Liriodendron chinense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaLiriodendron chinense
tulipeiro-chinês
Liriodendron chinense.
Liriodendron chinense.
Estado de conservação
Espécie quase ameaçada
Quase ameaçada
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: Angiosperms
Clado: Magnoliids
Ordem: Magnoliales
Família: Magnoliaceae
Género: Liriodendron
Espécie: L. chinense
Nome binomial
Liriodendron chinense
(Hemsl.) Sarg.
Ramo de Liriodendron chinense com flores.
Pétala de Liriodendron chinense (Finnerty Gardens, University of Victoria).

Liriodendron chinense, conhecido pelo nome comum de tulipeiro-chinês, é uma espécie de plantas com flor arborescente da família Magnoliaceae,[1] nativa do sueste da China.[2] A espécie é utilizada como árvore ornamental nas regiões subtropicais e temperadas de todo o mundo.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Liriodendron chinense é muito similar à espécie norte-americana, Liriodendron tulipifera, diferindo apenas em alguns detalhes morfológicos da folha, que é maior e mais profundamente lobada e com coloração mais escura, e da flor, que apresenta as tépalas interiores mais curtas e não tem a marca de pigmentação alaranjada típica de L. tulipifera.

Em bons solos a árvore atinge os 40 m de altura,[3] mas não é conhecido com segurança o tamanho máximo que esta espécie pode alcançar, devido a uma longa história de sobre-exploração nos seus bosques nativos. Em cultura cresce tanto como a espécie americana. A sua madeira não é tão dura como a da espécie americana.

Distribuição[editar | editar código-fonte]

L. chinense é a espécie do género Liriodendron nativa da Ásia, isolada da espécie norte-americana em resultado da última glaciação que tornou disjunta a anterior distribuição circumpolar do género. No presente a espécie tem distribuição natural no centro e sul da China, ocorrendo nas províncias de Anhui, Guangxi, Jiangsu, Fujian, Guizhou, Hubei, Hunan, Jiangxi, Shaanxi, Zhejiang, Sichuan e Yunnan, ocorrendo localmente no norte do Vietname.

Algumas populações estão protegidas numa reserva especificamente criada para o género Liriodendron, a Reserva Nacional de Tianmushan (Província de Zhejiang),[4] ocorrendo também em reservas em Huangshan,[5] Wuyi Shan[6] e na Reserva Natural de Badagongshan.[7]

Cultura[editar | editar código-fonte]

L. chinense não é tão resistente ao frio como a espécie norte-americana L. tulipifera, mas é cultivada como árvore ornamental nas regiões de clima subtropical e de clima temperado não sujeitas a longos períodos de frio e onde as geadas na primavera sejam pouco prolongadas.

A espécie é cultivada na Inglaterra (onde existem muitos espécimes nos Kew Gardens [8]), Irlanda, Bélgica, Países Baixos e Alemanha. Na América do Norte, o limite norte de cultura na região leste está em Boston, Massachusetts, e no oeste em Vancouver, British Columbia. É utilizada para arborização das ruas no campus da University of Victoria e no Veterans' Memorial Parkway de Langford, British Columbia.

Em cultura cresce tão depressa como o tulipeiro americano. Um cultivar, denominado J. C. Raulston, com folhas maiores e mais escuras que a forma típica, foi desenvolvido na Carolina do Norte.[9]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Hunt, D. (ed). 1998. Magnolias and their allies. International Dendrology Society & Magnolia Society. (ISBN 0-9517234-8-0).
  2. Carolinian Forest Garden, UBC Botanical Garden, consultado em 3 de Fevereiro de 2016 
  3. Xia Nianhe; Liu Yuhu; Liu Yuhu; Hans P. Nooteboom. «Liriodendron chinense». Flora of China. Missouri Botanical Garden, St. Louis, MO & Harvard University Herbaria, Cambridge, MA. Consultado em 25 de maio de 2012 
  4. Man and Biosphere reserve network of UNESCO in China.
  5. Official Record for Huangshandong Arquivado em 13 de março de 2017, no Wayback Machine..
  6. Official Record for Mount Wuyi Arquivado em 13 de março de 2017, no Wayback Machine..
  7. Official Record for Badagongshan Arquivado em 13 de março de 2017, no Wayback Machine..
  8. «Kew Gardens site on tulip trees». Consultado em 11 de março de 2017. Arquivado do original em 17 de abril de 2006 
  9. Liriodendron chinense 'J. C. Raulston'.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]