Margrethe Vestager

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Margrethe Vestager
Nascimento 13 de abril de 1968 (50 anos)
Cidadania Dinamarca
Alma mater Universidade de Copenhague
Ocupação política

Margrethe Vestager (13 de abril de 1968) é uma política dinamarquesa, que atualmente é Comissária Europeia para a Concorrência. Foi membro do Parlamento (Folketing) a partir de 20 de novembro de 2001 até 2 de setembro de 2014, representando o Partido Social Liberal Dinamarquês (Radikale Venstre). Foi a líder política do seu partido, de 2007 a 2014, e serviu como ministra da Economia e do Interior, de 2011 a 2014. Ela tem sido descrita como "a trustbuster mais rica do mundo dos poderosos."[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Formada em economia, foi ministra e vice-primeira-ministra de Helle Thorning-Schmidt. Em 2007 foi líder de um partido em crise, Partido Social Liberal Dinamarquês e, em quatro anos, conseguiu levá-lo a fazer parte de uma coligação de governo na Dinamarca.

Desde 2014 é Comissária Europeia para a Concorrência. Uma das suas decisões mais polémicas foi, no verão de 2016, a exigência à Apple o pagamento de 13 mil milhões de euros em impostos não cobrados na Irlanda.[2]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

O marido de Vestager é um professor de ginásio e filosofia. Eles têm três filhas, Maria, Rebecca, e Ella. A sua filha esteve em preparação para entrar na universidade de medicina em 2016. Vestager, serviu como inspiração para a personagem principal de Borgen, que tenta conciliar a vida familiar e política.

Referências

  1. «Is Margrethe Vestager championing consumers or her political career» 
  2. Revista E n.º 2377 (19 de Maio de 2018). Entrevista - "Tenho um problema em dizer não", pág. 24.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]