Limeil-Brévannes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Limeil-Brévannes
  Comuna francesa França  
O Hôtel de ville.
O Hôtel de ville.
Símbolos
Brasão de armas de Limeil-Brévannes
Brasão de armas
Gentílico Brévannais
Localização
Limeil-Brévannes está localizado em: França
Limeil-Brévannes
Localização de Limeil-Brévannes na França
Coordenadas 48° 44' 47" N 2° 19' 18" E
País  França
Região Blason France moderne.svg Ilha de França
Departamento Blason département fr Val-de-Marne.svg Vale do Marna
Administração
Prefeito Françoise Lecoufle
Características geográficas
Área total 6,93 km²
População total (2018) [1] 27 796 hab.
Densidade 4 011 hab./km²
Altitude máxima 94 m
Altitude mínima 35 m
Código Postal 94450
Código INSEE 94044

Limeil-Brévannes é uma comuna francesa, localizada no sudeste do departamento de Vale do Marne, na região da Ilha de França.

Seus habitantes são chamados de Brévannais.

Transportes[editar | editar código-fonte]

A cidade está ligada por linhas de ônibus para a estação de Boissy-Saint-Léger do RER A, às estações de Créteil-Pompadour e de Villeneuve-Saint-Georges do RER D e a estação de metrô Pointe du Lac para a linha 8 do Metrô parisiense.

A cidade também é conectada ao sul do departamento e à cidade de Brie-Comte-Robert, em Seine-et-Marne, e à estação de Sucy-en-Brie do RER A.

O Câble A (projeto)[editar | editar código-fonte]

O Câble A, é um projeto de transporte urbano por cabo, atualmente em estudo.

O Câble A permitirá ligar o alto da cidade de Limeil-Bévannes no nível do estádio Paul Vaillant-Couturrier ao terminal da linha 8 do Metrô de Paris Pointe du Lac através de uma estação intermediária ao nível do futuro bairro verde da cidade. Uma extensão para o bairro do Bois Matar em Villeneuve-Saint-Georges tem sido proposta em dezembro de 2010[2].

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Antigamente atestada: Limolium, Limuel, Brevane[3].

Limeil do gaulês lemo (olmo)[4] e o sufixo -ialo (aldeia), e corresponderia à "aldeia do olmo". É o burgo principal localizado no alto.

Brévannes está escrita Beuvrannes em 1370 e seria formada do radical gaulês bebros (castor) se tornando brévo por metátese e do sufixo céltico -onne (curso de água, riacho) e corresponderia ao "riacho do castor"[5]. Esta antiga aldeia está localizado na planície, anteriormente pantanosa.

História[editar | editar código-fonte]

Uma necrópole e uma estrada galo-romana, encontradas durante as escavações em 1860, são as testemunhas do período antigo.

Limeil-Brévannes é o resultado da fusão da aldeia de Brévannes (na parte de baixo da cidade) e Limeil (no planalto) entre 1790-1794.

Em 1942, um acampamento de jovens "Maréchal Pétain" dirigido por Robert Hersant e Jean-Marie Balestre é instalado em Limeil-Brévannes.

Até a criação do departamento do Vale do Marne, em janeiro de 1968, Limeil-Brévannes foi uma comuna do departamento de Sena e Oise.

Cultura e patrimônio[editar | editar código-fonte]

Personalidades ligadas à comuna[editar | editar código-fonte]

  • Fortuné Henry, poeta e jornalista, membro do conselho da Comuna de Paris de 1871, enterrado em Brévannes em 1882
  • Émile Henry, filho do anterior, ativista anarquista, autor do atentado do hotel Terminus, guilhotinado em 1894 ; viveu com sua mãe em Brévannes a partir de 1882
  • Jean-Charles Fortuné Henry, ativista anarquista, irmão do precedente, nascido em Brévannes em 1869

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Populations légales 2018. Recensement de la population Régions, départements, arrondissements, cantons et communes». www.insee.fr (em francês). INSEE. 28 de dezembro de 2020. Consultado em 13 de abril de 2021 
  2. Métrocâble pourrait rejoindre Villeneuve-Saint-Georges, « leparisien.fr », 14 décembre 2010.
  3. Hippolyte Cocheris, Anciens noms des communes de Seine-et-Oise, 1874, ouvrage mis en ligne par le Corpus Etampois.
  4. MULON (Marianne) Noms de lieux d'Ile-de-France (1997), a = p.46; b = p. 29 .
  5. NÈGRE (Ernest) Toponymie de la France (1990), t. 1, p. 106.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]