Mancelos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Capela da Gateira Publica
Capela da Gateira
Amarante Mancelos Igreja Românica
Amarante Mancelos Igreja Românica
Portugal Portugal Mancelos 
  Freguesia  
Localização
Localização no concelho de Amarante
Localização no concelho de Amarante
Mancelos está localizado em: Portugal Continental
Mancelos
Localização de Mancelos em Portugal
Coordenadas 41° 16' 51" N 8° 09' 57" O
País Portugal Portugal
Concelho AMT1.png Amarante
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Carlos César Nunes da Silva Carvalho
Características geográficas
Área total 12,13 km²
População total (2011) 3 114 hab.
Densidade 256,7 hab./km²
Código postal 4605-118
Outras informações
Orago São Martinho de Mancelos
Amarante, Mancelos, Igreja Românica
Igreja Românica de Mancelos
"Casa de Manhufe" kitchen - Amadeo Souza Cardozo
Casa de Manhufe da família do Pintor Amadeo de Souza Cardoso - cozinha pintura
Amarante, Mancelos, Casa de Manhufe de Amadeo de Souza-Cardoso
Casa de Manhufe de Amadeo de Souza-Cardoso
Amarante Dr. Armando Convento Mancelos
Dr. Armando Convento Mancelos
Amarante Mancelos Feira inicio século XX tratada
Amarante Mancelos Feira inicio século XX tratada

Mancelos é uma freguesia portuguesa do concelho de Amarante, com 12,13 km² de área e 3 114 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 256,7 hab./km².

A freguesia de Mancelos tem a característica de se subdividir em vários lugares, tais como, entre muitos, Manhufe, Pidre, Padrão, Gateira, Boavista, Troxainho, Nogueira, Monte e Serra da Água e Leite.

A freguesia é limitada a norte pela freguesia de Freixo de Cima, noroeste pelas freguesias de Santiago de Figueiró e Santa Cristina de Figueiró, a oeste pela freguesia de Travanca e Oliveira, a sul pela freguesia de Real, a sudeste pela freguesia de Banho e Carvalhosa e a este pelas freguesias de Freixo de Baixo e Fregim.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Mancelos [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2 234 2 064 2 151 2 193 2 383 2 263 2 204 2 529 2 609 2 739 2 951 3 245 3 219 3 504 3 114
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 752 572 1 822 358 21,5% 16,3% 52,0% 10,2%
2011 506 417 1 754 437 16,2% 13,4% 56,3% 14,0%
Mancelos Babo
Mancelos Babo
Grande personalidade de Mancelos
Dona Ana Guedes

História[editar | editar código-fonte]

O nome toponímico "Mancelos", advêm de "Minutiellus", um diminutivo, de um nome romano "Minutius".

O antigo Concelho de Santa Cruz de Riba Tâmega foi vigairaria da apresentação do ordinário e cabeça do couto de Mancelos.

Fez parte do mencionado concelho até 24 de Outubro de 1855.

A sua supervisão religiosa, coube à diocese de Braga, até 1882. D. Sancho I, concedeu foral a esta freguesia, de acordo com as inquirições de D. Afonso II, em 1220, aquela que foi também vila.

Em 1110, Mem Gonçalves da Fonseca e Maria Paes Tavares, filha de D. Pedro Viegas (1180 -?) e de D. Mor Paes, mandaram erigir um convento, o edifício religioso, o Mosteiro de Mancelos, alojou os crúzios, cónegos regrantes de Santo Agostinho, até 1540.

Mais tarde, João III de Portugal, legou o mosteiro, aos dominicanos de Gonçalo de Amarante, vindo, o Papa Paulo III, confirmar o acto, em 1542.

De salientar, que no cartório do Convento de S. Gonçalo de Amarante, existiu em documento de D. Afonso Henriques que mencionava a doação de uma carta de couto, em 1131 ao Mosteiro de Mancelos e terras adjacentes, pela quantia de "duzentos módios" a Raimundo Garcia, Pedro Nunes, Gondezendo Nunes e Soeiro Pimentel, por serviços prestados ao Rei.

As regalias conferidas por aquele documento, incluíram ao seu prior, poder eleger o "juíz do couto" e redigir uma "carta de ouvidor ou de magistrado".

Para finalizar, Manhufe possui também exemplares interessantes de casas rurais e foi cenário de uma batalha contra os inimigos napoleónicos.

Até ao liberalismo constituía o couto de Mancelos, sendo integrado no extinto concelho de Santa Cruz de Ribatâmega.

O histórico pintor modernista Amadeo de Souza-Cardoso nasceu nesta localidade, mais precisamente no lugar de Manhufe.

D. Gomes Gonçalves da Costa, nascido em 1315 foi Senhor nesta localidade da Quinta da Costa, próximo a Nossa Senhora da Costa, tal como mais tarde D. Gonçalo da Costa.

Património[editar | editar código-fonte]

Cultura[editar | editar código-fonte]

  • Na cultura destaca-se a Banda de S. Martinho de Mancelos, com sede situada no lugar de Nogueira.
  • Um importante elemento dinamizador da cultura em Mancelos é o "Grupo de Jovens Pedras Vivas" que desenvolve váris actividades lúdicas e culturais como por exemplo a "Feira Tradicional de Mancelos", o Festival "Bibó Rock" entre outras. Interage ainda com outras colectividades da freguesia de forma a dinamiza-la…
  • Existe o "Rancho Folclórico da Associação Cultural Recreativa e Desportiva de S. Martinho Mancelos"

Desporto[editar | editar código-fonte]

  • Em termos desportivos existe o Mancelos Futebol Clube "Os Leões".

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Amarante Mancelos Eirado Antigo
Mancelos Eirado Antigo
Amarante Casa da Sombreireira Mancelos
Casa da Sombreireira Mancelos


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.