Joaquim da Dinamarca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Joaquim
Príncipe da Dinamarca
Conde de Monpezat
Nascimento 7 de junho de 1969 (53 anos)
  Rigshospitalet, Copenhague, Dinamarca
Nome completo  
Joaquim Holger Valdemar Cristiano
Esposas Alexandra Manley (1995–2005)
Maria Cavallier (2008–presente)
Descendência Nicolau da Dinamarca
Félix da Dinamarca
Henrique da Dinamarca
Atena da Dinamarca
Casa Glücksburgo
Pai Henrique de Laborde de Monpezat
Mãe Margarida II da Dinamarca
Religião Igreja Nacional da Dinamarca
Brasão

Joaquim Holger Valdemar Cristiano (em dinamarquês: Joachim Holger Waldemar Christian; Copenhague, 7 de junho de 1969), é o filho mais novo da rainha Margarida II da Dinamarca e de seu marido Henrique de Laborde de Monpezat. É o sexto na linha de sucessão ao trono dinamarquês, atrás de seu irmão o príncipe Frederico, Príncipe Herdeiro, e seus quatro sobrinhos.[1]

É casado em segundas núpcias com com Marie Cavallier e tem quatro filhos, dois do primeiro casamento e dois do segundo.

Mora, desde 2019, como a família na França, onde trabalha como adido de Defesa na Embaixada Dinamarquesa na França.[2]

Sua residência oficial na Dinamarca é o Castelo de Schackenborg.

Batizado[editar | editar código-fonte]

O príncipe Joaquim foi baptizado na Catedral de Århus em 15 de julho de 1969 e confirmado na capela do Palácio de Fredensborg a 10 de junho de 1982. Entre os seus padrinhos, estão o conde Jean Baptiste de Laborde de Monpezat, a princesa Benedita da Dinamarca e a princesa Cristina da Suécia.[1]

Educação e interesses[editar | editar código-fonte]

O príncipe Joaquim estudou na Krebs' Skole durante os anos de 1974 a 1982, tendo também, entre 1974 a 1976, aulas particulares em Palácio de Amalienborg. No período entre 1982-1983, o príncipe foi aluno na École des Roches na Normandia na França, e em 1986 graduou-se na escola secundária Øregaard Gymnasium, tendo no período entre 1986-1987 trabalhado em uma fazenda em Wagga Wagga na Austrália.[1]

Entre 1991-1999, completou os seus estudos em Economia Agrária no Classenske Agerbrugskole Næsgaard, situada na ilha de Falster.[1]

Fora ao seu idioma dinamarquês nativo, o príncipe Joaquim também fala os idiomas francês, inglês e alemão fluentemente.

O príncipe também é patrono de muitas organizações, instituições e fundações dinamarquesas e é membro honorário de várias associações e sociedades.[1]

Funções militares[editar | editar código-fonte]

Joaquim começou a sua educação militar em 1987, quando era um recruta no Queen's Life Guard Regiment (Regimento da Guarda Real da Rainha). Em 1988, foi nomeado sargento e em 1989 seguiu-se como tenente da reserva. Depois de ter sido nomeado tenente, o príncipe Joaquim serviu como comandante de um esquadrão de tanques no Prince's Regiment, de 1989 a 1990. Em 1990, foi nomeado primeiro-tenente de reserva e, em 1992, após ter concluído uma formação avançada de nível I para oficiais da reserva (VUT I), foi nomeado capitão da reserva. De 1996 a 2004, atuou com o esquadrão como comandante de um esquadrão de tanques na defesa da reserva no Prince's Regiment.

A partir de 2005, passou a integrar o estado-maior da Divisão Dinamarquesa como major da reserva e foi nomeado como tenente-coronel da reserva em 2011, após o que foi designado chefe do Grupo de Oficiais de Ligação na Região de Defesa Total Fyn, Syd e Sønderjylland.

Em abril de 2015, o Príncipe Joachim foi nomeado coronel da reserva do Exército e assumiu uma posição como assessor especial na Defesa.

Em 2019 se mudou para a França para fazer um curso militar na École Militaire em Paris, após o que foi nomeado adido militar.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

A fim de alcançar experiência na área empresarial agrícola e florestal, o príncipe trabalhou para a AP Møller Maersk Group, em Hong Kong, e na França, entre os anos de 1993 e 1995. Nos anos 2000, aproveitando sua experiência com agricultura, exerceu atividades agrícolas e de restauração no Castelo de Schackenborg, de sua propriedade.[1]

Em meados dos anos 2010, Joaquim passou a focar sua carreira na área militar, tendo se tornado coronel em 2015.

Em 2019, se mudou para a cidade de Paris na França, para fazer um curso militar na École Militaire. Logo após o seu treinamento, ele assumiu um posto como adido de Defesa na Embaixada da Dinamarca em Paris.[1]

Deveres reais[editar | editar código-fonte]

O Príncipe possui a qualidade de Príncipe Regente, podendo assumir a regência da Dinamarca em caso de necessidade.[1]

Ele costumava representar a família real dinamarquesa em diversos eventos, no entanto, a sua participação na agenda foi ficando menor nos anos 2010. Segundo a imprensa, ele tinha algumas desavenças com o irmão mais velho, o príncipe Frederico, Príncipe Herdeiro da Dinamarca. Além disto, o seu afastamento, concretizado com a sua mudança para a França, também indicava que a família real dinamarquesa estava se preparando para a ascensão de Frederico ao trono.[3]

Primeiro casamento e divórcio[editar | editar código-fonte]

No dia 18 de novembro de 1995, Joaquim casou-se com Alexandra Christina Manley, uma ex-executiva-chefe de vendas e marketing nascida em Hong Kong, mas de origens chinesa, britânica, polonesa e austríaca. A cerimônia aconteceu no Castelo de Schackenborg e o casal teve dois filhos:

Separação e divórcio[editar | editar código-fonte]

O casal anunciou oficialmente a sua separação em 16 de setembro de 2004.

Em 08 de abril de 2005, foi formalizado o divórcio, com um acordo de guarda conjunta dos filhos até a maioridade de cada um deles. A rainha reinante Margarida II da Dinamarca também concedeu à Alexandra o título de Condessa de Frederiksborg.

Segundo casamento[editar | editar código-fonte]

Em 3 de outubro de 2007, a corte dinamarquesa anunciou o noivado do príncipe Joaquim com a francesa Marie Cavallier. O casamento ocorreu em 24 de maio de 2008 e Marie tornou-se princesa da Dinamarca, com o tratamento de "Sua Alteza Real" oficialmente.[4]

Filhos do segundo casamento[editar | editar código-fonte]

Em 04 de maio de 2009, o casal teve o seu primeiro filho juntos: o príncipe Henrique da Dinamarca.

Em 24 de agosto de 2011, o casal teve uma filha: a princesa Atena da Dinamarca.

Saúde[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2020, a Casa Real anunciou que Joaquim tinha tido um AVC, mais especificamente um coágulo cerebral. Ele foi operado, se recuperou bem e voltou, cerca de um mês depois, a seu trabalho na França.[5][6][7]

Títulos, honrarias e patronagens[editar | editar código-fonte]

Monograma de Joaquim

Reais[editar | editar código-fonte]

  • 07 de junho de 1969 - presente: Sua Alteza Real Príncipe Joaquim da Dinamarca
  • 29 de abril de 2008 - presente: Sua Alteza Real o Príncipe Joaquim da Dinamarca, Conde de Monpezat

Militares[editar | editar código-fonte]

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e f g h «HRH Prince Joachim». The Danish Monarchy - Front Page (em inglês). 7 de abril de 2016. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  2. Us.Hola.com. «Información y curiosidades sobre las monarquías del mundo». us.hola.com (em Spanish). Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  3. «Frederico da Dinamarca e o irmão mais novo, o príncipe Joaquim, não se falam». Lux. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  4. «Caras | Joaquim e Marie da Dinamarca partilham nova fotografia para assinalar data especial». Caras. 24 de novembro de 2020. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  5. «Caras | Joaquim da Dinamarca hospitalizado após descoberta de coágulo no cérebro». Caras. 25 de julho de 2020. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  6. «Príncipe dinamarquês se recupera após cirurgia cerebral na França». G1. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  7. «Joaquín de Dinamarca habla por primera vez después del ictus que sufrió». HOLA (em espanhol). 16 de novembro de 2020. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  8. «HRH Prince Joachim assumes position in the Defence». The Danish Monarchy - Front Page (em inglês). 31 de outubro de 2015. Consultado em 17 de dezembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Josefina de Dinamarca
Linha de sucessão ao trono dinamarquês
Sucedido por
Nicolau da Dinamarca