Oscar Pereira da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oscar Pereira da Silva
Nascimento 29 de agosto de 1865
São Fidélis,  Rio de Janeiro
Morte 17 de janeiro de 1939 (73 anos)
São Paulo,  São Paulo
Nacionalidade brasileiro
Ocupação pintor; professor

Oscar Pereira da Silva (São Fidélis, 29 de agosto de 1865 ou 1867São Paulo, 17 de janeiro de 1939) foi um pintor, desenhista, decorador e professor brasileiro da passagem do século XIX para o século XX.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Desde menino revelou gosto pelo desenho e pela pintura. Assim, em 1882 matriculou-se na Academia Imperial de Belas Artes onde teve como contemporâneos Eliseu Visconti, Eduardo Sá e João Batista da Costa.

Foram seus professores Zeferino da Costa, Vitor Meireles, Chaves Pinheiro e José Maria de Medeiros. Em relação ao primeiro, auxiliou-o, juntamente com Castagneto, na decoração da Igreja da Candelária.

Aclamação de Amador Bueno, 1909.

Em 1887, terminados os estudos na Academia, obteve o cobiçado prêmio de viagem à Europa, o último concedido na época do Império.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

  • 1896 - Executa a decoração do Teatro Municipal com três murais: O Teatro na Grécia Antiga, A Dança e, A Música, além de painéis para as Igrejas de Santa Cecília e da Consolação.
  • s.d. - Professor no Liceu de Artes e Ofícios em São Paulo.
  • 1887 - Recebe prêmio viagem ao exterior e vai estudar na Europa. Fixa-se em Paris.
  • 1897 - Funda o Núcleo Artístico, que da origem à Escola de Belas Artes de São Paulo, onde vem a lecionar.
  • 1925 - Como pensionista do Governo do Estado viaja para a Europa.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Oscar Pereira da Silva

Ligações externas[editar | editar código-fonte]