La Reine Élisabeth

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
La Reine Élisabeth
Rainha Elizabeth (BRA)
 França
1912 •  pb •  53 min 
Direção Louis Mercanton
Henri Desfontaines
Produção Louis Mercanton
Roteiro Émile Moreau
Elenco Sarah Bernhardt
Lou Tellegen
Gênero filme mudo
ficção histórica
Música Joseph Carl Breil
Idioma língua francesa (legendas)
Les Amours de la reine Élisabeth

La Reine Élisabeth, ou Les Amours d'Elisabeth, Reine d'Angleterre ou Les Amours de la reine Élisabeth é um curta-metragem francês de 1912, dirigido por Louis Mercanton e Henri Desfontaines, baseado no romance real entre Elizabeth I e Robert Devereux, conde de Essex.

Sua produtora original, a francesa L’Histrionic Film, foi levada à falência pela concorrente Pathé durante suas filmagens, mas foi concluído com recursos de Adolph Zukor. Zukor o tranferiu para Nova York, realizando ali seu lançamento como o primeiro da Famous Players Film Company, que mais tarde tornou-se a Paramount Pictures.

Rainha Elizabeth foi um dos primeiros filmes a possuir uma trilha sonora, composta por Joseph Carl Breil. Antes dele o filme também de França L'Assassinat du duc de Guise (também conhecido por La Mort du duc de Guise), dirigido por Charles Le Bargy e André Calmettes, tinha uma trilha composta por Camille Saint-Saëns.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Davis, Richard (1999). Complete Guide to Film Scoring, Berklee Press, Boston. ISBN 0-634-00636-3, p. 17
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme mudo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.