Juarez Machado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Juarez Machado (Joinville, 16 de março de 1941) é um artista plástico brasileiro. Além de dedicar-se à pintura, é também escultor, desenhista, caricaturista, mímico, designer, cenógrafo, escritor, fotógrafo e ator.

Em 1961 mudou-se para Curitiba, matriculando-se na Escola de Música e Belas-Artes do Paraná. Recém-formado, em 1964 realizou sua 1ª mostra individual na Galeria Cocaco, de Curitiba, iniciando uma carreira de grande sucesso. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1965, onde residiu por vinte anos. Através de seus desenhos de humor, projeta-se nacionalmente. Além do desenho e da pintura, fez incursões pela mímica, cenografia, programação visual, ilustração e escultura. Foi chargista dos principais jornais brasileiros e mímico no programa Fantástico, da TV Globo. No final dos anos 70 voltou-se totalmente para a pintura. Em 1971 realizou os desenhos de abertura do filme Uma Pantera em Minha Cama.

Pretendendo internacionalizar seu trabalho, em 1978 Juarez viajou a Nova Iorque, Londres e, finalmente, foi para Paris, onde fixou residência em 1986 e montou ateliê, sem prejuízo dos ateliês já instalados em Joinville e Rio de Janeiro.

Juarez Machado recebeu inúmeros prêmios, tanto no Brasil como no exterior. Tem feito exposições frequentes nos Estados Unidos e na Europa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Suas pinturas de cores quentes serviram de inspiração no cenário e iluminação do filme Le fabuleux destin d'Amélie Poulain (2001), do diretor Jean-Pierre Jeunet.[1]

Referências

  1. Declaração verbal em extras do DVD "Le fabuleux destin d'Amélie Poulain".

Biografias[editar | editar código-fonte]

Obras[editar | editar código-fonte]