José Carlos de Ataliba Nogueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
José Carlos de Ataliba Nogueira
Nascimento 29 de maio de 1901
Campinas
Morte 22 de outubro de 1983
Cidadania Brasil
Ocupação político

José Carlos de Ataliba Nogueira (Campinas, São Paulo (estado), 29 de maio de 1901 — São Paulo, 22 de outubro de 1983)[1] foi um jurista, político e professor[2] formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. É pai do também professor catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Geraldo Ataliba.

Foi professor catedrático de Teoria Geral do Estado na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, orador do Centro Acadêmico XI de Agosto e participou da história da Campanha Civilista de Ruy Barbosa.

Como político foi fundador do Partido Social Democrático, deputado federal pelo Estado de São Paulo e secretário da educação deste mesmo Estado.

Foi membro da Academia Paulista de Letras,

Obras[editar | editar código-fonte]

  • A reforma da Constituição Federal, 1926.
  • A Instrução Moral e Cívica, 1926.
  • Santo Antônio na tradição brasileira, 1933.
  • Um inventor brasileiro (biografia de Francisco João de Azevedo), 1934.
  • O Estado é meio e não fim, 1940.
  • Ministro Costa e Silva (traços biográficos), 1941.
  • D. Joaquim Mamede da Silva Leite (traços biográficos), 1941.
  • O Pan-Americanismo e o Super-Estado, 1947.
  • Rui Barbosa e as fontes do Direito Constitucional brasileiro, 1949.
  • Lições de Teoria Geral do Estado, 1969.
  • Antônio Conselheiro e Canudos, 1974.

Referências

  1. «José Carlos de Ataliba Nogueira». Departamento de Recursos Humanos da Secretaria da Educação. Consultado em 14 de novembro de 2010. Arquivado do original em 23 de maio de 2011 
  2. «Histórias da Fundação: "De como um deputado queria "impedir" a criação do, então, Instituto Joaquim Nabuco"». Fundação Joaquim Nabuco. Consultado em 14 de novembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) político(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.