Manadas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Manadas (Santa Bárbara)  
—  Freguesia  —
Brasão de armas de Manadas (Santa Bárbara)
Brasão de armas
Manadas (Santa Bárbara) está localizado em: Açores
Manadas (Santa Bárbara)
Localização de Manadas (Santa Bárbara) nos Açores
38° 38' 5" N 28° 5' 46" O
País  Portugal
Região Flag of the Azores.svg Açores
Concelho VLS.png Velas
 - Tipo Junta de freguesia
Área
 - Total 12,50 km²
População (2011)
 - Total 374
    • Densidade 29,9/km2 
Orago Santa Bárbara
Sítio www.manada.com.br

Manadas é uma freguesia portuguesa do concelho de Velas, com 12,50 km² de área e 374 habitantes (2011). Densidade: 29,9 hab/km². Tem o nome alternativo de Santa Bárbara.

História[editar | editar código-fonte]

A freguesia de Santa Bárbara, comummente chamada de (Manadas) é uma das mais antigas freguesias da ilha de São Jorge, foi criada provavelmente antes de 1559, se bem que é nesta data que começa a aparecer como freguesia nos documentos do século XVI.

Era em 1568 uma das seis paróquias que então existiam na ilha de São Jorge.

Na altura da sua criação abrangia uma área territorial mais vasta do que a actual uma vez que incluía as actuais localidades da Urzelina, Terreiros e Fajã das Almas.

A sua população teve grandes alterações ao longo dos séculos: em 1550 tinha cerca de 250 habitantes. Já no inicio do século XVIII a sua população tinha aumentado para de cerca de 500 pessoas. Sendo de 400 actualmente.

Esta freguesia fica a uma distância de 15 quilómetros da vila das Velas e é a última freguesia deste Concelho no sentido de quem se dirige para o Norte, confinando assim com a freguesia do Norte Grande, com a qual faz extremos junto do Ponto mais alto da ilha de São Jorge, o Pico da Esperança.

Ao Sul faz fronteira com o mar e a Leste com a Ribeira Larga e a Oeste também com a freguesia da Urzelina.

Nesta localidade, perto do actual Porto das Manadas existiu uma casa de vigia construída em 1647 que além de servir como vigia da baleia terá servido para o registo visual de qualquer embarcação que se aproxima-se da costa de forma a saber se se tratava de uma embarcação de piratas ou corsários ou se de uma embarcação amistosa. Terá também sido de grande utilidade durante a época daquilo que ficou conhecido como o Ciclo da Laranja, visto que dado o alarme da aproximação do barco cargueiro os produtores da laranja tinham de por o fruto no porto o mais rapidamente possível para apanhar o referido barco.

Neste local foi construído anos mais tarde o Forte da Urzelina.

Pelo Porto das Manadas fez-se nos tempos áureos da vitivinicultura, grande parte da exportação do famoso vinho dos Casteletes que era exportado para o continente português, Inglaterra e para outras ilhas dos Açores.

Foi nesta freguesia que nasceu o historiador e etnógrafo Dr. João Teixeira Soares de Sousa, que muito contribuiu para o desenvolvimento histórico e cultural da ilha de São Jorge.

A freguesia das Manadas tem além da Igreja de Santa Bárbara, a Ermida de Santo António e a Ermida de Santa Rita de Cássia, Ermida da Senhora da Guadalupe, Ermida de Santo Cristo, esta última na Fajã das Almas uma Sociedade Filarmónica.

A Igreja de Santa Bárbara construída sobre um templo mais antigo que datava do século XV é a actual Igreja Paroquial. Trata-se de uma construção que recua ao século XVIII e que pelos magníficos e raros trabalhos em talha dourada e ornamentação constitui o mais belo exemplar do estilo barroco da ilha de São Jorge se não mesmo dos Açores. Está praticamente inalterada desde a sua fundação pelo que apresenta um testemunho sobre a arte religiosa da época da sua construção que vai desde os azulejos historiados sobre a vida da padroeira, a passar pelos altares em talha dourada e pelo tecto trabalhado em Cedro-do-mato, até aos arcazes da sacristia. Esta igreja está classificada como Monumento Nacional.

A principal industria desta freguesia são os Lacticínios pelo que possui uma unidade fabril para a transformação da cooperativa da dos lacticínios da localidade. Uma das organizações mais relevantes desta freguesia é a Casa do Povo das Manadas. É ainda pertença desta freguesia a povoação dos Terreiros que lhe fica na fronteira com a povoação da Urzelina e que possuiu um pequeno porto.

Paisagem[editar | editar código-fonte]

A paisagem das Manadas é muito pitoresca não fica-se entra a serra e o mar. Apresenta-se com casas solarengas, dispersas por entre antigos pomares e campos de cultura. É uma freguesia muito montanhosa que no entanto também apresenta espaços planos principalmente os que estão mais próximos da costa, que nesta localidade são conhecidos como Terreiros. O melhor maior destes, à beira mar plantado, estende-se até às proximidades da Igreja de Santa Bárbara, e até junto do Porto das Manadas.

Proveniente das serras a que se encontra sobranceira, provêem várias nascentes de águas abundantes que abastecem vários chafarizes. Os seus portos principalmente o Porto dos Terreiros é muito utilizado para a pesca desportiva e veraneio.

Às Manadas pertence a Fajã das Almas, que é considerado um dos locais de maior interesse da freguesia. Trata-se na prática de uma saliência de terra firme entre a falésia e o mar, aproveitada ao máximo devido ao seu microclima. Apresenta férteis pomares e campos de cultivo, onde cresce café, vinhas, frutos tropicais e belos dragoeiros (Dracaena draco).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]