Liberace

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Dezembro de 2008). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Liberace
Liberace em 1974
Informação geral
Nome completo Wladziu Valentino Liberace
Também conhecido(a) como Walter Liberace, Lee, The Glitter Man, Mr. Showmanship, The King of Bling
Nascimento 16 de maio de 1919
Local de nascimento West Allis
Estados Unidos
Morte 4 de fevereiro de 1987 (67 anos)
Local de morte Palm Springs, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Gênero(s) Easy listening
Ocupação(ões) Pianista
Instrumento(s) Piano
Período em atividade 1936–1986
Gravadora(s) Columbia
Afiliação(ões) Ignacy Jan Paderewski

Wladziu Valentino Liberace, (West Allis, 16 de maio de 1919 — Palm Springs, 4 de fevereiro de 1987) foi um popular pianista e showman estadunidense.[1]

Liberace nasceu numa família de músicos. Seu pai, o italiano Salvatore Liberace, tocava trompa na Orquestra Filarmônica de Milwaukee. Sua mãe, a polaco-americana Frances Zuchowski, tocava piano. Seu irmão George era violinista. Desde muito cedo o menino demonstrou uma aptidão excepcional pelo piano. Quando tinha sete anos, tocou para Paderewski, que, impressionado com a precocidade do rapaz, ajudou-o a entrar como bolsista no Colégio de Música de Wisconsin. Os estudos do jovem estenderam-se por dezessete anos. Com apenas onze anos, ele foi solista num concerto com orquestra e, durante sua adolescência, apareceu tocando com importantes orquestras.

Parecia que Liberace iria tornar-se um pianista clássico; porém, ao apresentar um recital, escolheu tocar como encore não uma obra de um compositor erudito, mas sim um arranjo virtuosístico de uma música popular. Nascia assim o showman Liberace. Um pianista extraordinariamente treinado sob o ponto de vista da escola tradicional do piano, mas que ousou fazer o inusitado, usar toda a sua arte não apenas num repertório clássico, mas também na música popular. Além de tocar, ele cantava e dançava. Posteriormente Liberace jamais executaria qualquer canção sem um arranjo pessoal e inimitável. Sua inesgotável capacidade pianística levou-o a ser chamado de o "Liszt de Las Vegas".

A partir de 1953, apresenta um programa semanal na televisão em rede nacional. Nesta década, Liberace processa alguns jornais que publicaram matérias alegando sua suposta homossexualidade. Seu vestuário era ao mesmo tempo luxuoso e espalhafatoso. Uma exposição de alguns dos valiosos bens pertencentes a Liberace é realizada em Hollywood, na Califórnia em 1966. Liberace era um notório colecionador, principalmente de mobiliário antigo, pianos antigos e carros de luxo. Entre os muitos pianos que chegou a possuir, havia um que pertencera a Chopin e outro que pertencera a George Gershwin.

Em 1973, Liberace publica sua autobiografia. Em Las Vegas, é inaugurado, em 1979, o Museu Liberace, uma oportunidade para seus admiradores verem seus pianos, carros, e outros objetos. No auge de sua carreira, Liberace chegou a ganhar cerca de cinco milhões de dólares anualmente, tendo construído cinco luxuosas mansões. Nunca antes, na história da música, um instrumentista havia ganho tanto dinheiro.

Em 1980, a morte de sua mãe deixa-o profundamente abalado. Seu irmão George morre de leucemia em 1983. Sua última aparição pública foi em novembro de 1986, no Radio City Music Hall, em Nova Iorque. Três meses após, morreria aos 67 anos por complicações causadas pelo vírus da AIDS, em sua residência de Palm Springs, na Califórnia. Seus restos mortais jazem, juntamente com os de sua mãe e seu irmão, em um túmulo encimado por uma bela estátua, no Cemitério Forest Lawn, em Hollywood, Los Angeles.

Referências

  1. «Biografia de Liberace no Memorial da Fama». Memorialdafama.com  ; 88 notes pour piano solo, Jean-Pierre Thiollet, Neva Editions, 2015, p. 163. ISBN 978-2-3505-5192-0

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Liberace
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Liberace