Joe Dassin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joe Dassin
Informação geral
Nascimento 5 de novembro de 1938
Local de nascimento Nova Iorque, Estados Unidos
Morte 20 de agosto de 1980 (41 anos)
Local de morte Papeete, Tahiti, Polinésia Francesa
Nacionalidade Francês - estadunidense
Gênero(s) Pop
Chanson
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1964 - 1980

Joe Dassin, nome artístico de Joseph Ira[nota 1] Dassin, (Nova Iorque, 5 de novembro de 1938Papeete, 20 de agosto de 1980) foi um cantor franco-estadunidense de música pop e chanson. Em sua carreira de dezesseis anos (1964-1980), teve muitos sucessos na França, no mundo francófono, mas também em outros lugares,[nota 2] notadamente na Rússia, Finlândia, Grécia e Alemanha.[1] Joe Dassin vendeu mais de 50 milhões de discos em todo o mundo,[2] incluindo quase 17 milhões na França, com 10 milhões de singles e 7 milhões de álbuns.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Joe Dassin é filho de Jules Dassin (1911-2008), diretor de cinema, e de Béatrice Launer (1913-1994), violinista virtuosa, ambos de nacionalidade americana.[4] Ele tem duas irmãs, Richelle (apelidada de "Ricky") e Julie (apelidada de "a Pequena") nascidas em 1945. Seu avô, Samuel Dassin, era um imigrante judeu russo de Odessa. Quando ele chegou à América, sem falar inglês, ele simplesmente disse que tinha vindo de Odessa para os serviços de imigração. Este último o registrou com o nome de "Dassin".[5]

Morte[editar | editar código-fonte]

Sepultura de Joe Dassin no Hollywood Forever Cemetery (seção 14), (2011)

Depois de ter feito uma grande viagem pela Europa da qual saiu muito cansado, sem obedecer ao médico que o aconselhou a descansar, partiu para o Taiti para quinze dias de férias e descanso.

Em 20 de agosto de 1980, ele morreu aos 41 anos após um infarto[6] do miocárdio em Papeete (Taiti). Ele estava almoçando com sua família e amigos, incluindo o cantor Carlos, no restaurante Chez Michel et Éliane,[7] quando de repente, às 12h30, teve um infarto e caiu na cadeira. Joe Dassin morreu na hora, apesar de uma massagem cardíaca realizada por um médico que estava lá e da intervenção desesperada de seus amigos. A única ambulância de Papeete não estava disponível e não chegou ao local até cerca de 40 minutos após o ataque cardíaco.

Posteridade[editar | editar código-fonte]

Em 2010, Joe Dassin ocupava a décima quarta posição no ranking dos cantores que mais venderam discos na França,[8] e seu filho mais novo Julien Dassin consagrou, em outubro de 2010, um musical em memória de seu pai.[9]

Em 2013, a cantora Hélène Ségara homenageou Joe Dassin com o lançamento do álbum Et si tu n'existais pas, com doze duetos virtuais envolvendo seus maiores sucessos. O álbum foi promovido a platina em poucas semanas.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1966: Joe Dassin à New York (CBS)
  • 1967: Les Deux Mondes de Joe Dassin (CBS)
  • 1969: Les Champs-Élysées (CBS)
  • 1970: L'Amérique (CBS)
  • 1971: Elle était oh…! (CBS)
  • 1972: Joe (CBS)
  • 1973: 13 nouvelles chansons (CBS)
  • 1974: Si tu t'appelles mélancolie (CBS)
  • 1974: À l'Olympia (live) (CBS)
  • 1975: Le Costume blanc (CBS)
  • 1976: Le Jardin du Luxembourg (CBS)
  • 1978: Les Femmes de ma vie (CBS)
  • 1979: 15 ans déjà (CBS)
  • 1979: Blue Country (CBS)
  • 1982: Little Italy (CBS)

Notas

  1. O nome do meio, Ira, foi escolhido por sua mãe como uma homenagem a Ira Gershwin, a quem ela particularmente aprecia..
  2. De acordo com uma de suas entrevistas, retransmitida no canal de televisão France 2 no programa Vivement Dimanche em 27 de junho de 2010, suas vendas de canções em outros idiomas que não o francês representaram dois terços de seu faturamento, já que ele era multilíngue e cantava em várias línguas.

Referências

  1. Succès de Joe Dassin, sur http://artisteschartsventes.blogspot.fr -consultado em 29 janeiro 2015.
  2. «Joe Dassin». L'Express. Consultado em 30 de junho de 2020 .
  3. http://www.infodisc.fr/Vente_Artiste.php
  4. (em inglês) The Julliard School of Music, The Baton, p. 12, sur le site juilliard.edu, PDFlink sem parâmetros PDF
  5. (en) Current Biography Yearbook, H. W. Wilson Company, 1972, p. 99
  6. «Joe Dassin, le roman de sa vie (France 3) – Le destin singulier d'une l'icône de la chanson française» (em francês). Télé 7 Jours. Consultado em 27 de outubro de 2016 
  7. Telestar.fr (21 de agosto de 2015). «Joe Dassin : le récit des dernières heures avant sa mort [Phot... - Télé Star». www.telestar.fr (em francês). Consultado em 11 de agosto de 2020. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗 
  8. Joe Dassin continue de faire vendre - Europe 1, 19 août 2010
  9. Joe Dassin, 30 ans déjà - L'Express, 20 août 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Joe Dassin
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.