O Vento nos Salgueiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Wind in the Willows
O Vento nos Salgueiros
O Vento nos Salgueiros (BR)
Autor (es) Kenneth Grahame
Idioma inglês
País Inglaterra
Género Literatura infantojuvenil
Lançamento 1908
Páginas 206
Edição portuguesa
Edição brasileira
Tradução Ivan Angelo
Editora Editora Moderna
Lançamento 1998
ISBN "ISBN 8516021068"

O Vento nos Salgueiros é um clássico da literatura infantil, escrita em 1908 por Kenneth Grahame. A história se foca em quatro personagens antropomorfisados em uma Inglaterra bucólica, e estão presentes valores como misticismo, aventura, moral e camaradagem.

O livro foi escrito em forma de cartas para seu filho e depois de reunidas fizeram a fortuna de Grahame, permitindo que ele se aposentasse do seu emprego de secretário do Banco da Inglaterra. O livro tornou-se conhecido através do famoso roteirista A.A. Milne, que amou o livro e o adaptou para o teatro na peça Toad of Toad Hall.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A história começa na primavera, com o tempo agradável e uma simpática Toupeira se cansa da limpeza em sua toca, saindo para tomar ar. Acaba chegando ao rio, que nunca tinha visto. Lá ela encontra o Rato (que equivaleria ao Rato de Água Arvicola amphibius ou A. terrestris) que passa os dias junto ao rio. O Rato leva a Toupeira para um passeio em seu barco. Os dois se entendem muito bem e passam muitos dias juntos, o Rato ensinando à Toupeira sobre o rio.

Algum tempo depois, no verão, o Rato e a Toupeira visitam o Sapo no Salão do Sapo. Ele é rico, jovial e amigável, mas egoísta e obsessivo por coisas que depois ele abandona. Tendo abandonado o hobby dos Barcos, ele passou a se dedicar às Carroças. Numa viagem de carroça com a Toupeira e com o Rato, um carro passa e assusta o cavalo, e a carroça é destruída. O Sapo então se apaixona pelos Carros.

A Toupeira então quis conhecer o Texugo, que vive no Bosque Selvagem, mas o Rato sabe que ele não aprecia visitas, já que é anti-social. Num dia de inverno a Toupeira entra no bosque, tentando encontrar o Texugo, e lá ela se perde. O Rato sai à sua procura, e a encontra quando já nevava. Por acaso acabam encontrando a casa do Texugo, que os acolhe. Ele fica então sabendo que o Sr. Sapo já batera seis carros e já fora hospitalizado três vezes, e estava gastando sua fortuna com multas. Eles decidem fazer algo pelo Sapo, já que ele era amigo deles. O Texugo tenta conversar com o Sapo, mas sem sucesso, e por isso os três forçam o Sapo em prisão domiciliar, guardado por eles, até que ele mude de idéia. Fingindo estar doente, o Sapo foge e rouba um carro. É preso, sob sentença de vinte anos de reclusão.

O Rato então visita seu velho amigo, a Lontra, e descobre que o filho dele, Portly, desapareceu. O Rato e a Toupeira vão procurá-lo. O Deus Pan então os ajuda a localizar o filhote num dos mais famosos capítulos, The Piper at the Gates of Dawn, que rendeu o nome do álbum do Pink Floyd. Pan remove deles a memória de seu encontro, "a fim de que as lembranças horríveis não permaneçam e cresçam, sombreando a alegria e o prazer".

Na prisão, o Sapo ganha a simpatia da filha do carcereiro que o ajuda a escapar. Para isso o Sapo teve de fantasiar-se de lavadeira. Dribla os policiais que o perseguiam com a ajuda de um maquinista de trem. Ele rouba um cavalo de uma mulher e vende para um viajante cigano. Para um carro, que coincidentemente é o que ele havia roubado antes de ir preso. Mas o dono não o reconhece já que está disfarçado, e dá uma carona. O Sapo pergunta se pode dirigir, o que ocasiona um acidente, e foge, chegando à casa do Rato.

O Sapo descobre pelo Rato que sua casa, O Salão do Sapo, foi tomada por Arminhos, Mustelas e Furões, e o Sapo então se dá conta de quão bons foram seus amigos ao tentarem proteger a casa. Os quatro então conseguem entrar na casa por uma via secreta e conseguem expulsar os invasores. O Sapo se redime de seus erros compensando todos os que ele havia prejudicado, e os quatro amigos passam a viver suas vidas bem felizes.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre O Vento nos Salgueiros
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.