Maurício Paiva de Lacerda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Maurício Paiva de Lacerda (Vassouras, 1 de junho de 1888Rio de Janeiro, 23 de novembro de 1959) foi um político, tribuno e escritor brasileiro. Destacou-se como defensor de operários comunistas e anarquistas.[1]

Era filho do deputado federal, ex-ministro da Viação e Obras Públicas e ministro do STF Sebastião de Lacerda. Seus irmãos Paulo de Lacerda e Fernando Paiva de Lacerda foram importantes dirigentes do Partido Comunista Brasileiro (PCB).[2]

Deputado federal pelo Estado do Rio de Janeiro eleito para as legislaturas de 1912, 1915 e 1918.[2]

Prefeito de Vassouras de 1915 a 1920, e de 1932 a 1935.[2]

Foi dirigente do Partido Comunista Brasileiro, tendo sido preso em 1936 acusado de participar da Intentona Comunista de 1935. Contudo, quando houve a redemocratização do país em 1945, vinculou-se à União Democrática Nacional (UDN),[2] partido anticomunista.

Foi pai do jornalista político, jornalista e escritor Carlos Lacerda.[1]

Referências

  1. a b DULLES, John W. F.; Carlos Lacerda - A Vida de um Lutador, v. 1 - 1914-1960. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2000
  2. a b c d FGV - CPDOC. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Biografias - Maurício de Lacerda (visitado em 5 de janeiro de 2009)
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.