Mirko Filipović

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mirko Filipović
MirkoFilipovic.png
Mirko Filipović
Informações
Nascimento 10 de setembro de 1974 (40 anos)
Zagreb, Croácia
Nacionalidade Croácia Croata
Outros nomes Cro Cop
Altura 1,88 m
Peso 106 kg
Modalidade Kickboxing, Boxe, Taekwondo
Organização(ões) Cro Cop Squad Gym
Graduação      Faixa Preta em Taekwondo
Cartel no MMA
Total 45
Vitórias 32
Por nocaute 23
Por finalização 5
Por decisão 4
Derrotas 10
Por nocaute 5
Por finalização 3
Por decisão 2
Outros 1
Empates 2
Sem resultado 1
Ligações externas
Página oficial:
Recorde de MMA no Sherdog

Mirko "Cro Cop" Filipović (Zagreb, 10 de setembro de 1974) é croata, ex-policial e lutador de MMA (Artes Marciais Mistas) e do K1 (maior campeonato de kickboxing do mundo). Foi campeão do extinto Pride (Grand Prix 2006) e do K-1 World Grand Prix.

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

K-1[editar | editar código-fonte]

Em 1996, com a idade de 22 anos, Filipović entrou no torneio de eliminação K-1 World Grand Prix. Depois de derrotar o finalista do ano anterior, Jérôme Le Banner, Filipović foi derrotado na rodada seguinte por Ernesto Hoost. Ele retornou ao K-1 três anos depois, em 1999, derrotando o lutador britânico Ricky "Tank" Nicholson, mas depois perdeu em uma decisão contra o lutador suíço, Xhavit Bajrami. Apesar disso, Filipović foi dado um wildcard para o torneio mundial, onde ele chocou o mundo ao derrotar o lutador de kickboxing conceituado no K-1 Mike Bernardo. Filipović também derrotou a estrela japonesa Musashi e o lutador de karatê australiano Sam Greco, na mesma noite, antes de ser derrotado novamente por Hoost. Mais tarde foi revelado que Filipović entrou no ringue com uma costela quebrada, resultado de suas lutas anteriores.

Filipović continuou a ter êxitos no K-1, ganhando uma série de lutas contra adversários de topo, tais como Peter Aerts, Mark Hunt e Remy Bonjasky. Ele foi o primeiro lutador a vencer o gigante até então invicto, "The Beast" Bob Sapp em 86 segundos, quebrando o osso zigomático de Sapp com um soco esquerdo. Em 2000 ele venceu Glaube Feitosa, lutador de karatê e o boxer Hiromi Amada para chegar as finais do Grand Prix de Nagoya, perdendo por nocaute técnico no primeiro round com Mike Bernardo, em uma revanche. Mais uma vez, as lesões adquiridas anteriormente foram os principais fatores dessa perda. Filipović entrou no ringue mancando de uma perna devido a ferimentos sofridos em combates anteriores. Bernardo repetidamente atacou a perna lesionada de Filipović, tornado-o incapaz de continuar devido as lesões. Filipović, entretanto, ganhou um enorme respeito entre os japoneses entusiastas de luta, pela sua coragem e coração. Como finalista, ele chegou aos oito finalistas para o Grand Prix de 2000, mas mais uma vez perdeu uma decisão para o seu nemesis, Hoost.

Em 2001, ele foi inesperadamente derrotado pelo lutador canadense Michael McDonald no primeiro turno. Pouco tempo depois, ele começou uma transição para a PRIDE, uma organização japonesa de artes marciais mistas. Ele lutou mais quatro lutas no K-1, ganhando cada uma, principalmente contra Mark Hunt, Remy Bonjasky e Bob Sapp.

Crocop fez sua última luta de kickboxing no evento Crocop Final Fight, realizado no dia 10 de março de 2012, onde enfrentou Ray Sefo e venceu por decisão unânime.

MMA[editar | editar código-fonte]

Mirko ficou mundialmente conhecido por nocautear seus adversários com seu potente chute de esquerda. Entre os quais está o chute desferido contra Igor Vovchanchyn que simplesmente "apagou" antes mesmo de ir à lona.

Após ter sido campeão do extinto PRIDE Fighting Championships em 2006 nocauteando dois grandes lutadores na mesma noite, Wanderlei Silva e Josh Barnett, Cro Cop foi para o UFC, onde estreou com vitória sobre Eddie Sanchez.

Na sua segunda participação, Mirko sofreu sua primeira derrota no evento americano, no UFC 70 contra o brasileiro Gabriel Napão, na qual sofreu um nocaute com um "High Kick" (Chute na cabeça).[1] Daí em diante, começou a cogitar a sua possível aposentadoria, alegando não ter mais motivação para lutar.

No dia 12 de junho de 2010, no UFC 115, Cro Cop enfrentou um dos grandes kickboxers da atualidade, Pat Barry, em um duelo entre juventude e experiência. No primeiro round Pat conseguiu dois "knockdowns", mas a partir do segundo round, Mirko passou a dominar a luta, até que no último round, Cro Cop conseguiu a finalização contra Pat Barry por estrangulamento, algo incomum para um típico striker.[2]

Dias após a vitória contra Pat Barry, Cro Cop foi surpreendido por uma proposta de lutar no UFC 119, no dia 25 de setembro de 2010, substituindo o ex-campeão do Pride FC e ex-campeão interino do UFC Rodrigo Minotauro machucado por uma lesão no quadril, contra o norte-americano ex-campeão do UFC, Frank Mir. Luta em que acabou sendo derrotado por nocaute no terceiro round.[3]

No dia 29 de outubro de 2011, no UFC 137, Mirko enfrentou Roy Nelson,a luta foi completamente parelha,com ambos lutadores, conseguindo bons golpes,porém no 3º round,Nelson consegue subir em cima de Crop Cop,e assim, o juiz veio a parar a luta.

Na noite de 29 de outubro de 2011,após a derrota para Roy Nelson, Mirko Crop Cop,em entrevista, agradece a Dana White e todos os fãs deles,e pediu desculpa a todos por qualquer coisa,após isso ele anunciou sua aposentadoria do UFC.O croata, que já admitiu não ter feito uma carreira de sucesso no UFC.

Qualquer homem tem que pensar, "Será que ainda preciso disso?" Tenho dois filhos em casa. Tive uma carreira longa e rica. -Mirko Cro Cop

Retorno ao K-1 Vitorioso[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2011 Cro Cop anunciou que voltaria a lutar pelo K-1.

" K-1 foi onde eu comecei, é o meu primeiro amor e acho que é mais atrativo e adequado para os nossos fãs de MMA na Croácia ", disse Cro Cop.

o Retorno de Cro Cop ocorreu em 10 de março de 2012 em Zagreb na Croácia contra o neozelandês Ray Sefo. A luta começou de forma lenta Cro Cop acertava alguns golpes mas Sefo tinha maior potência nos golpes e levava mais perigo. Mirko se recuperou no segundo round quando fez o nariz de Sefo sagrar com um de seus golpes, a partir daí Mirko foi superior e manteve a regularidade até o fim do combate vencendo na decisão dos jurados. Depois desse combate Crop Cop ainda fez mais 2 lutas, nocauteando o espanhol Lorenzo Javier Jorge e vencendo por pontos o Americano Randy Blake. No dia 15 de março de 2013, ficará na memória da lenda croata, lutando pelo GP do K-1 em casa (Zagreb), Cro Cop venceu 3 oponentes no mesmo dia: Jarrel Miller, Pavel Zhuravlev e Ismael Londt, todos por decisão dos juízes e se sagrou Campeão do K-1. Aos 38 anos Mirko mostrou que não é considerado uma lenda por acaso.

Retorno ao MMA[editar | editar código-fonte]

Em 8 de agosto de 2012, surgiu a notícia de que Cro Cop tinha dito que ele gostaria voltar ao MMA, e em 31 de dezembro de 2012, ele fez o seu retorno contra o ex-lutador de sumô e estreante no MMA: Shinichi Suzukawa no Inoki Bom-Ba-Ye 2012, em Tóquio, no Japão.

Ele venceu a luta por finalização devido a um armlock no 1:18 do primeiro round.

Mirko era esperado para revanche com Aleksander Emelianenko em outubro ou novembro de 2013, na Rússia. Em 25 de outubro de 2013, foi relatado que Alexander foi acusado de agredir um homem de 63 anos de idade, em um bar. O organizador da luta rescindiu o contrato com Emelianenko e anunciou que Mirko iria enfrentar um adversário diferente da Rússia. Mirko eventualmente enfrentou Oleksiy Oliynyk, que entrou como um substituto para Emelianenko, em 8 de novembro de 2013 no Legends 2, em Moscou, Rússia. Ele perdeu a luta por finalização no primeiro round.

Em 23 de agosto de 2014, Mirko derrotou o ex-medalhista de ouro olímpico Satoshi Ishii, via paralisação médica no evento Inoki Genome Federation (IGF), no Japão, e ganhou o Campeonato do IGF.

Mirko era esperado para fazer a revanche com Satoshi Ishii em uma revanche em 31 de dezembro de 2014 para o Campeonato do IGF. No entanto, a revanche foi cancelada devido a uma lesão na costela sofrido por Ishii. Em 1 de dezembro, no entanto, foi revelado que Ishii seria capaz de curar-se a tempo de uma nova luta, e a revanche foi marcada mais uma vez. Mirko derrotou Ishii via Nocaute técnico, a lenda croata venceu com o seu tradicional chute na cabeça acompanhado de socos.

Novo retorno ao UFC[editar | editar código-fonte]

Após receber propostas do Bellator, eis que foi anunciado que Cro Cop havia assinado novamente com o UFC.[4] Sua luta de reestreia foi a revanche contra o brasileiro Gabriel Gonzaga em 11 de abril de 2015 no UFC Fight Night: Gonzaga vs. Cro Cop 2. Mirko venceu a luta por nocaute técnico, vingando-se da derrota sofrida no UFC 70.

Cartel[editar | editar código-fonte]

Cartel no MMA[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Vitória 31–11–2 (1) Brasil Gabriel Gonzaga TKO (cotoveladas e socos) UFC Fight Night: Gonzaga vs. Cro Cop 2 11/04/2015 3 3:30 Polónia Cracóvia, Polônia Retorno ao UFC; Luta da Noite.
Vitória 30–11–2 (1) Japão Satoshi Ishii TKO (chute na cabeça e socos) Inoki Bom-Ba-Ye 2014 31/12/2014 2 5:00 Japão Tóquio, Japão Defendeu o Cinturão Peso Pesado do IGF; Mais tarde vagou o cinturão para assinar com o UFC.
Vitória 29-11-2 (1) Japão Satoshi Ishii TKO (interrupção médica) Inoki Genome Fight 2 23/08/2014 2 2:37 Japão Tóquio, Japão Ganhou o Cinturão Peso Pesado do IGF.
Derrota 28-11-2 (1) Rússia Oleinik Oleksiy Oliynyk Finalização (estrangulamento) LEGEND - PART 2: INVASION 08/11/2013 1 4:42 Rússia Moscou, Rússia
Vitória 28–10–2 (1) Japão Shinichi Shinichi Suzukawa Finalização (chave de braço) Inoki Bom-ba-ye 2012 31/12/2012 1 1:18 Japão Tóquio, Japão Retornou da aposentadoria.
Derrota 27-10-2 (1) Estados Unidos Nelson Roy Nelson TKO (socos) UFC 137: Penn vs. Diaz 29/10/2011 3 1:30 Estados Unidos Las Vegas, EUA Anunciou aposentadoria no UFC
Derrota 27-9-2 (1) Estados Unidos Schaub Brendan Schaub KO (soco) UFC 128: Shogun vs. Jones 19/03/2011 3 3:44 Estados Unidos Newark, EUA
Derrota 27-8-2 (1) Estados Unidos Mir Frank Mir KO (joelhada) UFC 119: Mir vs. Cro Cop 25/09/2010 3 4:02 Estados Unidos Indianapolis, EUA
Vitória 27-7-2 (1) Estados Unidos Barry Patrick Barry Finalização (mata-leão) UFC 115: Liddell vs. Franklin 12/06/2010 3 4:30 Canadá Vancouver, Canadá Finalização da Noite.
Vitória 26-7-2 (1) Austrália Anthony Perosh TKO (interrupção médica) UFC 110: Nogueira vs. Velasquez 20/02/2010 2 5:00 Austrália Sydney, Austrália
Derrota 25-7-2 (1) Brasil Junior dos Santos Submissão Verbal (lesão no olho) UFC 103: Franklin vs. Belfort 19/09/2009 3 2:03 Estados Unidos Dallas, EUA Mirko sofreu fratura no osso orbital e não pode continuar a luta.
Vitória 25-6-2 (1) Líbano Mostapha al-Turk TKO (socos) UFC 99: The Comeback 13/06/2009 1 3:06 Alemanha Colônia, Alemanha
Vitória 24-6-2 (1) Coreia do Sul Choi Hong Man Choi TKO (chute na perna) Dynamite!! 2008 31/12/2008 1 6:32 Japão Saitama, Japão
NC 23-6-2 (1) Países Baixos Overeem Alistair Overeem Sem Resultado (Golpes baixos) DREAM.6 23/09/2008 1 6:09 Japão Saitama, Japão
Vitória 23-6-2 Japão Mizuno Tatsuya Mizuno TKO (socos) Dream.1 15/03/2008 1 0:56 Japão Saitama, Japão
Derrota 22-6-2 França KongoCheick Kongo Decisão (unânime) UFC 75: Champion vs. Champion 08/09/2007 3 5:00 Reino Unido Londres, Reino Unido
Derrota 22-5-2 Brasil Gonzaga Gabriel Gonzaga KO (chute na cabeça) UFC 70: Nations Collide 21/04/2007 1 4:51 Reino Unido Manchester, Reino Unido Para se tornar o desafiante nº 1 ao Cinturão Peso Pesado do UFC.
Vitória 22-4-2 Estados Unidos Sanchez Eddie Sanchez TKO (socos) UFC 67: All or Nothing 03/02/2007 1 4:33 Estados Unidos Las Vegas, EUA
Vitória 21-4-2 Estados Unidos Barnett Josh Barnett Finalização (socos) Pride Final Conflict Absolute 10/09/2006 1 7:32 Japão Saitama, Japão Venceu o Grand Prix Peso Pesado do Pride 2006
Vitória 20-4-2 Brasil Silva Wanderlei Silva KO (chute na cabeça) Pride Final Conflict Absolute 10/09/2006 1 5:22 Japão Saitama, Japão Semifinais do Grand Prix Peso Pesado do Pride 2006
Vitória 19-4-2 Japão Yoshida Hidehiko Yoshida TKO (chutes na perna) Pride Critical Countdown Absolute 01/07/2006 1 7:38 Japão Saitama, Japão Quartas de final do Grand Prix Peso Pesado do PRIDE 2006
Vitória 18-4-2 Japão Minowa Ikuhisa Minowa TKO (socos) Pride Total Elimination Absolute 05/05/2006 1 1:10 Japão Osaka, Japão Primeira rodada do Grand Prix Peso Pesado do Pride 2006
Derrota 17-4-2 Nova Zelândia Hunt Mark Hunt Decisão (dividida) Pride Shockwave 2005 31/12/2005 3 5:00 Japão Saitama, Japão
Vitória 17-3-2 Estados Unidos Barnett Josh Barnett Decisão (unânime) Pride 30: Fully Loaded 23/10/2005 3 5:00 Japão Saitama, Japão
Derrota 16-3-2 Rússia Emelianenko Fedor Emelianenko Decisão (unânime) Pride Final Conflict 2005 28/08/2005 3 5:00 Japão Saitama, Japão Pelo Cinturão Peso Pesado do Pride
Vitória 16-2-2 Rússia Magomedov Ibragim Magomedov TKO (chute no corpo) Pride Critical Countdown 2005 26/06/2005 1 3:53 Japão Saitama, Japão
Vitória 15-2-2 Estados Unidos Coleman Mark Coleman KO (socos) Pride 29: Fists of Fire 20/02/2005 1 3:40 Japão Saitama, Japão
Vitória 14-2-2 Estados Unidos Randleman Kevin Randleman Finalização (guilhotina) Pride Shockwave 2004 31/12/2004 1 0:41 Japão Saitama, Japão
Vitória 13-2-2 Estados Unidos Barnett Josh Barnett Finalização (lesão no ombro) Pride 28: High Octane 31/10/2004 1 0:46 Japão Saitama, Japão
Vitória 12-2-2 Rússia Emelianenko Aleksander Emelianenko KO (chute na cabeça e socos) Pride Final Conflict 2004 15/08/2004 1 2:09 Japão Saitama, Japão
Vitória 11-2-2 Japão Oyama Shungo Oyama TKO (socos) Pride Bushido 4 19/07/2004 1 1:00 Japão Nagoya, Japão
Vitória 10-2-2 Japão Kanehara Hiromitsu Kanehara Decisão (unânime) Pride Bushido 3 23/05/2004 2 5:00 Japão Yokohama, Japão
Derrota 9-2-2 Estados Unidos Randleman Kevin Randleman KO (socos) Pride Total Elimination 2004 05/04/2004 1 1:57 Japão Saitama, Japão Primeira rodada do Grand Prix 2004 dos pesados do Pride
Vitória 9-1-2 Japão Yamamoto Yoshihisa Yamamoto TKO (socos) Pride Bushido 2 15/02/2004 1 2:12 Japão Saitama, Japão
Vitória 8-1-2 Estados Unidos Waterman Ron Waterman TKO (socos e tiros de metas) Pride 27: Inferno 01/02/2004 1 4:37 Japão Osaka, Japão
Derrota 7-1-2 Brasil Nogueira Rodrigo Minotauro Finalização (chave de braço) Pride Final Conflict 2003 09/11/2003 2 1:45 Japão Tóquio, Japão Pelo Cinturão Interino Peso Pesado do Pride.
Vitória 7-0-2 México Caras Dos Caras Jr. KO (chute na cabeça) Pride Bushido 1 05/10/2003 1 0:46 Japão Saitama, Japão
Vitória 6-0-2 Ucrânia Vovchanchyn Igor Vovchanchyn KO (chute na cabeça) Pride Total Elimination 2003 10/08/2003 1 1:29 Japão Saitama, Japão
Vitória 5-0-2 Estados Unidos Herring Heath Herring TKO (chute no corpo e socos) Pride 26: Bad to the Bone 8/06/2003 1 3:17 Japão Yokohama, Japão
Vitória 4-0-2 Japão Fujita Kazuyuki Fujita Decisão (unânime) Inoki Bom-Ba-Ye 2002 31/12/2002 3 5:00 Japão Saitama, Japão
Vitória 3-0-2 Japão Sakuraba Kazushi Sakuraba TKO (interrupção médica) Pride Shockwave 28/08/2002 2 5:00 Japão Tóquio, Japão
Empate 2-0-2 Brasil Silva Wanderlei Silva Empate Pride 20: Armed and Ready 28/04/2002 5 3:00 Japão Yokohama, Japão Regras especiais.
Vitória 2-0-1 Japão Nagata Yuji Nagata TKO (chute na cabeça e socos) Inoki Bom-Ba-Ye 2001 31/12/2001 1 0:21 Japão Saitama, Japão
Empate 1-0-1 Japão Takada Nobuhiko Takada Empate Pride 17: Championship Chaos 03/11/2001 5 3:00 Japão Tóquio, Japão Regras especiais.
Vitória 1-0 Japão Fujita Kazuyuki Fujita TKO (interrupção médica) K-1: Andy Hug Memorial 19/08/2001 1 0:39 Japão Saitama, Japão

Cartel - Regras do K1[editar | editar código-fonte]

Cartel no Kickboxing

Legenda:

  Vitória
  Derrota
  Empate/Sem vencedores
  Notas

Referências

  1. Tatame. Napão espetacular nocauteia Cro Cop no UFC 70. Visitado em 08/10/2010.
  2. Tatame. Cro Cop: “Queria provar que não estou velho”. Visitado em 08/10/2010.
  3. Yahoo. [http://br.esportes.yahoo.com/colunas/minotouroderrotado-e-mir-nocauteia-crocop-no-ufc-119-esportes-730.html Minotouro é derrotado e Mir nocauteia Crocop no UFC Sua ultima aparição no UFC foi contra o americano Brendan Schaub, onde foi novamente nocauteado no final do 3º round, ao que parece está foi sua última luta no UFC. 119]. Visitado em 08/10/2010.
  4. NDonline. Lenda do MMA, Mirko Cro Cop está de volto al UFC após 3 anos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]