João Itiberê da Cunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João Itiberê da Cunha
Nome completo João Itiberê da Cunha
Nascimento 8 de agosto de 1870
Cerro Azul, Paraná
Morte 25 de fevereiro de 1953 (82 anos)
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Ocupação compositor, poeta, jornalista, crítico

João Itiberê da Cunha, também conhecido por Jean Itiberê (Cerro Azul, 8 de agosto de 1870 - Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 1953) foi um poeta, compositor, jornalista e crítico literário e musical[1][2] brasileiro.[3] Era irmão do compositor e diplomata Brasílio Itiberê da Cunha[4], do sacerdote Celso Itiberê da Cunha, como também tio compositor Brasílio Itiberê da Cunha Luz.

João introduziu, na literatura paranaense (com ênfase na poesia), as idéias simbolistas européias quando retornou da Bélgica, trazendo consigo referências de Maurice Maeterlinck, Albert Mockel e Iwan Gilkin.[5][6]

Em vida, publicou somente um livro e em francês: Preludes (1890). Também se encontra colaboração da sua autoria na revista Brasil-Portugal[7] (1899-1914).

Referências

  1. Brasílio Itiberê da Cunha Luz, o Brasílio Itiberê II Arquivado em 3 de março de 2016, no Wayback Machine. Universidade Federal de Campina Grande (site consultado em 9 de setembro de 2011)
  2. Itiberê, Brasílio Ferreira da Cunha Luz CP Musical (site consultado em 9 de setembro de 2011)
  3. Por Marion Verhaalen Camargo Guarnieri: expressões de uma vida (Google Books - site consultado em 9 de setembro de 2011)
  4. A Sertaneja de Brasílio Itiberê: Nacional ou Estrangeira, Amadorística ou Sofisticada Arquivado em 12 de julho de 2010, no Wayback Machine. Revista UFG - Universidade Federal de Goiás (site consultado em 9 de setembro de 2011)
  5. Às avessas e o Decadentismo No hospício de Rocha Pombo de Janier Saulo Zeferino Universidade Federal do Paraná (site consultado em 9 de setembro de 2011)
  6. Cinema do Paraná – Elementos para uma história de Celina Alvetti Scholar (site consultado em 9 de setembro de 2011)
  7. Rita Correia (29 de Abril de 2009). «Ficha histórica: Brasil-Portugal : revista quinzenal illustrada (1899-1914).» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 26 de Junho de 2014 

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • MURICY, José Candido de A. Panorama do Conto Paranaense. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1979.
  • LEVIN, Orna Messer. As figurações do Dândi: um estudo sobre a obra de João do Rio. Campinas: editora da Unicamp, 1996. p.141