Margrethe Vestager

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Margrethe Vestager
Nome nativo Margrethe Vestager
Nascimento 13 de abril de 1968 (50 anos)
Cidadania Dinamarca
Alma mater Universidade de Copenhague
Ocupação política

Margrethe Vestager (13 de abril de 1968) é uma política dinamarquesa, que atualmente é Comissária Europeia para a Concorrência. Foi membro do Parlamento (Folketing) a partir de 20 de novembro de 2001 até 2 de setembro de 2014, representando o Partido Social Liberal Dinamarquês (Radikale Venstre). Foi a líder política do seu partido, de 2007 a 2014, e serviu como ministra da Economia e do Interior, de 2011 a 2014. Ela tem sido descrita como "a trustbuster mais rica do mundo dos poderosos."[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Formada em economia, foi ministra e vice-primeira-ministra de Helle Thorning-Schmidt. Em 2007 foi líder de um partido em crise, Partido Social Liberal Dinamarquês e, em quatro anos, conseguiu levá-lo a fazer parte de uma coligação de governo na Dinamarca.

Desde 2014 é Comissária Europeia para a Concorrência. Uma das suas decisões mais polémicas foi, no verão de 2016, a exigência à Apple o pagamento de 13 mil milhões de euros em impostos não cobrados na Irlanda.[2]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

O marido de Vestager é um professor de ginásio e filosofia. Eles têm três filhas, Maria, Rebecca, e Ella. A sua filha esteve em preparação para entrar na universidade de medicina em 2016. Vestager, serviu como inspiração para a personagem principal de Borgen, que tenta conciliar a vida familiar e política.

Referências

  1. «Is Margrethe Vestager championing consumers or her political career» 
  2. Revista E n.º 2377 (19 de Maio de 2018). Entrevista - "Tenho um problema em dizer não", pág. 24.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]