Martin O'Neill

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Martin O'Neill
O'Neill, Martin.jpg
Informações pessoais
Nome completo Martin Hugh Michael O'Neill
Data de nasc. 1 de março de 1952 (62 anos)
Local de nasc. Kilrea, Reino Unido
Apelido Aston Martin, Midas
Informações profissionais
Posição Treinador
Meio-campista (aposentado)
Clubes de juventude
1969–1971 Irlanda do Norte Derry City
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1971
1971–1981
1981
1981–1982
1982–1983
1983–1985
Irlanda do Norte Distillery
Inglaterra Nottingham Forest
Inglaterra Norwich City
Inglaterra Manchester City
Inglaterra Norwich City
Inglaterra Notts County
Total
0007 0000(3)
0285 000(48)
0011 0000(1)
0013 0000(0)
0055 000(11)
0064 0000(5)
0'428 000(65)
Seleção nacional
1971–1984 Bandeira da Irlanda do Norte Irlanda do Norte 0064 0000(8)
Times que treinou
1987–1989
1989
1990–1995
1995
1995–2000
2000–2005
2006–2010
2011–
Inglaterra Grantham Town
Inglaterra Shepshed Charterhouse
Inglaterra Wycombe Wanderers
Inglaterra Norwich City
Inglaterra Leicester City
Escócia Celtic
Inglaterra Aston Villa
Inglaterra Sunderland

Martin Hugh Michael O'Neill, OBE[1] , (Kilrea, 1 de março de 1952) é um ex-futebolista e treinador de futebol norte-irlandês. Atualmente, comanda o Sunderland.

Jogador[editar | editar código-fonte]

Como jogador, teve seus melhores momentos no Nottingham Forest. Pelo minúsculo clube inglês, foi campeão nacional em 1978. Depois, a equipe, comandada com a mão de ferro de Brian Clough, surpreenderia ainda mais ao faturar duas vezes seguidas a Copa dos Campeões da UEFA, igualando-se momentaneamente ao Liverpool e superando por um tempo o Manchester United como a maior equipe inglesa a faturar o mais importante torneio europeu de clubes.

Jogou pela Irlanda do Norte neste período, realizando sua última partida pela seleção em 1984, quando já havia deixado o Forest - na Copa do Mundo de 1982, o primeiro mundial dos norte-irlandeses desde o de 1958, era jogador do Manchester City, onde reencontrou seu ex-colega de Forest Trevor Francis.

Na Copa, O'Neill seria o capitão[2] de um time que não fez feio, avançando à segunda fase contra todos os prognósticos - afinal, o feito só foi alcançado após histórica vitória sobre a anfitriã Espanha.

Técnico[editar | editar código-fonte]

Como técnico, O'Neill faria também sucesso, e em quase todos os clubes que passou. No Wycombe Wanderers, onde ficou entre 1990 e 1995, levou a equipe da quinta divisão inglesa à terceira.[2] Após passagem pouco vistosa na sua ex-equipe do Norwich City, voltaria a ter bons resultados (e títulos) no Leicester City, assumindo o clube na segunda divisão e chegando a deixá-lo em oitavo lugar na Premier League, além de duas conquistas na Copa da Liga Inglesa.[2] Saiu do Leicester em 2000 e pouco depois a equipe entraria em decadência, sendo rebaixada.

Deixara o Leicester para treinar o Celtic. Ganhou três vezes a Scottish Premier League e foi adorado pela torcida do clube escocês também por ser da minoria católica (religião associada à equipe de Glasgow) da Irlanda do Norte.[3]

Com os bons resultados, sua contratação pelo Aston Villa foi bastante comemorada pelos torcedores do clube de Birmingham.[2] O'Neill ajudou os Villains a lutarem pelas primeiras posições da Premier League após várias temporadas em que ficavam apenas no meio da tabela e revelando bons jogadores para a Seleção Inglesa (para a qual já chegou a ser cotado).[4]

Referências