Limeil-Brévannes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Limeil-Brévannes
—  Comuna francesa França  —
O Hôtel de ville.
O Hôtel de ville.
Brasão de armas de Limeil-Brévannes
Brasão de armas
Limeil-Brévannes está localizado em: França
Limeil-Brévannes
Localização de Limeil-Brévannes na França
Coordenadas 48° 44' 47" N 2° 19' 18" E
País  França
Região Blason France moderne.svg Ilha de França
Departamento Blason département fr Val-de-Marne.svg Vale do Marna
Administração
 - Prefeito Françoise Lecoufle
Área
 - Total 6,93 km²
Altitude máxima 94 m
Altitude mínima 35 m
População (2010) [1]
 - Total 19 901
    • Densidade 2 871,7 hab./km²
Gentílico: Brévannais
Código Postal 94450
Código INSEE 94044

Limeil-Brévannes é uma comuna francesa, localizada no sudeste do departamento de Vale do Marne, na região da Ilha de França.

Seus habitantes são chamados de Brévannais.

Transportes[editar | editar código-fonte]

A cidade está ligada por linhas de ônibus para a estação de Boissy-Saint-Léger do RER A, às estações de Créteil-Pompadour e de Villeneuve-Saint-Georges do RER D e a estação de metrô Pointe du Lac para a linha 8 do Metrô parisiense.

A cidade também é conectada ao sul do departamento e à cidade de Brie-Comte-Robert, em Seine-et-Marne, e à estação de Sucy-en-Brie do RER A.

O Câble A (projeto)[editar | editar código-fonte]

O Câble A, é um projeto de transporte urbano por cabo, atualmente em estudo.

O Câble A permitirá ligar o alto da cidade de Limeil-Bévannes no nível do estádio Paul Vaillant-Couturrier ao terminal da linha 8 do Metrô de Paris Pointe du Lac através de uma estação intermediária ao nível do futuro bairro verde da cidade. Uma extensão para o bairro do Bois Matar em Villeneuve-Saint-Georges tem sido proposta em dezembro de 2010[2].

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Antigamente atestada: Limolium, Limuel, Brevane[3].

Limeil do gaulês lemo (olmo)[4] e o sufixo -ialo (aldeia), e corresponderia à "aldeia do olmo". É o burgo principal localizado no alto.

Brévannes está escrita Beuvrannes em 1370 e seria formada do radical gaulês bebros (castor) se tornando brévo por metátese e do sufixo céltico -onne (curso de água, riacho) e corresponderia ao "riacho do castor"[5]. Esta antiga aldeia está localizado na planície, anteriormente pantanosa.

História[editar | editar código-fonte]

Uma necrópole e uma estrada galo-romana, encontradas durante as escavações em 1860, são as testemunhas do período antigo.

Limeil-Brévannes é o resultado da fusão da aldeia de Brévannes (na parte de baixo da cidade) e Limeil (no planalto) entre 1790-1794.

Em 1942, um acampamento de jovens "Maréchal Pétain" dirigido por Robert Hersant e Jean-Marie Balestre é instalado em Limeil-Brévannes.

Até a criação do departamento do Vale do Marne, em janeiro de 1968, Limeil-Brévannes foi uma comuna do departamento de Sena e Oise.

Cultura e patrimônio[editar | editar código-fonte]

Personalidades ligadas à comuna[editar | editar código-fonte]

  • Fortuné Henry, poeta e jornalista, membro do conselho da Comuna de Paris de 1871, enterrado em Brévannes em 1882
  • Émile Henry, filho do anterior, ativista anarquista, autor do atentado do hotel Terminus, guilhotinado em 1894 ; viveu com sua mãe em Brévannes a partir de 1882
  • Jean-Charles Fortuné Henry, ativista anarquista, irmão do precedente, nascido em Brévannes em 1869

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Populations légales des communes en vigueur au 1er janvier 2013». www.insee.fr (em francês). INSEE. Dezembro de 2012. Consultado em 3 de abril de 2013 
  2. Métrocâble pourrait rejoindre Villeneuve-Saint-Georges, « leparisien.fr », 14 décembre 2010.
  3. Hippolyte Cocheris, Anciens noms des communes de Seine-et-Oise, 1874, ouvrage mis en ligne par le Corpus Etampois.
  4. MULON (Marianne) Noms de lieux d'Ile-de-France (1997), a = p.46; b = p. 29 .
  5. NÈGRE (Ernest) Toponymie de la France (1990), t. 1, p. 106.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]