Junito Brandão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Junito Brandão
Junito Brandão
Nome completo Junito de Souza Brandão
Nascimento 1924
Rio de Janeiro
Morte 15 de maio de 1995 (71 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasil brasileira
Ocupação Professor, historiador
Principais trabalhos Mitologia Grega

Junito de Souza Brandão (Rio de Janeiro, 1924 - 15 de maio de 1995), foi um professor e grande classicista brasileiro, especialista em mitologia grega e latina, autor de várias obras nessas temáticas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

"O escritor tinha de fazer o curso de mitologia do Junito Brandão e ter em mãos o dicionário de símbolos de Juan Eduardo-Cirlot."

Marcelo Rubens Paiva[1]

Bacharel em Letras Clássicas pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade do Estado da Guanabara em 1948[2], em seguida fez o curso de Arqueologia, Epigrafia e História da Grécia na Universidade de Atenas[3]. Mais tarde também fez o curso de Direito. Lecionou na PUC-Rio onde, em 1960, quando diretor do curso de Filosofia o dr. Roberto Piragibe da Fonseca, criou a cátedra de Mitologia Grega e Latina - iniciativa incomum nas universidades brasileiras.[4]

Exerceu o magistério por quarenta e cinco anos - em instituições como PUC-Rio, Universidade Gama Filho, Universidade Santa Úrsula, UERJ e colaborado em várias outras. Foi membro da Academia Brasileira de Filologia (Cadeira 35, por Patrono João Ribeiro), e diversas outras instituições culturais.[2]

Principais obras[editar | editar código-fonte]

Além de dicionários e obras didáticas, como Latim para o Ginásio, publicou:

  • Teatro Grego: Tragédia e Comédia. Petrópolis: Vozes
  • Mitologia Grega, 3 volumes, Vozes.
  • Os Idílios de Teócrito e as Bucólicas de Vergílio
  • "Helena, O Eterno Feminino"
Traduções do grego
  • Duas Tragédias Gregas: Édipo Rei (Sófocles), Hécuba (Eurípides);
  • O Ciclope (Eurípides);
  • As Rãs;
  • As Nuvens e As Vespas (Aristófanes)

Referências

  1. Gerald Thomas (12/01/2009). «Pânico do Mundo?». Consultado em 29/6/2010. 
  2. a b Amós Coelho da Silva (2003). «Homenagem a Junito Brandão». Departamento de Letras Clássicas da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Consultado em 29/6/2010. 
  3. Miriam Sutter (2006). «Ao Mestre com Saudades». Jornal Plástico Bolha, nº 13, 2008. Consultado em 29/6/2010. 
  4. Junito de Souza Brandão (1986). Mitologia Grega (3 volumes, vol. I) Vozes [S.l.] p. 419. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.