José Mendes Bota

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Consultor Político e Parlamentar de Alto Nível e Primeiro Conselheiro na Delegação da União Europeia junto do Conselho da Europa em Estrasburgo

José Mendes Bota[1] nasceu a 4 de Agosto de 1955 em Loulé (Algarve), Portugal, licenciou-se em Economia[2], fez uma pós-graduação em Gestão Avançada e estudou Direito. A sua actividade profissional em empresas de referência nos sectores da Banca e do Turismo[3] teve lugar alternadamente com o exercício de cargos políticos electivos em regime de exclusividade por opção própria[4][5].

Com uma juventude bastante activa, cedo se dedicou ao escutismo, música, teatro, poesia, rádio, jornalismo e desporto[6]. Foi atleta e dirigente no atletismo, andebol e ciclismo, onde foi presidente da Associação de Ciclismo do Algarve[6][7] durante vários anos.

A sua actividade politica iniciou-se em 1980 na Câmara Municipal de Loulé, onde foi vereador, vice-presidente, presidente da Câmara[8] e presidente da Assembleia Municipal[7]. Em 1984 foi um dos fundadores da Associação Nacional de Municípios Portugueses, onde chegou a desempenhar o cargo de vice-presidente da Assembleia Geral e do Congresso[7] até 1989.

Actividade presente e recente[editar | editar código-fonte]

Integra o SEAE (Serviço Europeu de Acção Externa)[9] desde 2016 como Consultor Político e Parlamentar de Alto Nível e Primeiro Conselheiro na Delegação da União Europeia junto do Conselho da Europa[10] em Estrasburgo, onde actualmente reside;

Foi Membro do Gabinete do Comissário para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas[11], na Comissão Europeia, durante um ano e meio (2014-2016), acompanhando várias áreas como a Bio-Economia, Agricultura, Pescas, Florestas[12], Igualdade de Género e Ciências e Humanidades.


Resumo da actividade pública[editar | editar código-fonte]

24 anos de actividade parlamentar entre 1983 e 2014 como Deputado à Assembleia da República (III, IV, V, VI, VII, X, XI e XII Legislaturas) e ao Parlamento Europeu (III e IV Legislaturas). Defensor da descentralização política e administrativa[13][14], foi eleito em 2006 Presidente do Movimento Cívico "Regiões, Sim!"[15]. Publicou 17 livros[7][16][17][8][18], a maioria sobre temas políticos[19], alguns deles sobre a Europa, sendo dois dos livros de natureza poética. Editou 3 obras discográficas[8] e produziu 13 programas televisivos para a série “Jamboree”[8] transmitida pela RTP. Editou ainda a Coleção “Cadernos PoesiAlgarve”, divulgando obras de poetas algarvios como Fátima Murta, Manuel Neto dos Santos e Fernando Cabrita.

Assembleia da República[editar | editar código-fonte]

Na Assembleia da República[8] exerceu os cargos de Presidente da Comissão Parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação[20][8], Presidente da Sub-Comissão Parlamentar para o Turismo[21][8], Presidente do Grupo Parlamentar de Amizade Portugal-Polónia[8] e Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PSD[22]

Parlamento Europeu[editar | editar código-fonte]

No Parlamento Europeu[23] exerceu os cargos de Vice-Presidente da Assembleia Paritária ACP/CE[7] e Presidente do Inter-Grupo “Turismo”[7]

Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa[editar | editar código-fonte]

Fez parte da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa [24]11 anos em 2 períodos (1988-1989 e 2005-2014),onde exerceu os cargos de Presidente da Comissão para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens[8][25], Vice-Presidente da Comissão dos Assuntos Sociais, Saúde e Desenvolvimento Sustentável[8], Relator Geral sobre a Violência contra as Mulheres[26][27][8], Coordenador Político da Rede Parlamentar Europeia “Mulheres Livres da Violência”[8][28], Vice-Presidente da Sub-Comissão sobre o Tráfico de Seres Humanos[29], Membro do Bureau e da Comissão Permanente

Assembleia Inter-Parlamentar Europeia para a Segurança e a Defesa[editar | editar código-fonte]

Fez parte da Assembleia Inter-Parlamentar Europeia para a Segurança e a Defesa[30] durante 8 anos

Autor de vários relatórios para as Instituições Europeias, eis alguns dos mais relevantes:

15 anos de Actividade Municipal (1980 a 1998)[editar | editar código-fonte]

Actividade partidária no Partido Social Democrata[35] (1980 a 2014)[editar | editar código-fonte]

No Partido Social Democrata ocupou diversos cargos em estruturas locais, regionais e nacionais[6]. Começando pela presidência da Secção do PSD/Loulé, Mendes Bota foi também presidente da Mesa a Assembleia da mesma secção. Presidente da Distrital do PSD/Algarve (eleito 8 vezes)[36] e presidente da Assembleia Distrital do PSD/Algarve[8], foi por diversas vezes eleito Membro do Conselho Nacional do PSD[37]. A nível nacional foi Membro da Comissão Política Nacional[38] e ainda [8]Vice-Presidente do Partido[39][40] durante o mandado de Luís Filipe Menezes como presidente do Partido Social Democrata.

Convenção de Istambul[41][editar | editar código-fonte]

Convenção de Istambul

Teve um papel muito activo[27], participando em todo o processo de propositura, redacção, aprovação, ratificação e entrada em vigor da Convenção do Conselho da Europa para a Prevenção e o Combate à Violência contra as Mulheres e a Violência Doméstica [42](Convenção de Istambul). Foi o autor do relatório sobre “Combate à Violência contra as Mulheres: por uma Convenção do Conselho da Europa”[43], que incluía a Resolução 1635 e a Recomendação 1847[43], que viriam a ser aprovadas pela Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa (APCE) em 3 de Outubro de 2008, propondo ao Comité de Ministros a elaboração de tal instrumento jurídico internacional.

Durante cerca de dois anos, participou activamente em todas as reuniões da Comissão Ad-Hoc (CHAVIO)[31], encarregada de redigir o texto da Convenção, tendo sido também o autor do relatório final sobre a Convenção[44], aprovado pela APCE. Desde a abertura para assinatura, em Istambul, a 11 de Maio de 2011, e actuando como Relator Geral sobre a Violência contra as Mulheres da APCE[27], percorreu a Europa sensibilizando governos e parlamentos nacionais no sentido de procederem à sua ratificação. A Convenção entrou em vigor a 1 de Agosto de 2014[45], e foi considerada por si como a causa melhor sucedida da sua carreira política.

Condecorações (resumo)[editar | editar código-fonte]

  • Cavaleiro da Ordem de Mérito da Polónia, atribuída pelo Presidente da República da Polónia[47] (2015)
  • Prémio Dignidade Humana - Escandinávia 2014[49], pela luta contra o tráfico de seres humanos na Europa.«Scandinavian Human Dignity Award 2014»”
  • Medalha atribuída pela Assembleia Inter-Parlamentar Europeia para a Segurança e a Defesa[8] (2011)
  • Medalha de Honra do Grupo do Partido Popular Europeu do Parlamento Europeu[8] (1999)
  • Prémio "Mensagem para a Europa", atribuído pelo Brussels Brupark à melhor mensagem Europeia, escolha dos jornalistas Portugueses, entre os Deputados ao Parlamento Europeu por Portugal[8] (1982)

Referências

  1. «Mendes Bota muda de vida». Correio da Manhã. 22 de Agosto de 2010. Consultado em 03 de abril de 2018  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Mendes Bota muda de vida». Correio da Manhã. 22 de agosto de 2010. Consultado em 04 de abril de 2018  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «José Mendes Bota, empresário e gestor de empresas». Correio da Manhã. 01 de abril de 2008. Consultado em 04 de abril de 2018  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  4. «Exclusividade para deputados». Correio da Manhã. 21 de janeiro de 2013. Consultado em 04 de abril de 2018  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Metade dos deputados acumula funções com o privado». In Vervbis - Revista Digital de Cidadania e Justiça. 19 de setembro de 2012. Consultado em 04 de abril de 2018  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. a b c d «Percurso de vida - Versão Resumida». Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. 27 de abril de 2011. Consultado em 17 de março de 2018 
  7. a b c d e f g «Currículo de José Mendes Bota». Câmara Municipal de Loulé. Consultado em 14 de março de 2018 
  8. a b c d e f g h i j k l m n o p q r «Assembleia da República, Biografia do Deputado Mendes Bota». Assembleia da República Portuguesa. Consultado em 13 de março de 2018 
  9. «Mendes Mota assume novas funções». Sul Informação. 23 de maio de 2016. Consultado em 17 de março de 2018 
  10. «Delegation of the European Union to the Council of Europe». Delegation of the European Union to the Council of Europe. Consultado em 13 de março de 2018 
  11. «José Mendes Bota iniciará funções no gabinete de Carlos Moedas, em Bruxelas». Correio da Manhã. 26 de novembro de 2014. Consultado em 17 de março de 2018 
  12. «Comissão Europeia, Visita de João P. Machado, Presidente da Confederação de Agricultores de Portugal». European Commission. Consultado em 13 de março de 2018 
  13. «Luta pela Regionalização». Jornal Barlavento. 19 de agosto de 2008. Consultado em 17 de março de 2018 
  14. «PS faz depender regionalização de consenso prévio com o PSD». Diário de Noticias. 19 de novembro de 2009. Consultado em 18 de março de 2018 
  15. «Bota assume presidência». Correio da Manhã. 18 de fevereiro de 2008. Consultado em 21 de março de 2018 
  16. «Bookshop de Mendes Bota». www.mendesbota.com. Consultado em 13 de março 2018 
  17. «Bibliografia Nacional Portuguesa - AUTOR:=BOTA, JOSE MENDES, 1955-». Bibliografia Nacional Portuguesa. Consultado em 13 de março de 2018 
  18. «Mendes Bota lança livro». Correio da Manhã. 1 de agosto de 2005. Consultado em 21 de março de 2018 
  19. «Activismo Europeu». Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata. Consultado em 13 de março de 2018 
  20. «Mendes Bota, deputado do PSD e presidente da comissão de Ética». Associação Sindical dos Magistrados Judiciais Portugueses. 21 de janeiro de 2013. Consultado em 17 de março de 2018 
  21. «PSD dedica semana ao turismo». Correio da Manhã. 20 de fevereiro de 2002. Consultado em 21 de março de 2018 
  22. «Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata». Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata. Consultado em 13 de março de 2018 
  23. «Parlamento Europeu, Biografia do Deputado Mendes Bota». Parlamento Europeu. Consultado em 13 de março de 2018 
  24. «Prostituição coloca FIFA sob fogo do Conselho da Europa». Diário de Noticias. 13 de abril de 2006. Consultado em 18 de março de 2013 
  25. «Deputado do PSD alerta para tráfico de pessoas no Baixo Alentejo». Público. 20 de dezembro de 2010. Consultado em 18 de março de 2018 
  26. «Council of Europe campaign "stop domestic violence against women"». Council of Europe. Consultado em 13 de março de 2018 
  27. a b c «Mendes Bota disponível para estudar exclusão de herdeiros homicidas». Diário de Noticias. 25 de novembro de 2012. Consultado em 18 de março de 2018 
  28. «Conselho da Europa assinala aplicação da Convenção de Istambul com visitas a casa abrigo». Correio da Manhã. 31 de julho de 2014. Consultado em 21 de março de 2018 
  29. «Prémio Pela Luta Contra o Trafico Humano». Observador.pt. 18 de novembro de 2014. Consultado em 13 de março de 2018 
  30. «Assembleia Interparlamentar Europeia de Segurança e Defesa da UEO». Assembly of WEU. Consultado em 13 de março de 2018 
  31. a b c d e f «O Algarve presta, desta forma, o seu reconhecimento público a José Mendes Bota». Algarve Mais Noticias. 29 de outubro de 2017. Consultado em 17 de março de 2018 
  32. «Prostitution, trafficking and modern slavery in Europe». Ukrainian World Congress. Consultado em 17 de março de 2018 
  33. «Violence against women in Europe». Parliamentary Assembly. 24 de abril de 2014. Consultado em 17 de março de 2018 
  34. «Galeria de Presidentes da Câmara Municipal de Loulé». Câmara Municipal de Loulé. Consultado em 13 de março de 2018 
  35. Democrata, PSD - Partido Social. «PSD - Partido Social Democrata - website oficial. Através deste novo site, o futuro de Portugal está cada vez mais nas mãos de todos nós.». PSD - Partido Social Democrata. Consultado em 14 de março de 2018 
  36. «Por ter três mandatos seguidos, e oito no total, a liderar o PSD Algarve, Mendes Bota muda de vida». Correio da Manhã. 22 de agosto de 2010. Consultado em 13 de março de 2018 
  37. «XVI Congresso Nacional do PSD». Partido Social Democrata. Consultado em 13 de março de 2018 
  38. «XI Congresso Nacional do PSD». Partido Social Democrata. Consultado em 13 de março de 2018 
  39. «XXX Congresso Nacional do PSD». Partido Social Democrata. Consultado em 13 de março de 2018 
  40. «Mendes Bota, vice-presidente do PSD e líder da distrital do Algarve». Correio da Manhã. 28 de janeiro de 2008. Consultado em 13 de março de 2018 
  41. «Convenção de Istambul entra em vigor para proteger vítimas de violência». RTP. 01 de agosto de 2014. Consultado em 04 de abril de 2018  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  42. «Mendes Bota no Conselho da Europa». Correio da Manhã. 9 de junho de 2012. Consultado em 21 de março de 2018 
  43. a b «Resolução 1635 e Recomendação 1847». Parliamentary Network "Women Free from Violence". Consultado em 13 de março de 2018 
  44. «Convenção de Istambul». Conselho da Europa. Consultado em 13 de março de 2018 
  45. «Istambul, já ali!». Público. 26 de julho de 2014. Consultado em 18 de março de 2018 
  46. «Prémio Maria Veleda». Direção Regional de Cultura do Algarve. Consultado em 13 de março de 2018 
  47. «Mendes Bota distinguido na Polónia». A Voz de Loulé. 22 de maio de 2015. p. 5. Consultado em 15 de março de 2018 
  48. «Recebeu a medalha de mérito do Conselho da Europa, passando também a ser membro Honorário daquela organização». Correio da Manhã. 22 fevereiro de 2015. Consultado em 21 de março de 2018 
  49. «Scandinavian Human Dignity Award 2014». Scandinavian Human Rights Lawyers. Consultado em 13 de março de 2018 
  50. «Galeria de Agraciados da Câmara Municipal de Loulé». Câmara Municipal de Loulé. Consultado em 13 de março de 2018