Paulo Bornhausen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Paulo Bornhausen
Paulo Bornhausen em 2010
Deputado federal de  Santa Catarina
Período De 1 de fevereiro de 1995
até 31 de janeiro de 1999
De1 de fevereiro de 2007
até 31 de janeiro de 2015
(2 mandatos consecutivos)
Deputado estadual de  Santa Catarina
Período 1 de fevereiro de 1999
até 31 de janeiro de 2003
Dados pessoais
Nascimento 19 de setembro de 1963 (57 anos)
Blumenau, SC
Nacionalidade brasileira
Progenitores Mãe: Eudea Barreto Bornhausen
Pai: Jorge Bornhausen
Partido PFL (1985-2007)
DEM (2007-2011)
PSD (2011-2013)
PSB (2013-2018)
Sem partido (2018-presente)

Paulo Roberto Barreto Bornhausen (Blumenau, 19 de setembro de 1963) é um advogado e político brasileiro.

Filho de Jorge Bornhausen e Eudea Barreto Bornhausen.[1]

Foi deputado estadual por um mandato na 14ª legislatura (1999 — 2003), e deputado federal por três mandatos, na 50ª legislatura (1995 — 1999), na 53ª legislatura (2007 — 2011) e na 54ª legislatura (2011 — 2015).

Comandou até 2014 a Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, a frente da pasta foi idealizador e principal responsável pela implantação da fábrica da BMW no estado de Santa Catarina, e liderou a criação do Programa Catarinense de Inovação e dos 13 Centros de Inovação espalhados pelo estado.

Presidiu a Comissão Parlamentar Conjunta do Mercosul no Congresso Nacional de 1995 a 1997.

Presidiu a Comissão Especial da Lei Geral das Telecomunicaoes 1997.

Autor da Lei 9.608 de 1998 que regulamentou o Servico Voluntario no pais.

Criou e liderou o movimento Xô CPMF (2007) junto a sociedade e ao Congresso Nacional, que culminou com a retirada definitiva desse tributo do dia a dia do contribuinte.

Preside atualmente o Conselho Consultivo do Projeto InovAmfri, responsável pela visão e planejamento do desenvolvimento regional sustentável da Região da Foz do Itajaí/SC 2015 ate o momento.

Conselheiro do CONIC e do CONJUR junto a FIESP (Federação das Industrias de Sao Paulo) 2015 ate o momento.

Conselheiro do COPS junto a ACSP (Associação Comercial de Sao Paulo) 2015 ate o momento.

Já foi filiado ao extinto PFL hoje [[DEM], ao PSD e ao PSB. Hoje encontra-se sem partido.

Formado em direito pela Universidade Federal de Santa Catarina, Paulo Bornhausen é filho do ex-governador de Santa Catarina Jorge Bornhausen e neto do também político e ex-governador catarinense Irineu Bornhausen.

Referências

  1. Memórias de um Parlamento. Honrarias Concedidas pela Câmara Municipal de Florianópolis. Florianópolis, 2002. Página 121.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.