Constantino II da Grécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Constantino II
Rei dos Helenos
Rei da Grécia
Reinado 6 de março de 1964
a 1 de junho de 1973
Predecessor Paulo
Sucessor Monarquia abolida
Esposa Ana Maria da Dinamarca
Descendência
Alexia da Grécia e Dinamarca
Paulo, Príncipe Herdeiro da Grécia
Nicolau da Grécia e Dinamarca
Teodora da Grécia e Dinamarca
Nicolau da Grécia e Dinamarca
Casa Schleswig-Holstein-
Sonderburg-Glücksburg
Pai Paulo da Grécia
Mãe Frederica de Hanôver
Nascimento 2 de junho de 1940 (74 anos)
Atenas, Grécia
Religião Ortodoxa Grega

Constantino II (Atenas, 2 de junho de 1940) foi o Rei da Grécia de 1964 até sua deposição em 1973 e proclamação de uma república. Era filho do rei Paulo e Frederica de Hanôver, sendo também um Príncipe da Dinamarca por nascimento.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Família real grega
Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg
Royal Coat of Arms of Greece.svg

SM o Rei
SM a Rainha

Nascido durante o reinado do seu tio, Jorge II da Grécia, era filho do futuro Paulo da Grécia e da princesa alemã Frederica de Hanôver. Tem duas irmãs, Sofia (mãe do atual rei da Espanha) e Irene. Quando tinha um ano de idade, a Grécia foi invadida pelos alemães e viveu durante quatro anos no exílio na Cidade do Cabo com a sua família. Em 1947, Jorge II morreu tragicamente. Em consequência, o pai de Constantino subiu ao trono como Paulo, e Constantino tornou-se o príncipe herdeiro.

Reinado[editar | editar código-fonte]

Assumiu o trono após a morte de seu pai em 6 de março de 1964. Após o golpe militar de 1967, que instaurou a ditadura dos coronéis na Grécia, Constantino, como chefe de Estado, aceitou o juramento do governo golpista, legitimando o novo regime - ato que foi objeto de muitas críticas. Em 13 de dezembro de 1967, foi forçado a fugir do país, após um contra-golpe fracassado contra a junta. Permaneceu de jure como chefe do estado, até 1º de junho de 1973, quando a junta aboliu a monarquia e proclamou a república. A extinção da monarquia foi confirmada após a queda da junta, através um plebiscito, em 8 de dezembro de 1974, quando foi instituída a Terceira República Helênica.

Pós-golpe[editar | editar código-fonte]

Atualmente Constantino e Ana Maria vivem em Hampstead, Londres, onde Constantino tem como amigo o príncipe Carlos, seu primo em segundo grau. Constantino é padrinho do príncipe Guilherme, filho mais velho de Carlos e da falecida Lady Diana. Constantino e Carlos têm um bisavô em comum, o rei Jorge I da Grécia, que, por sua vez, é avô do príncipe Filipe, Duque de Edimburgo, pai de Carlos.

Como descendente varão de Cristiano IX da Dinamarca, Constantino mantém seu título de Príncipe da Dinamarca por direito próprio, apesar das mudanças constitucionais que removeram o cadete grego da linha de sucessão ao trono dinamarquês. Ele é conhecido por alguns dos seus apoiadores como Constantino XIII, originários da percepção de que a coroa grega é a sucessora ao do Império Bizantino e, como tal, os reis gregos devem ser enumerados como sucessores dos imperadores romanos.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Em 1964, Constantino casou-se com a princesa Ana Maria da Dinamarca, sua prima em terceiro grau, filha de Frederico IX da Dinamarca e irmã da atual rainha Margarida II da Dinamarca. O casal teve cinco filhos:
Nome Nascimento Casamento Seus filhos
Alexia da Grécia e Dinamarca 10 de julho de 1965 com
Carlos Morales Quintana
em 9 de julho de 1999
Arrietta Morales y de Grecia
Ana Maria Morales y de Grecia
Carlos Morales y de Grecia
Amélia Morales y de Grecia
Paulo da Grécia 20 de maio de 1967 com
Maria Chantal Miller
em 1 de julho de 1995
Maria Olímpia Grécia e Dinamarca
Constantino Aleixo da Grécia e Dinamarca
Aquiles André da Grécia e Dinamarca
Odisseias Simão da Grécia e Dinamarca
Aristides Stavros da Grécia e Dinamarca
Nicolau da Grécia e Dinamarca 1 de outubro de 1969 com
Tatiana Blatnik
em 25 de agosto de 2010
Teodora da Grécia e Dinamarca 9 de junho de 1983
Filipe da Grécia e Dinamarca 26 de abril de 1986

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

Estilo real de tratamento de
Constatino II da Grécia
Royal Monogram of King Constantine II of Greece.svg

Monograma real de Constantino

Estilo real Sua Majestade
Estilo alternativo Senhor
  • 2 de junho de 1940 - 1 de abril de 1947: Sua Alteza Real o Príncipe Constantino da Grécia e da Dinamarca
  • 1 de abril de 1947 - 6 de março de 1964: Sua Alteza Real o Príncipe Herdeiro da Grécia, Duque de Esparta
  • 6 de março de 1964 - 1 de junho de 1973 Sua Majestade o rei dos Helenos
  • utilizado fora da Grécia a partir de 1973: Sua Majestade o Rei Constantino II da Grécia, Príncipe da Dinamarca

Na Grécia, ele é conhecido como ο τέως βασιλιάς (ex-rei) ou com os termos pejorativos ο Τέως (o Ex) ou S Γκλύξμπουργκ (Glücksburg). Ele é conhecido como ο βασιλιάς (O rei) por monarquistas gregos. Ele também é conhecido como Κοκός, um diminutivo pejorativo de seu nome, que tem sido usada desde o tempo do seu reinado.

Honras nacionais[editar | editar código-fonte]

Honras internacionais[editar | editar código-fonte]

Asncestrais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Constantine II, King of the Hellenes > Ancestors RoyaList. Visitado em 27 de julho de 2014.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Constantino II da Grécia


Precedido por
Paulo
Rei da Grécia
1964 - 1973
Sucedido por
Implantação da República Helénica