Isabel II
Antecessor Jim Bolger
Sucessor Helen Clark
28.ª Líder da Oposição
Período 10 de dezembro de 1999
até 8 de outubro de 2001
Primeira-ministra Helen Clark
Antecessor Helen Clark
Sucessor Bill English
Membro do Parlamento por Raikaia
Período 27 de outubro de 1990
a 8 de outubro de 2001
Antecessor Circunscrição criada
Sucessor Brian Connell
Membro do Parlamento por Ashburton
Período 15 de agosto de 1987
a 27 de outubro de 1990
Antecessor Rob Talbot
Sucessor Circunscrição extinta
Dados pessoais
Nome completo Jennifer Mary Shipley
Nascimento 4 de fevereiro de 1952 (68 anos)
Gore, Southland
Nacionalidade neozelandesa
Cônjuge Burton Shipley
Partido Partido Nacional

Jennifer Mary Shipley DNZM PC (nascida Robson; Gore, Southland, 4 de fevereiro de 1952[1]) é uma política neozelandesa que ocupou o cargo de primeira-ministra da Nova Zelândia entre 1997 e 1999. Foi a primeira mulher a liderar o Partido Nacional e também o país.[2]

Nascida em Gore, Southland, Jenny Shipley cresceu numa região rural de Cantuária, sendo uma de quatro irmãs.[3] Frequentou o Colégio Feminino de Marlborough e mais tarde a Escola Superior de Educação de Christchurch, tendo exercido como professora até 1976 e envolvendo-se em várias instituições comunitárias.[3] No retorno do Partido Nacional ao governo, foi designada para o gabinete do então primeiro-ministro Jim Bolger. Nele, ocupou as pastas dos Assuntos Sociais (1990–1996), Assuntos das Mulheres (1990–1996), Saúde (1993–1996), e Transportes (1996–1997).

Após a perda de confiança do partido em Bolger, que levou à sua renúncia em dezembro de 1997, Jenny Shipley foi eleita sem oposição como sua substituta no cargo e manteve-se como primeira-ministra até às eleições de 1999. Continuou a desempenhar o papel de líder da oposição até outubro de 2001, sendo então sucedida no cargo por Bill English. Após o seu percurso na política, dedicou-se ao mundo empresarial e filantrópico, sendo atualmente membro do Conselho de Mulheres Líderes Mundiais.[4] Foi investida Dama Companheira da Ordem de Mérito da Nova Zelândia em 2009.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

Texto inicialmente baseado na tradução do artigo «Jenny Shipley» na Wikipédia em inglês (acessado nesta versão).

Referências

  1. «Jenny Shipley | NZHistory, New Zealand history online». nzhistory.govt.nz. Consultado em 5 de agosto de 2020 
  2. Skard, Torild. «Jenny Shipley and Helen Clark». Women of Power – Half a century of female presidents and prime ministers worldwide. Bristol: Policy Press. ISBN 978-1-44731-578-0 
  3. a b Wolfe, Richard (2005). Battlers Bluffers & Bully Boys. [S.l.]: Random House New Zealand. ISBN 1-86941-715-1 
  4. «Jenny Shipley». Council of Women World Leaders (em inglês). Consultado em 5 de agosto de 2020 
  5. «Jenny Shipley | NZHistory, New Zealand history online». nzhistory.govt.nz. Consultado em 5 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.