José António Ananias Mota

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
José Ananias
Retrato de José Ananias
Nome completo José António Ananias Mota
Nascimento 7 de janeiro de 1954
Manique do Intendente, Azambuja
Nacionalidade Português
Morte 15 de novembro de 2007 (53 anos)
Ocupação actor, encenador, dramaturgo

José António Ananias Mota (Manique do Intendente, Azambuja, 7 de Janeiro de 1954 — (?), 15 de Novembro de 2007) foi um actor, encenador e dramaturgo português. A sua actividade está sobretudo ligada às localidades de Azambuja e Braga.[1]

Mesmo tendo ingressado num curso de Direito, José Ananias optou por entrar no Conservatório Nacional de Lisboa para tirar o Curso de Actor/Encenador da Escola Superior de Teatro.[1]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Na sua carreira José Ananias trabalhou com vários encenadores, entre os quais se podem destacar: Luís Aguilar, Jorge Listopad, Hélder Costa, Augusto Bual, José Caldas, Carlos Fernando, Rui Madeira, Saguenail, Gil Filipe, Antonino Solmer, José Wallenstein, Júlio Cardoso e Mark Donford-May.[1]

No seu percurso José Ananias passou por várias companhias profissionais de teatro:[1]

Na Azambuja, entre 1984 e 1989, encenou e representou os espectáculos:[1]

  • Ananias Ensemble
  • Peripécias, de Jehan Mayoux
  • Porto do Galo, de sua autoria
  • O Menino Dino, de sua autoria

De salientar que, para além de textos de sua autoria como A Menina do iô-iô o Caçador de Duas Cabeças e O Menino Dino, José Ananias encenou na Companhia de Teatro de Braga peças como:[1]

Actor/Encenador/Dramaturgo

José Ananias trabalhou ainda em assistente de encenação em várias peças como:[1]

  • O Rufia nas Escadas, de Joe Orton no Teatro da Graça, encenada por Carlos Fernando
  • A Castro, de António Ferreira, na Companhia de Teatro de Braga, encenada por Antonino Solmer
  • A Dança do Sargento Musgrave, de John Arden, também na Companhia do Teatro de Braga, encenada por Saguenail

Cinema e televisão[editar | editar código-fonte]

Relativamente a trabalhos para televisão, José Ananias participou em:

No cinema, para além de participar em várias curtas-metragens de alunos da Escola Superior de Cinema, integrou o elenco de:

Actividade sócio-cultural[editar | editar código-fonte]

Ao longo da sua vida José Ananias teve várias intervenções animação sociocultural, entre as quais se podem destacar:[1]

  • Animador cultural entre 1984 e 1989 na Azambuja
  • Membro fundador do Grupo Cultural de Manique do Intendente e da Associação Regional de Santarém do Teatro de Amadores
  • Animador teatral em diversos projectos do Centro Regional de Segurança Social de Braga
  • Animador de programas próprios nas rádios bracarenses Antena Minho e Rádio Universitária do Minho
  • Coordenador dos projectos "Teatro-Escola-Teatro" e "Alternativas Urbanas" da Companhia de Teatro de Braga
  • Participante em várias iniciativas do Sindicato da Poesia de Braga, como recitais de poesia e no espectáculo de teatro A Cantora Careca
  • Animador de várias "Leituras Encenadas" integradas na "Hora do Conto" da Biblioteca Pública da Universidade do Minho, em Braga.
  • No ensino foi professor e coordenador de estágios curriculares de Expressão Dramática do Curso Técnico Profissional de Animação Sócio-Cultural, na Escola Secundária D. Luís de Castro, em Braga de 1992 a 2002, e formador de animação no curso para jovens licenciados, organizado pelo Instituto de Formação Profissional no Museu do Paço dos Duques de Bragança, em Guimarães em 2001 e 2002.

José Ananias morreu 15 de Novembro de 2007. Sobre ele diria Rui Madeira, amigo e então director da Companhia de Teatro de Braga, "Ananias foi um cidadão empenhado que colocou ao serviço da comunidade e da cultura descentralizada o melhor de si".[1][6]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n Departamento de Intervenção Sócio-Cultural. Divisão de Cultura (2008). «Agenda Cultural nº22, Janeiro/Fevereiro/Março de 2008.» (pdf). Refere "John Osborne" quando deveria referir "John Arden". Refere "Castro" quando deveria referir "A Castro". Câmara Municipal de Azambuja. pp. 12 e 13. Consultado em 27 de abril de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 27 de abril de 2014 
  2. «A Arte de Ser Português» (em inglês). no IMDb . Acesso 27 de abril de 2014.
  3. a b c José António Ananias Mota (em inglês) no IMDb. Acesso 27 de abril de 2014.
  4. «O Pecado da Mamã» (em inglês). no IMDb . Acesso 27 de abril de 2014.
  5. «Rio Turvo» (em inglês). no IMDb . Acesso 27 de abril de 2014.
  6. «Morreu o actor e encenador José Ananias.». Jornal de Notícias. 16 de novembro de 2007. Consultado em 27 de abril de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.