Matipó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Matipó
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 17 de dezembro de 1938 (79 anos)
Gentílico matipoense
CEP 35367-000
Prefeito(a) Walter Mageste de Ornelas (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Matipó
Localização de Matipó em Minas Gerais
Matipó está localizado em: Brasil
Matipó
Localização de Matipó no Brasil
20° 17' 02" S 42° 20' 27" O20° 17' 02" S 42° 20' 27" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008[1]
Microrregião Manhuaçu IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Abre Campo, Caputira, Manhuaçu, Pedra Bonita, Sericita e Santa Margarida
Distância até a capital 244 km
Características geográficas
Área 277,098 km² [2]
População 18 604 hab. Est. IBGE/2014[3]
Densidade 67,14 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,683 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 145 643,028 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 8 585,92 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.matipo.mg.gov.br

Matipó é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sua população em julho de 2014 foi estimada em 18 604 habitantes.[3]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Embora seja difundido que o nome Matipó se deriva da expressão indígena Match-poo, que significaria "milho em pó", tal entendimento carece de fundamentação mais aprofundada, haja vista que o vocábulo "milho" é correspondente ao termo "abati" na língua tupi-guarani ( Fonte: Dicionário de Palavras Brasileiras de Orígem Indígena – Clóvis Chiaradia). Na estruturação ligeira da expressão construída, a expressão indígena seria "abati-poo", ou então "abatipoca" originado dos termos indígenas abati – milho; poca – rebentar ( Fonte: Dicionário de Palavras Brasileiras de Orígem Indígena – Clóvis Chiaradia).

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Matipó está localizado na região II da Zona da Mata do estado de Minas Gerais e pertence à microrregião homogênea Vertente Ocidental do Caparaó (ICA/CETEC 1997).

O município situa-se na bacia do Rio Doce, tendo como principais elementos da hidrografia o Rio Matipó e o Ribeirão de Santa Margarida. Possui uma área de 277 km², sendo limitado ao norte pelo município de Caputira, ao sul pelos de Pedra Bonita e Santa Margarida, a leste pelo de Manhuaçu e a oeste por Abre Campo. O distrito de Padre Fialho localiza-se a 15 km da sede.

História[editar | editar código-fonte]

Sua principal fonte de renda é a agropecuária com maior destaque para a cafeicultura. Possui um distrito denominado Padre Fialho popularmente chamado de "Garimpo".

Os bairros mais importantes são: Centro onde está localizado a Igreja Matriz, bancos, supermercados, lojas e a maioria dos pontos comerciais. Bairro Boa vista, Bairro Palhada, ambos de uso misto (residencial e comercial). Bairro Exposição, onde a cada ano são realizadas as festas tradicionais da cidade. Bairro Retiro onde encontra-se a Faculdade Vértice, sendo o mesmo outro bairro de uso misto (residencial, comercial e institucional). O ponto mais alto da cidade é a Serra do Bom Jesus, carinhosamente chamada de "Serrinha", com uma altitude de 1.230m.

Educação[editar | editar código-fonte]

Matipó se destaca em sua região por sediar a faculdade Univértix, com vários cursos de graduação, pós-graduação, além de cursos técnicos.

Transporte e Turismo[editar | editar código-fonte]

A principal rodovia de acesso à cidade é a Rodovia Osires Linhares Fraga, que liga a cidade à BR 262. Na cidade de Matipó existem diversas cachoeiras, sendo a mais utilizada pela população local e pelos turistas a cachoeira conhecida como Cachoeira dos Lourenços, tendo acesso através do Bairro da Palhada.

Não devemos deixar de citar também que a cidade é cortada pela Estrada Imperial, novo empreendimento do Governo do Estado de Minas Gerais juntamente com o Estado do Espírito Santo.[6]

A Serra do Bom Jesus é frequentada tanto pelos habitantes locais quanto pelos turistas, tendo como via de acesso o Bairro Boa Vista.

Matipó possui ainda uma boa malha hoteleira e restaurantes.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. a b «Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data de referência em 1 de julho de 2014» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2014. Consultado em 8 de janeiro de 2015. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  6. «Portal Caparaó - Rota Imperial»  Obtido em 27 de dezembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.