José Bové

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Bové (Toulouse, 2007)

Joseph Bové, dito José Bové (Talence, 11 de junho de 1953) é um sindicalista francês, militante do movimento antiglobalização e porta-voz da Via Campesina.

Bové foi preso em 2002 pela destruição de um restaurante McDonald's em Millau. (VIDEO)Também foi preso em 2003 e em 2005 por ataques a plantações de organismos geneticamente modificados.

Foi candidato às eleições presidenciais francesas de 2007. Todas as sondagens lhe atribuiam menos de 1,5% dos votos.

O francês José Bové tem uma legítima e inquebrantável convicção de que seu lugar é na frente das câmeras. Ele já tentou de tudo para se manter em evidência. Praticou crimes como invadir e destruir propriedade alheia na França e no Brasil. Seus alvos principais são laboratórios de tecnologia alimentar e lanchonetes do grupo McDonald’s. Como todo exibicionista, Bové tem uma claque permanente e raramente lhe são negados aplausos. Eles partem de gente com um sentimento difuso de insatisfação com o progresso e com as conquistas da civilização tecnológica. Invariavelmente são pessoas que já desfrutam essas conquistas, mas temem pela saúde do planeta caso as centenas de milhões de miseráveis da Ásia e da África, principalmente, também passem a ter acesso a elas. Sentimento torpe disfarçado de nobreza. Bové, de 54 anos, é o líder dessa corrente. Seu último truque foi se declarar, na semana passada, em greve de fome contra o uso de sementes transgênicas em solo francês. Ele promete não comer mais nada enquanto o governo da França não proibir as culturas geneticamente modificadas por um ano. Michel Barnier, ministro da Agricultura da França, respondeu: "Em uma democracia como a nossa existem outras maneiras de ser ouvido, de tomar parte no debate e de convencer". Veja 2042

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Durante visita ao Brasil por ocasião do Fórum Social Mundial de 2001, Bové participou, com integrantes do MST, da destruição de 2 hectares de soja geneticamente modificada numa fazenda do Rio Grande do Sul, de propriedade da multinacional americana Monsanto.[1]

Em 2010, assinou documento em apoio à candidatura de Dilma Rousseff. O documento dizia que "por trás de José Serra, a direita brasileira vem mobilizando tudo o que há de pior em nossas sociedades".[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre José Bové
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.