John Starks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
John Starks
John Starks in 2013.jpg
Starks no Madison Square Garden em 2013
Informações pessoais
Nome completo John Levell Starks
Data de nasc. 10 de agosto de 1965 (53 anos)
Local de nasc. Tulsa, Oklahoma,  Estados Unidos
Altura 1,97m
Peso 86 kg
Informações no clube
Número 30, 3, 9
Posição armador
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
1988 - 1989
1989 - 1990
1990
1990 - 1998
1999 - 2000
2000
2000 - 2002
Estados Unidos GS Warriors
Estados Unidos Silver Bullets
Estados Unidos Memphis Rockers
Estados Unidos New York Knicks
Estados Unidos GS Warriors
Estados Unidos Chicago Bulls
Estados Unidos Utah Jazz
36 (146)


602‬ (8.489‬)
83‬ (1.175)
4 (30)
141 (989‬)

John Levell Starks (Tulsa, 10 de agosto de 1965) é um ex-jogador profissional de basquetebol norte-americano.[1] Embora não tenha sido escolhido no Draft da NBA, Starks conseguiu entrar na liga depois de participar de quatro universidades em Oklahoma, ele ganhou fama ao jogar no New York Knicks na década de 1990.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Starks nasceu em Tulsa, Oklahoma, onde estudou na Tulsa Central High School. Em Tulsa Central, Starks jogou apenas um ano no time de basquete.[2]

Depois do ensino médio, ele se matriculou no Rogers State College em 1984 como um jogador de "taxi squad", jogadores que substituem jogadores lesionados ou suspensos; jogadores do taxi squad normalmente assistem os jogos das arquibancadas. No entanto, Starks foi expulso de Rogers State por roubar equipamentos estéreos de outro aluno em retaliação ao estudante invadir o dormitório de Starks.[3]

Ele se transferiu para Northern Oklahoma College na primavera de 1985 e foi condenado a cinco dias de prisão pelo roubo. Ele cumpriu a sentença durante as férias de primavera. No outono de 1985, Starks teve uma média de 11 pontos por jogo em Northern Oklahoma, mas deixou a universidade depois de ser pego em seu dormitório fumando maconha.

Tendo trabalhado em um supermercado Safeway, Starks se matriculou no Tulsa Junior College no verão de 1986, para se formar em administração. Enquanto jogava basquete, ele chamou a atenção de Ken Trickey que estava iniciando um programa de basquete no Oklahoma Junior College. Starks jogou lá por uma temporada, em seguida, ganhou uma bolsa de estudos na Universidade Estadual de Oklahoma em 1988, onde terminou sua carreira universitária.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Golden State Warriors[editar | editar código-fonte]

Embora ele tenha sido preterido no Draft de 1988, Starks assinou com o Golden State Warriors em setembro de 1988 como agente livre.[4]

No entanto, como os Warriors haviam recrutado Mitch Richmond com a 5° escolha geral naquele ano, Starks jogou minutos limitados em apenas 36 jogos, enquanto Richmond venceu o Novato do Ano.[5]

Starks se machucou no final da temporada e, portanto, teve que jogar numa liga menor da NBA, a CBA.

Outras ligas[editar | editar código-fonte]

Starks jogou no Cedar Rapids Silver Bullets da CBA na temporada de 1989–90 e no Memphis Rockers da WBA na temporada de 1990–1991.

New York Knicks[editar | editar código-fonte]

Em 1990, ele tentou uma vaga no elenco do New York Knicks. Em um treino, ele tentou enterrar em cima de Patrick Ewing. Ewing o jogou no chão e Starks torceu o joelho. A equipe não tinha permissão para dispensá-lo, a menos que a lesão fosse curada no final de dezembro.[6] Quando não se recuperou, os Knicks não conseguiram dispensá-lo. Como resultado, Starks se referiu a Ewing como sua graça salvadora. Ele acabou se tornando o armador titular, tornando-se um jogador-chave no time e jogando 8 temporadas em Nova York.

Um dos pontos baixos da carreira de Starks veio nas Finais da NBA de 1994 contra o Houston Rockets. Nos segundos finais do Jogo 3 e com os Knicks perdendo por 3 pontos, Starks foi derrubado por Hakeem Olajuwon enquanto tentava um arremesso de 3 pontos. Na época, a NBA permitia apenas 2 lances livres durante uma falta. Houston acabou vencendo por 93-89 (a liga mudaria a regra para permitir 3 lances livres na próxima temporada). Nos segundos finais do Jogo 6, Olajuwon bloqueou a tentativa de 3 pontos de Starks e deu ao Houston outra vitória. No Jogo 7, Starks teve um dos piores jogos de sua carreira, acertando 2-18 arremessos, incluindo 0-10 no quarto período. Os Rockets ganhou o título da liga.[7]

Em 1995, Pat Riley deixou os Knicks para ir ao Miami Heat depois de uma disputa com o então General Manager Dave Checketts. Os Knicks contrataram Don Nelson, trazendo de volta as tensões de Stark com ele no Golden State Warriors. Nelson tornou Hubert Davis titular e acabou sendo demitido no meio da temporada. Os Knicks o substituíram por Jeff Van Gundy. Em 1996, Allan Houston tomou o posto de titular de Starks. Ele foi um colaborador constante durante essa temporada e ganhou o prêmio de Prêmio do Sexto Homem do Ano da NBA em 1997.[8]

Regresso ao Golden State[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 1999, Starks foi trocado de volta ao seu time original, o Golden State Warriors. Starks permaneceu com os Warriors até fevereiro de 2000, quando foi negociado para o Chicago Bulls como parte de um acordo de três equipes.[9]

Chicago Bulls[editar | editar código-fonte]

Após seu segundo período com os Warriors, Starks jogou pelo Chicago Bulls por 4 jogos na temporada de 1999-00.[10]

Utah Jazz[editar | editar código-fonte]

Starks terminou sua carreira no Utah Jazz, jogando na equipe nas temporadas de 2000-01 e 2001-02.

Pós-Carreira[editar | editar código-fonte]

Starks se aposentou fazendo 10.829 pontos. Ele atualmente trabalha para os Knicks como um funcionário de desenvolvimento de fãs e ex-alunos e como um analista de pré e pós-jogo dos Knicks na MSG Network. Ele também serviu como treinador principal dos Maulers, uma equipe de Slamball. Sua autobiografia, John Starks: My Life, foi publicada em 2004.

Starks é sócio e promotor do tênis de basquete Ektio, que o médico e ex-jogador de basquete universitário Barry Katz projetou para reduzir as lesões no tornozelo.[11][12]

Legado[editar | editar código-fonte]

Sua tenacidade feroz e o desejo de vencer fez Starks ter grandes fãs em Nova York. Apesar de não ser um All-Star perene, Starks é geralmente considerado um dos maiores jogadores dos Knicks da história.[13] A intensidade de fogo de Starks muitas vezes levou a exibições emocionais na quadra. Reggie Miller, do Indiana Pacers, era muitas vezes um provocador e alvo de sua ira; Durante o Jogo 3 dos Playoffs da NBA de 1993, Starks foi expulso por ter golpeado Miller.

Starks é o líder de todos os tempos dos Knicks em arremessos certos de três pontos (982).[14] Ele foi o primeiro jogador da história da NBA a fazer 200 pontos em uma temporada; seus 217 pontos durante a temporada de 1994-95 da NBA quebrou o recorde de profissionais de temporada única (NBA ou ABA) de Louie Dampier, de 199 pontos durante a temporada da ABA de 1968-69. Esse recorde agora pertence a Stephen Curry.

Apesar de sua estatura relativamente baixa, Starks era, como seus colegas de equipe Charles Oakley e Patrick Ewing, um defensor competente da década de 1990.

Estatística[editar | editar código-fonte]

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PI  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  PPJ  Pontos por jogo  Negrito  Melhor da carreira

Temporada regular[editar | editar código-fonte]

Ano Time PJ MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
1988–89 Golden State 36 8.8 .408 .385 .654 1.1 .8 .6 .1 4.1
1990–91 New York 61 19.2 .439 .290 .752 2.1 3.3 1.0 .3 7.6
1991–92 New York 82 25.8 .449 .348 .778 2.3 3.4 1.3 .2 13.9
1992–93 New York 80 31.0 .428 .321 .795 2.6 5.1 1.1 .2 17.5
1993–94 New York 59 34.9 .420 .335 .754 3.1 5.9 1.6 .1 19.0
1994–95 New York 80 34.1 .395 .355 .737 2.7 5.1 1.2 .1 15.3
1995–96 New York 81 30.8 .443 .361 .753 2.9 3.9 1.3 .1 12.6
1996–97 New York 77 26.5 .431 .369 .769 2.7 2.8 1.2 .1 13.8
1997–98 New York 82 26.7 .393 .327 .787 2.8 2.7 1.0 .1 12.9
1998–99 Golden State 50 33.7 .370 .290 .740 3.3 4.7 1.4 .1 13.8
1999–00 Golden State 33 33.6 .378 .348 .833 2.8 5.2 1.1 .1 14.7
1999–00 Chicago 4 20.5 .324 .300 1.000 2.5 2.8 1.3 .3 7.5
2000–01 Utah 75 28.3 .398 .352 .802 2.1 2.4 1.0 .1 9.3
2001–02 Utah 66 14.1 .368 .305 .805 1.0 1.1 1.0 .0 4.4
All-Star 1 20.0 .444 .333 - 3.0 3.0 1.0 0.0 9.0
Carreira 866 27.2 .412 .340 .769 2.5 3.6 1.1 .1 12.9

Playoffs[editar | editar código-fonte]

Ano Time PJ MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
1991 New York 3 9.3 .400 - 1.000 1.0 2.0 .0 .0 2.0
1992 New York 12 24.6 .374 .239 .808 2.5 3.2 1.4 .0 12.1
1993 New York 15 38.3 .440 .373 .717 3.5 6.4 1.0 .2 16.5
1994 New York 25 33.6 .381 .356 .770 2.3 4.6 1.4 .1 14.6
1995 New York 11 34.5 .450 .411 .619 2.3 5.2 1.2 .1 15.6
1996 New York 8 39.3 .448 .467 .744 3.6 4.1 1.6 .1 16.0
1997 New York 9 28.1 .444 .317 .806 3.4 2.8 1.1 .0 14.0
1998 New York 10 31.4 .472 .424 .875 4.0 2.3 1.6 .1 16.4
2001 Jazz 3 12.0 .333 .250 1.000 1.0 .3 .3 .3 3.7
Carreira 96 31.6 .421 .371 .759 2.8 4.1 1.3 .1 14.2

Referências

  1. «NBA.com playerfile». Consultado em 19 de dezembro de 2007. Cópia arquivada em 19 de dezembro de 2007 
  2. «NBA.com: John Starks Bio». web.archive.org. 31 de janeiro de 2009. Consultado em 1 de julho de 2019 
  3. Starks, John; Markowitz, Dan (2004). My Life (em inglês). [S.l.]: Sports Publishing LLC. ISBN 9781582618029 
  4. «1988 NBA Draft». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  5. «Mitch Richmond Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  6. Rosenblatt, Roger (17 de abril de 1994). «Off the Bench, Out of Purgatory; John Starks». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  7. «1994 NBA Finals - New York Knicks vs. Houston Rockets». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  8. «NBA Sixth Man of the Year Award Winners». NBA.com (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  9. Armour, Nancy. «'Hated' Starks Now With the Bulls». AP NEWS. Consultado em 1 de julho de 2019 
  10. Writer, Sam Smith, Tribune Pro Basketball. «BULLS WAVE BYE-BYE TO STARKS». chicagotribune.com (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  11. Riper, Tom Van. «John Starks Pitching New Shoe». Forbes (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  12. «Basketball Shoes May Reduce Ankle Injuries». NPR.org (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  13. «The 25 Greatest Knicks». www.espn.com. Consultado em 1 de julho de 2019 
  14. «New York Knicks Career Leaders». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre John Starks