José Niza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

José Manuel Niza Antunes Mendes, ou simplesmente José Niza (Lisboa, 16 de setembro de 1938Santarém, 23 de setembro de 2011), foi um médico, compositor e político português.[1]

Em 1956 foi para Coimbra estudar medicina[2]. É nessa cidade que funda, em 1961, a Orquestra Ligeira do Orfeon Académico de Coimbra, conjuntamente com José Cid, Proença de Carvalho, Joaquim Caixeiro e Rui Ressurreição.

Em 1971 passa a ser responsável pela produção da editora Arnaldo Trindade, Lda. (Discos Orfeu).

José Niza ganhou quatro Festivais RTP da Canção. É o autor da letra da canção E depois do Adeus.[1]

Deputado[1] em muitas legislaturas colaborou em diversas iniciativas e diplomas legislativos: Código dos Direitos de Autor e Direitos Conexos, Lei de Proteção da Música Portuguesa, Redução do Imposto sobre Importação de Instrumentos musicais, etc.

A 9 de junho de 1995, foi agraciado com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Mérito.[3]

José Niza faleceu no dia 23 de setembro de 2011.[1]

Referências

  1. a b c d «Morreu o compositor e ex-deputado José Niza». Diário de Notícias (Portugal). 23 de Setembro de 2011. Arquivado do original em 13 de abril de 2015 
  2. «PERFIL COMPLETO do autor de "E Depois do Adeus"». DN Portugal. 23 de Setembro de 2011. Consultado em 6 de Junho de 2014. Arquivado do original em 3 de junho de 2014 
  3. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "José Niza". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 20 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]