Benedita da Dinamarca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Benedita
Princesa da Dinamarca
Princesa de Sayn-Wittgenstein-Berleburg
Nascimento 29 de abril de 1944 (78 anos)
  Palácio de Amalienborg, Copenhague, Dinamarca
Nome completo  
Benedita Astrid Ingeborg Ingrid
Marido Ricardo, 6.º Príncipe de Sayn-Wittgenstein-Berleburg
Descendência Gustavo, 7.º Príncipe de Sayn-Wittgenstein-Berleburg
Alexandra de Sayn-Wittgenstein-Berleburg
Natália de Sayn-Wittgenstein-Berleburg
Casa Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Glucksburgo (nascimento)
Sayn-Wittgenstein-Berleburg (casamento)
Pai Frederico IX da Dinamarca
Mãe Ingrid da Suécia

Benedita Astrid Ingeborg Ingrid (Copenhague, 29 de abril de 1944) é a segunda filha do rei Frederico IX da Dinamarca e sua esposa, a princesa Ingrid da Suécia. Ela é a irmã mais nova da rainha Margarida II da Dinamarca e a irmã mais velha da rainha consorte Ana-Maria da Grécia. [1]

Está em 11º na linha de sucessão ao trono dinamarquês, imediatamente atrás de sua sobrinha-neta, a princesa Atena. [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascimento e batismo[editar | editar código-fonte]

Benedita nasceu em 29 de abril de 1944 no Palácio de Amalienborg em Copenhaga como a segunda filha do Príncipe Herdeiro e da Princesa Herdeira da Dinamarca.[3]

Foi batizada em 24 de maio de 1944 na Igreja Holmen, tendo como padrinhos o Rei da Dinamarca, a Rainha da Dinamarca, o príncipe Gustavo da Dinamarca, o rei Gustavo V da Suécia, o príncipe Sigvard Bernadotte, a princesa Carolina Matilda da Dinamarca, a princesa Ingeborg da Dinamarca, a princesa Margarida da Suécia, Sir Alexander Ramsay e a rainha Isabel II do Reino Unido.[4] [3]

Ascendência[editar | editar código-fonte]

O seu pai era o filho mais filho e herdeiro aparente do rei Cristiano X da Dinamarca e da rainha consorte Alexandrina de Mecklemburgo-Schwerin; enquanto a sua mãe era a única filha do até então príncipe herdeiro Gustavo VI Adolfo da Suécia e da sua esposa Margarida de Connaught.

Através disso, Benedita é uma bisneta do príncipe Artur, Duque de Connaught e Strathearn e uma trineta da rainha Vitória I do Reino Unido por parte de sua avó materna Margarida.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Em 3 de fevereiro de 1968, na igreja do Palácio de Fredensborg, Benedita casou-se com o príncipe Ricardo de Sayn-Wittgenstein-Berleburg, com quem teve três filhos: o príncipe Gustavo, a princesa Alexandra e a princesa Natália. Como eles não foram criados na Dinamarca, perderam os seus direitos na linha de sucessão ao trono dinamarquês. [3]

Deveres oficiais[editar | editar código-fonte]

Benedita participa de diversas atividades da Casa Rela da Dinamarca e também tem autorização para atuar como regente quando a rainha e o príncipe herdeiro estiverem fora do país. [3]

Referências

  1. «Princesa Benedicta de Dinamarca». www.bekia.es (em espanhol). Consultado em 16 de agosto de 2022 
  2. «Den kongelige familie». www.kongehuset.dk. Consultado em 16 de agosto de 2022 
  3. a b c d «H.K.H. Prinsesse Benedikte». www.kongehuset.dk. Consultado em 16 de agosto de 2022 
  4. «Den nyfødte prinsesse kommer også i kirkebogen». web.archive.org. 3 de fevereiro de 2012. Consultado em 23 de abril de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Atena da Dinamarca
Linha de sucessão ao trono dinamarquês
11º
Sucedido por
Isabel de Dinamarca