Guilherme I da Alemanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guilherme I
Wappen Deutsches Reich - Reichsadler 1889.svg
Imperador da Alemanha e Rei da Prússia
Kaiser Wilhelm I. .JPG
Kaiser Guilherme I
Governo
Reinado 2 de janeiro de 1861 - 9 de março de 1888
Coroação 2 de janeiro de 1861
Rainha Augusta de Saxe-Weimar
Consorte Augusta de Saxe-Weimar
Antecessor Frederico Guilherme IV da Prússia
(como Rei da Prússia)
Herdeiro Frederico I da Alemanha
Sucessor Frederico I da Alemanha (Frederico III da Prússia)
Casa Real Casa de Hohenzollern
Dinastia Casa de Hohenzollern
Hino Real "Heil dir im Siegerkranz" (Imperial)
"Deutschlandlied" (Popular)
"Die Wacht am Rhein" (Não-oficial)
Títulos Imperador da Alemanha, Rei da Prússia, Marquês do Brandemburgo, Burgrave de Nuremberga e Conde de Hohenzollern, Soberano e Duque Superior da Silésia e do Condado de Glatz, Grão-Duque do Baixo Reno e da Posnânia, Duque da Saxônia, Vestfália e Engern, da Pomerânia, Luneburgo, Holstein e Schleswig, de Magdeburgo, Bremen, Clève, Jülich e Berg, Wenden e Kaschuben, de Krossen, Lauenburgo e Mecklemburgo, conde de Hesse e da Turíngia, Marquês de Lusácia Superior e Inferior, Príncipe-Herdeiro de Orange, Príncipe de Rügen, Frísia Oriental, Padernborn e Pyrmont, Halberstadt, Münster, Minden, Osnabruque, Hildesheim, Verden, Kammin, Fulda, Nassau e Mörs, Conde de Heneberga, Conde de Marca e de Ravensberga, Hohenstein, Tecklenburg e Linden, de Mansfeld, Sigmarigen e Veringen, Senhor de Frankfurt
Vida
Nome completo Wilhelm Friedrich Ludwig von Hohenzollern
Nascimento 22 de março de 1797
Berlim
Morte 9 de março de 1888 (90 anos)
Berlim
Sepultamento Palácio de Charlottenburg, Berlim, Alemanha
Esposas Augusta de Saxe-Weimar
Filhos Frederico I da Alemanha e Luísa da Prússia
Pai Frederico Guilherme III da Prússia
Mãe Luísa de Mecklemburgo-Strelitz
Assinatura Assinatura de Guilherme I

Guilherme I, sendo o seu nome completo Guilherme Frederico Luís de Hohenzollern (Wilhelm Friedrich Ludwig von Hohenzollern, em alemão) (Berlim, 22 de março de 1797 - Berlim, 9 de março de 1888) foi rei da Prússia (reg. 2 de janeiro de 1861 - 9 de março de 1888) e o primeiro kaiser (imperador) da Alemanha unificada (imp. 18 de janeiro de 1871 - 9 de março de 1888). Pertencia a poderosa Casa de Hohenzollern e era filho de Frederico Guilherme III e da rainha Luísa de Mecklemburgo-Strelitz, sucedeu a seu irmão Frederico Guilherme IV.

Durante o reinado de Guilherme I, ocorreu a transformação da Prússia em uma potência capaz de enfrentar nações poderosas que estendeu sua influência a toda a Alemanha e pôs em prática uma política imperial de expansão.

Os reveses da Prússia diante de Napoleão (a derrota em Jena e a ocupação do país) convenceram o então príncipe a combater os franceses, o que o levou a participar dos últimas campanhas contra Napoleão (1814-1815).

Defendia o absolutismo monárquico, tendo um papel relevante na repressão dos movimentos liberais que assolaram a Alemanha nesta época (1848-1849). Em Março de 1848, viu-se obrigado a refugiar-se na Inglaterra devido à Revolução de Berlim. Um ano depois, voltou e chefiou as tropas que, na Baviera, instauraram a ordem alterada pelos liberais.

Foi nomeado regente da Prússia depois do seu irmão (Frederico Guilherme IV) ter enlouquecido (1858), e sucedeu-lhe como rei após a sua morte (1861). Seu primeiro objetivo foi dotar a Prússia de poderio militar, para evitar a repetição dos desastres passados. No entanto, teve de enfrentar a oposição do Parlamento, integrado por ricos proprietários, que viam a criação de um poderoso exército profissional como um óbice a suas pretensões de controlar a política do governo. Para enfrentar o Parlamento, Guilherme I nomeou para primeiro-ministro Otto von Bismarck, que se transformou em figura-chave na construção da potência prussiana e da consecução da unidade alemã sob a direção da Prússia. Conseguiu reconstituir o exército prussiano.

Em 1862, dando início à política militarista da Prússia, ligou-se à Áustria para vencer a Dinamarca na Guerra dos Ducados (1864-1865), seguindo-se a guerra Austro-prussiana, contra sua ex-aliada, a Áustria, na qual a Prússia conseguiu anexar alguns territórios depois da vitória de Sadowa (1866).

Quadro da época, retratando a proclamação do Império Alemão no Palácio de Versalhes em 18/01/1871. A figura central, de uniforme branco, é Bismarck.

Guerra franco-prussiana[editar | editar código-fonte]

Em 1870, surgiu mais uma vez a rivalidade com a França. O rei aceitou a retirada da candidatura de seu primo Leopoldo de Hohenzollern à sucessão no trono da Espanha, como pretendiam os franceses. No entanto, a deturpação de suas afirmações por parte de Bismarck, no chamado telegrama de Ems, fez com que a França declarasse guerra à Prússia. Na guerra Franco-Prussiana (1870-1871), a Prússia, com seu poderoso e adestrado exército, venceu a França, da qual obteve, pelo Tratado de Frankfurt, a Alsácia e parte da Lorena.

Guerras durante o reinado[editar | editar código-fonte]

Pintura de Guilherme I da Alemanha

As três guerras, nas quais a Prússia foi vitoriosa durante o reinado de Guilherme I, estabeleceram a unidade alemã. Guilherme proclamou o Império Alemão e foi coroado imperador da Alemanha em 18 de Janeiro de 1871, no castelo de Versalhes. Manteve-se no poder até à morte, ainda que não concordasse com a Kulturkampf e com a política estrangeira de Bismarck.

Guilherme I da Alemanha
Casa de Hohenzollern
22 de março de 1797 - 9 de março de 1888
Precedido por:
Frederico Guilherme IV
Prussiaflag small.jpg

Rei da Prússia

1861 - 1888
Sucedido por:
Frederico I da Alemanha
Precedido por:
Título criado
Wappen Deutsches Reich - Reichswappen (Grosses).svg

Imperador da Alemanha

1871 - 1888
Coat of arms of the North German Confederation.svg

Presidente da Confederação da Alemanha do Norte

1867 - 1871
Sucedido por:
Título abolido
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.