Luís de Pina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Luís José de Pina Guimarães ou Luís de Pina GOC (Lisboa, 24 de Agosto de 1901 - 1972) foi um médico, professor universitário e político português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Luís José de Pina Guimarães nasceu na cidade de Lisboa a 24 de Agosto de 1901.[1][2]

Concluiu na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra os estudos preparatórios médicos vindo a licenciar-se (1927) e depois a doutorar-se (1930) na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.[2]

Nesta faculdade ocupou o lugar de assistente de Anatomia (1927), professor auxiliar de Medicina Legal, História da Medicina e Deontologia Criminal (1931) e de professor catedrático de História da Medicina e Deontologia Profissional (1944).[2]

Para além da docência foi Procurador-vogal do Centro de Estudos Demográficos do Instituto Nacional de Estatística, vogal da Junta das Missões Geográficas e de Investigações Coloniais, vogal da Comissão Nacional de História das Ciências, Vice-presidente do Conselho Regional da Ordem dos Médicos (1942-1944), Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto (1953-1955), diretor do Instituto de Criminologia do Porto e foi também o primeiro diretor da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (1961-1966).[2]

Foi um dos organizadores das comemorações do 6.º Centenário da Morte do Infante D. Henrique, no Porto.[2]

Foi o fundador e diretor do "Museu de História da Medicina Maximiano Lemos" (1933) e que se encontra na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.[2]

Luís de Pina agraciado, em 18 de Outubro de 1971, com a Medalha de Honra da Cidade do Porto,[3] e foi nomeado, em 29 de Março de 1947, Grande-Oficial da Ordem Militar de Cristo.[4]

Foi também nomeado Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, da Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém, Oficial da Ordem do Mérito da República Italiana e ainda Oficial da Ordem Científica de Carlos Finlay.[carece de fontes?]

Desempenhou alguns cargos políticos destacando-se os cargos de Vogal da Comissão Consultiva da União Nacional,[2] de deputado pelo Porto (1938-1945),[2] de vogal da Comissão Administrativa da Câmara Municipal do Porto (1935-1937),[2] de Presidente da Câmara Municipal do Porto (de 8 de Março de 1945 a 8 de Novembro de 1949)[2] e de Procurador à Câmara Corporativa (de 1942 a 1949 e 1953 a 1957)[1] nas Legislaturas III, IV e VI.

Colaborou nas revistas Prisma [5] (1936-1941) e na 3ª série da revista Germen [6] (1935-1938).

Obras[editar | editar código-fonte]

São da sua autoria as seguintes obras:

  • Instituições de bemfazer e actividades culturais
  • A medicina portuense no século XV (1960).

Referências

  1. a b Castilho, J. M. Tavares (2010). «Biografia de Luís José de Pina Guimarães» (PDF). Procuradores da Câmara Corporativa (1935-1974). Assembleia da República Portuguesa. Consultado em 30 de dezembro de 2012 
  2. a b c d e f g h i j Universidade Digital / Gestão de Informação (2011). «Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto: Luís José de Pina Guimarães». Universidade do Porto. Consultado em 30 de dezembro de 2012 
  3. «Lista de Medalhas Municipais atribuídas» (PDF). Medalhas atribuídas até ao 25 de Abril de 1974. Câmara Municipal do Porto. Consultado em 30 de dezembro de 2012 
  4. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Luís José de Pina Guimarães". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 3 de setembro de 2015 
  5. Alda Anastácio (24 de fevereiro de 2018). «Ficha histórica:Prisma : revista trimensal de Filosofia, Ciência e Arte (1936-1941)» (PDF). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 13 de julho de 2018 
  6. Helena Roldão (12 de Fevereiro de 2019). «Ficha histórica:Germen : revista dos estudantes de medicina do Porto : medicina, cultura e vida académica (1932-1938)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 27 de Fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]