Ode

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outras aceções, veja Ode (desambiguação).

Ode (do grego antigo ᾠδή ōidē) é um tipo de poesia lírica. É um poema elaboradamente estruturado que louva ou glorifica um objeto ou indivíduo, descrevendo a natureza intelectualmente e emocionalmente.

Uma ode clássica é estruturada em três partes maiores - estrofe, antístrofe e epodo -, mas também existem outras formas, como a ode homostrófica e a ode irregular .

Odes gregas eram originalmente poesias realizadas com acompanhamento musical. Com o passar do tempo, elas gradualmente ficaram conhecidas como composições líricas pessoais, independentemente de ser cantadas (com ou sem acompanhamento instrumental) ou meramente recitadas (sempre com acompanhamento). Os primeiros instrumentos usados foram o aulo e a lira, sendo esta última um dos instrumentos mais reverenciados pelos gregos antigos.

Há três formas típicas da ode: a pindárica, a horaciana e a irregular. Odes pindáricas seguem a forma e o estilo de Píndaro; as horacianas seguem as características de Horácio, Alceu de Mitilene e Anacreonte. Odes irregulares usam rima, mas não a forma em três partes do modelo pindárico, nem a forma em duas ou quatro partes do modelo horaciano.

Escritores notáveis[editar | editar código-fonte]

Links externos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.