Maria Aparecida Berushko

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Maria Aparecida Berushko (Beruski) (Joaquim Távora, 1959) foi uma professora brasileira.

Maria, de ascendência ucraniana, nasceu no estado do Paraná e morreu para salvar seus alunos em um incêndio na escola em que trabalhava. Ela pode se tornar a primeira santa ortodoxa da América Latina.[1] Uma rua em Curitiba já foi renomeada em sua memória, a Rua Maria Aparecida Beruski, em Barreirinha.[2]

Incêndio[editar | editar código-fonte]

Quando a escola incendiou, em 1986, Maria se recusou a deixá-la para salvar seus alunos a escapar [3]. Berushko ajudou a salvar a vida de cinco crianças, entretanto outras oito crianças morreram junto com a professora.

O sínodo da Igreja Ortodoxa Ucraniana na América Latina já colocou a professora Berushko na lista de beatificação. A santificação está sendo aguardada para os próximos anos.

Referências