Lista de chefes de Estado da Grécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Esta é uma lista dos chefes de estado da Grécia, a partir do reconhecimento internacional da autonomia do moderno Estado-nação em 1828, durante as últimas fases da Guerra da Independência Grega, até os dias atuais.

Primeira República Helênica (1828-1832)[editar | editar código-fonte]

Governador Imagem Existência Mandato Notas
Ioannis Kapodistrias Kapodistrias2.jpg 1776–1831 24 de Janeiro de 1828-
9 de Outubro de 1831
Assassinado em 1831.
Augustinos Kapodistrias Avgoustinos Kapodistrias.jpg 1778–1857 9 de Outubro de 1831-
9 de Abril de 1832
Presidente da Comissão Provisória do Governo.

Após o assassinato de Ioannis Kapodistrias o país mergulhou no caos e na anarquia. Na sequência da renuncia de Augustinos Kapodistrias, uma série de conselhos administrativos coletivos foram estabelecidos, mas sua autoridade foi muitas vezes apenas nominal

Conselho de Governadores Existência Mandato Notas
Theodoros Kolokotronis,
Andreas Zaimis,
Ioannis Kolettis,
Andreas Metaxas,
Vasilios Boudouris
9 de Abril de 1832-
14 de Abril de 1832
Georgios Kountouriotis,
Ioannis Kolettis,
Andreas Metaxas,
Andreas Zaimis,
Dimitrios Plapoutas,
Dimitrios Ypsilantis (d.17 de Agossto de 1832),
Konstantinos Botsaris (de 25 de Abril de 1832)
14 de Abril de 1832-
3 de Outubro de 1832
Andreas Zaimis,
Andreas Metaxas,
Ioannis Kolettis
3 de Outubro de 1832-
6 de Fevereiro de 1833

Reino da Grécia (1832-1924)[editar | editar código-fonte]

Casa de Wittelsbach (1832-1862)[editar | editar código-fonte]

Rei[1] Imagem Existência Mandato Notas
Oto Otto of Greece.jpg 1815–1867 6 de Fevereiro de 1833-
23 de Outubro de 1862
Até 13 de junho de 1835 com um conselho de regência composto pelos ministros Josef Ludwig von Armansperg (presidente), Karl von Abel e Georg Ludwig von Maurer. Deposto em 1862.
Conselho de regência 23 de Outubro de 1862-
30 de Março de 1863
Regência Coletiva até à eleição de um novo rei.

Casa de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Glucksburgo (1863-1924)[editar | editar código-fonte]

Rei[2] Imagem Existência Mandato Notas
Jorge I King George's Portrait by Georgios Iakovidis.jpg 1845–1913 30 de Outubro de 1863-
18 de Março de 1913
Assassinado em 1913.
Constantino I Constantine1 Greece.jpg 1868–1923 18 de Março de 1913-
11 de Junho de 1917
Foi para o exílio em 1917 e abdicou em favor de seu segundo filho Alexandre.
Alexandre style="text-align:center;" style="text-align:center;"|1893–1920 11 de Junho de 1917-
25 de Outubro de 1920
Falecido durante o mandato.

Após a morte de Alexandre a sucessão mostrou-se problemática, como os venizelista do governo no início favorecendo o irmão mais jovem de Alexandre Paulo. Como Paulo se recusou a passar por seu pai Constantino e seu irmão mais velho George, o governo em seu conjunto atuou como chefe de Estado até a eleição de Kountouriotis almirante como regente.

Regente Imagem Existência Mandato Notas
Almirante
Pavlos Kountouriotis
style="text-align:center;" style="text-align:center;"|1855–1935 28 de Outubro de 1920-
17 de Novembro de 1920
Renunciou após derrota eleitoral dos Venizelistas.
Rainha Mãe
Olga
Olga of Greece VI.jpg 1851–1926 17 de Novembro de 1920-
19 de Dezembro de 1920

O novo governo realizou um plebiscito, que resultou em uma esmagadora maioria para o retorno do rei Constantino I.

Rei[2] Imagem Existência Mandato Notas
Constantino I Constantine1 Greece.jpg 1868–1923 19 de Dezembro de 1920-
27 de Setembro de 1922
Abdicou novamente em 1922
após o Desastre na Ásia Menor .
Jorge II Georgeiiofgreece.jpg 1890–1947 27 de Setembro de 1922-
25 de Março de 1924
Exilado em 19 de Dezembro de 1923, deposto em 25 de março de 1924.

O Almirante Kountouriotis tornou-se regente pela segunda vez de 19 de dezembro de 1923 até 24 de março de 1924. No dia seguinte, o parlamento declarou o país uma república e Kountouriotis tornou-se presidente provisório .

Segunda República Helênica (1924-1935)[editar | editar código-fonte]

Presidente Imagem Existência Mandato Notas
Almirante
Pavlos Kountouriotis
style="text-align:center;" style="text-align:center;"|1855–1935 25 de Março de 1924-
15 de Março de 1926
Eleito pelo Parlamento,
renunciou durante a ditadura de General Pangalos.
General
Theodoros Pangalos
Major General Theodoros Pangalos, 1920.jpg 1878–1952 15 de Março de 1926-
22 de Agosto de 1926
Ditador militar,
auto-nomeado presidente,
derrubado pelo ministro Georgios Kondylis.
Almirante
Pavlos Kountouriotis
style="text-align:center;" style="text-align:center;"|1855–1935 24 de Agosto de 1926-
9 de Dezembro de 1929
Restaurado ao cargo por Kondylis, reeleito em 1929,
renunciou devido a problemas de saúde.
Alexandros Zaimis Alexandros Zaimis 02.jpg 1855–1936 10 de Dezembro de 1929-
10 de Outubro de 1935
Derrubado por golpe militar.

Reino da Grécia (1935-1973)[editar | editar código-fonte]

Regente Imagem Existência Mandato Notas
Georgios Kondylis Georgios Kondylis.jpg 1879–1936 10 de Outubro de 1935-
25 de Novembro de 1935
Designou a si mesmo como Regente enquanto se aguarda o retorno de Rei George II.

Casa de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Glucksburgo (1935-1973)[editar | editar código-fonte]

Rei[2] Imagem Existência Mandato Notas
Jorge II Georgeiiofgreece.jpg 1890–1947 25 de Novembro de 1935-
1 de Abril de 1947
Fugiu do país em maio de 1941 durante a invasão alemã. Após a libertação e antes de seu retorno o Arcebispo Damaskinos de Atenas foi Regente de 31 de dezembro de 1944 até 27 de setembro de 1946. Morreu sem filhos e foi sucedido por seu irmão mais novo Paulo.
Paulo Paul of Greece.jpg 1901–1964 1 de Abril de 1947-
6 de Março de 1964
Sucedido por seu filho Constantino.
Constantino II King Constantine.jpg 1940- 6 de Março de 1964-
1 de Junho de 1973
Foi para o exílio em 13 de Dezembro 1967, após um contra-golpe fracassado contra o regime militar dominante desde 21 de abril de 1967.

Ditadura Militar (1967-1974)[editar | editar código-fonte]

O regime dos coronéis foi criado em um golpe militar, liderado pelo Coronel Georgios Papadopoulos em 21 de abril de 1967. Quando o Rei Constantino II foi para o exílio em 13 de Dezembro, o seu papel constitucional foi assumido por regentes nomeado pela junta militar.

Regente Imagem Existência Mandato Notas
General
Georgios Zoitakis
Noimage.png 1910–1996 13 de Dezembro de 1967-
21 de Março de 1972
Coronel
Georgios Papadopoulos
Noimage.png 1919–1999 21 de Março de 1972-
31 de Maio de 1973

Em 1 de junho de 1973 a junta militar aboliu a monarquia ea substituiu por uma república presidencial.

Presidente Imagem Existência Mandato Notas
Coronel
Georgios Papadopoulos
Noimage.png 1919–1999 1 de Junho de 1973-
24 de Novembro de 1973
General
Phaedon Gizikis
Noimage.png 1917–1999 25 de Novembro de 1973-
17 de Dezembro de 1974
nomeado após um golpe de Estado liderado pelo brigadeiro Dimitrios Ioannides,
permaneceu Presidente transitório após a queda do regime.

Terceira República Helênica (desde 1974)[editar | editar código-fonte]

Em 1974, a junta militar foi derrubada e a democracia restaurada. O segundo referendo, realizado em 8 de dezembro de 1974, confirmou a abolição da monarquia e o estabelecimento da atual república parlamentar, com o Presidente da República como o chefe de Estado.

Presidente Imagem Existência Mandato Notas
Michail Stasinopoulos Flag of the President of Greece.svg 1903–2002 18 de Dezembro de 1974-
19 de Junho de 1975
Primeiro Presidente (pro tempore).
Eleito pelo Parlamento com 206 votos
Konstantinos Tsatsos Konstantinos Tsatsos.JPG 1899–1987 20 de Junho de 1975-
15 de Maio de 1980
Segundo Presidente
Apoiado pelo partido Nova Democracia , eleito pelo parlamento com 210 votos
Konstantinos Karamanlis Karamanlis-konstantinos2.jpg 1907–1998 15 de Maio de 1980-
10 de Março de 1985
Terceiro Presidente (primeiro mandato)
Apoiado pelo partido Nova Democracia , eleito pelo parlamento com 183 votos na terceira votação
Ioannis Alevras Ioannis Alevras.jpg 1912–1995 10 de Março de 1985-
30 de Março de 1985
Presidente do Parlamento exercendo funções de presidente pro tempore
Christos Sartzetakis Christos Sartzetakis (1989) cropped.jpg 1929– 30 de Março de 1985-
4 de Maio de 1990
Quarto Presidente
Apoiado pelo partido PASOK , eleito pelo parlamento com 180 votos na terceira votação
Konstantinos Karamanlis Karamanlis-konstantinos2.jpg 1907–1998 5 de Maio de 1990-
10 de Março de 1995
Quinto Presidente (segundo mandato)
Apoiado pelo partido Nova Democracia , eleito pelo parlamento com 153 votos na quinta votação
Konstantinos Stephanopoulos Kostis stephanopoulos.jpg 1926–2016 10 de Março de 1995-
12 de Março de 2005
Sexto Presidente (dois mandatos)
Apoiado pelos partidos Primavera Política e PASOK, eleito pelo parlamento com 181 votos na terceira votação. Reeleito com 269 votos na primeira votação
Karolos Papoulias Karolos Papoulias.jpg 1929– 12 de Março de 2005-
15 de Março de 2015
Setimo Presidente (dois mandatos)
Apoiado pelos partidos Nova Democracia e PASOK, eleito pelo parlamento, com 279 votos na primeira votação. Reeleito com 266 votos na primeira votação
Prokópis Pavlópoulos Prokopis Pavlopoulos 2016-01-15.jpg 1950– 15 de Março de 2015-
15 de Março de 2015
Oitavo Presidente
Apoiado pelos partidos SYRIZA e Nova Democracia, eleito pelo parlamento com 233 votos
Katerina Sakellaropoulou Flag of the President of Greece.svg 1956– 13 de Março de 2020-
incumbente
Nona Presidente
Eleita pelo Parlamento. Sakellaropoulou é a primeira mulher a ocupar o cargo de Presidente da Grécia.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Lista de chefes de Estado da Grécia

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. O título formal foi "Rei de Grécia", grego: Βασιλεύς της Ελλάδος.
  2. a b c O título formal foi "Rei dos Helenos", em grego: Βασιλεύς των Ελλήνων.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]