Maria Ewing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Maria Ewing
Nascimento 27 de março de 1950 (71 anos)
Detroit
Cidadania Estados Unidos
Etnia afro-americanos
Cônjuge Peter Hall
Filho(s) Rebecca Hall
Alma mater
  • Finney High School
Ocupação cantora, cantora de ópera

Maria Ewing (Detroit, 27 de Março de 1950) é uma cantora lírica estadunidense que interpreta papéis tanto de soprano quanto de mezzo-soprano.

Estudou em Cleveland e Nova York. Sua estréia foi no Metropolitan Opera em 1976 na ópera Le Nozze di Figaro, e sua primeira apresentação na Europa foi no Teatro alla Scala, em Milão, interpretando Mélisande, na ópera Pelléas et Mélisande, de Debussy. Seu repertório inclui: Carmen, Dorabella (Così fan Tutte), e Maria (Wozzeck), mas tornou-se especialmente famosa pela interpretação do papel-título de Salomé, de Richard Strauss, especificamente na Dança dos Sete Véus. Na cena, em que Salomé permanece nua aos pés de Herod, a maioria das sopranos tenta disfarçar usando algum traje corporal de cor da pele depois do sétimo véu, mas Maria Ewing, em sua apresentação, permaneceu realmente nua.

Em 1982, casou-se com o diretor de teatro inglês Sir Peter Hall, e durante este período de sua vida foi conhecida como "Lady Hall".[1] O casal se divorciou em 1990 e tiveram uma filha, a atriz Rebecca Hall.[2]

Referências

  1. Jeal, Erica (11 de março de 2003). «'I feel I belong'». The Guardian 
  2. «Rebecca Hall takes the lead». Telegraph. 29 de out de 2011 
Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.