Mountbatten-Windsor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Windsor, veja Windsor (desambiguação).
Coroação de Isabel II, com o Príncipe Felipe ao lado, junho de 1953
Brasão do Príncipe Felipe, Duque de Edimburgo

Mountbatten-Windsor é o sobrenome de alguns descendentes da atual soberana do Reino Unido e da Commonwealth, a rainha Isabel II e de seu marido, príncipe Felipe, Duque de Edimburgo.[1] Pela declaração de um conselho privado, em 1960, o sobrenome Mountbatten-Windsor se aplica a todos os descendentes da rainha sem os títulos reais. Indivíduos como títulos reais não usam o sobrenome, mas alguns descendentes de Isabel II e Felipe que tenham ligações com a rainha têm usado Mountbatten-Windsor como sobrenome.[2]

Uso atual[editar | editar código-fonte]

A Monarquia Britânica alega que o sobrenome Mountbatten-Windsor é usado por membros da Família Real que não possuem um sobrenome, quando um sobrenome é necessário. Por exemplo, Os filhos da rainha, Príncipe André e Princesa Anne, utilizam Mountbatten-Windsor em seus registros de casamento de 1986 e 1973, respectivamente. Príncipe William utilizou o sobrenome em um processo na França contra uma revista que publicou fotos de topless de sua esposa.[3]

Na época da declaração do conselho em 1960, representantes do palácio, alegaram em comunicações privadas que fora criado um sobrenome oculto que surgiria várias gerações depois, quando alguns dos descendentes da Rainha Isabel II fossem removidos do trono. No casamento do Príncipe Eduardo com Sophie Rhys-Jones, em 1999, a rainha decidiu que, de comum acordo com o casal, que nenhum de seus futuros filhos deveria ser denominado de Sua Alteza Real. Consequentemente, o nascimento da filha de Eduardo e Sophie, em 2003, marcou o início do uso do sobrenome Mountbatten-Windsor. Sua filha se chama Louise Alice Elizabeth Mary Mountbatten-Windsor, ainda que ela tenha o título de Lady Louise Windsor pelo fato de seu pai ser Conde de Wessex.[4]

Mountbatten-Windsor difere do nome oficial da Família Real Britânica, que permanece sendo a Casa de Windsor. De acordo com a lei e com o costume inglês, o sobrenome Mountbatten-Windsor pertence a todos os descendentes da rainha e seu marido e é usado por eles quando um sobrenome é necessário. Outros descendentes de Jorge V, primeiro monarca da Casa de Windsor, usam Windsor como sobrenome se e quando for necessário.[2]

Depois da mudança de nome da Casa de Saxe-Coburgo-Gota para Windsor, outros descendentes da Rainha Vitória e do Príncipe Albert também podem utilizar Windsor.[1]

Descendentes de Isabel II e Felipe[editar | editar código-fonte]

A árvore genealógica da família é baseada na linha de sucessão do Trono Britânico e seus cônjuges.

Referências

  1. a b Emma Goodey (3 de abril de 2016). «The Royal Family name». The Royal Family (em inglês) 
  2. a b «The Royal Family name». The British Monarchy. Consultado em 6 de junho de 2021 
  3. John Lichfield, ed. (19 de setembro de 2012). «William and Kate win legal battle – but lose war to keep topless photos under wraps». The Independent. Consultado em 6 de junho de 2021 
  4. «Lady Louise heralds return for Mountbattens». The Telegraph. 27 de novembro de 2003. Consultado em 6 de junho de 2021