Metro Exodus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Metro Exodus
Desenvolvedora(s) 4A Games
Publicadora(s) Deep Silver
Diretor(es) Andiry Prokhorov
Produtor(es) Jonathan Bloch
Escritor(es) Andrei Paskhalov
Dmitry Glukhovsky
Programador(es) Oles Shyshkovtsov
Alexander Maximchuk
Vlad Gapchych
Compositor(es) Oleksii Omelchuk
Motor 4A Engine
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 4
Xbox One
Série Metro
Lançamento 15 de fevereiro de 2019
Gênero(s) Tiro em primeira pessoa, Survival Horror
Modos de jogo Um jogador

Metro Exodus é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa e Survival horror; desenvolvido pela 4A Games e publicado pela Deep Silver. Foi lançado em 15 de fevereiro de 2019 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

É o terceiro título da série de jogos eletrônicos Metro, baseado nos romances de Dmitry Glukhovsky. Ele é a sequência dos eventos ocorridos em Metro 2033 e Metro: Last Light.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Metro Exodus é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa com elementos de survival horror e stealth. Situado no terreno baldio pós-apocalíptico da antiga Federação Russa, o jogador deve lidar com os novos perigos e se envolver em combate contra criaturas mutantes, assim como contra humanos hostis.[1][2] O jogador empunha um arsenal de armamento feito à mão que pode ser personalizado através de materiais de looting e de um sistema de crafting.[2] O jogo apresenta uma mistura de níveis lineares e ambientes de sandbox.[3] Também inclui um sistema climático dinâmico, um ciclo de dia e noite e ambientes que mudam com as estações conforme a história avança. É definido ao longo de um ano inteiro no jogo.[2][3]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Metro Exodus foi anunciado em 11 de junho de 2017 na conferência de imprensa da Microsoft durante a E3 2017.[3] O jogo foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 15 de fevereiro de 2019.[4]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em 28 de janeiro de 2019, foi anunciado que o lançamento de PC do jogo seria exclusivo para a Epic Games Store por um ano, com a editora citando a divisão de receita mais favorável da plataforma. As vendas do jogo foram descontinuadas na Steam após o anúncio, com as compras digitais existentes da Steam ainda sendo cumpridas.[5][6][7] A decisão causou polêmica, e resultou em um grande número de jogadores pedindo um boicote ao jogo e revendo os jogos anteriores da franquia na Steam.[8][9][10][11] Um dos desenvolvedores do jogo foi criticado pela imprensa por ter dito em um fórum que, se o Metro Exodus não vendesse bem na Epic Games Store, suas sequências poderiam se tornar exclusivas para consoles. A 4A Games divulgou uma declaração afirmando que essas visões não representam a da empresa.[12][13]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Vendas[editar | editar código-fonte]

Em seu mês de lançamento, Metro Exodus vendeu 2.000 unidades a menos do que Far Cry: New Dawn, reivindicando a segunda posição nas paradas de vendas no Reino Unido. Metro Exodus também vendeu 50% de cópias a mais do que seu antecessor, Metro: Last Light.[14] No Japão, aproximadamente 17.513 unidades físicas para PlayStation 4 foram vendidas durante sua semana de lançamento, tornando-se o jogo de vendas número 7 de qualquer formato.[15]

Referências

  1. Dunn, Jeff (11 de junho de 2017). «'Metro Exodus' is a gorgeous action-adventure game coming to Microsoft's new Xbox One X». Business Insider. Consultado em 12 de junho de 2017 
  2. a b c Parfitt, Ben (12 de junho de 2017). «Metro Exodus takes the series open world». MCV. Consultado em 12 de junho de 2017 
  3. a b c Alexander, Julia (1 de junho de 2017). «Metro Exodus developer calls sandbox survival game 'most ambitious project yet'». Polygon. Consultado em 12 de junho de 2017 
  4. Brown, Fraser (13 de dezembro de 2018). «Metro Exodus brings its release date forward by a week». PC Gamer 
  5. Knezevic, Kevin (2 fevereiro de 2019). «Metro Exodus Leaving Steam For Epic Games Store Seems Controversial Even Inside THQ». GameSpot (em inglês). Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  6. Kuchera, Ben (28 de janeiro 2019). «Metro Exodus ditches Steam to become an Epic Games Store exclusive». Polygon. Consultado em 28 de janeiro de 2019 
  7. Roberts, Samuel (28 de janeiro de 2019). «Metro Exodus will only release on the Epic Store, but Steam preorders will be honored». PC Gamer (em inglês). Consultado em 28 de janeiro de 2019 
  8. «Metro Games Review Bombed on Steam After Epic Store Announcement». Game Rant (em inglês). 30 de janeiro de 2019. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  9. «Metro creator on Epic Games controversy: 'I am standing by and watching [the franchise] being killed'». GameRevolution. 30 de janeiro de 2019. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  10. Grayson, Nathan. «After Epic Store Deal, Steam Users Review Bomb Metro Games». Kotaku. Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  11. Chalk, Andy. «Players protest Epic's Metro Exodus exclusive by review-bombing the series on Steam». PC Gamer. Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  12. Palumbo, Alessio (3 de fevereiro de 2019). «[UPDATED] Metro Dev: If You Boycott Metro Exodus Because It's Not on Steam, Chances Are the Next Metro Won't Be on PC At All». Wccftech (em inglês). Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  13. «Metro Exodus Developer Threatens Skipping PC in the Future if Steam Fans Boycott». DualShockers. 2 de fevereiro de 2019. Consultado em 20 de fevereiro de 2019 
  14. Dring, Christopher (17 de fevereiro de 2019). «UK Charts: Far Cry New Dawn is No.1, but Metro Exodus is the real winner». GamesIndustry.biz 
  15. Romano, Sal (20 de fevereiro de 2019). «Media Create Sales: 2/11/19 – 2/17/19». Gematsu 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]