Power ballad

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Power Ballads
Origens estilísticas
Contexto cultural Décadas de 1980 e 1990 nos Estados Unidos
Instrumentos típicos Guitarra elétrica, piano, vocais, bateria, contrabaixo, violão, sintetizadores
Popularidade Década de 1980

Power ballad é um tipo de música normalmente caracterizado por ter um ritmo lento, com presença comum de vocais agudos, guitarras elétricas e/ou acústicas e menos ênfase na percussão e baixo. Foi muito comum e popular durante a década de 80. Algumas partes da música podem incluir uma forte percussão e baixo para aumento do efeito emocional, e mais tarde a volta de uma guitarra elétrica, para o climax da música. Estão geralmente presentes em álbuns de bandas de rock, pop rock, hard rock e heavy metal.

Características[editar | editar código-fonte]

As power ballads de hard rock, glam metal e heavy metal geralmente usam solos de shred complexos que também são normalmente usadas no heavy metal, eles também incluem o uso extensivo de harmonias[1], no pop e no soft rock os temas líricos apresentam diferentes formas, geralmente para repesentar um amor por uma mulher em específico. No geral, são músicas fortes e emocionais.

Popularidade[editar | editar código-fonte]

As power ballads se iniciaram nos anos 70 e até o fim dos anos 90, se popularizou nos anos 80. As power ballads geralmente foram usadas por artistas ou bandas de glam metal, rock e pop na década de 1980. O gênero começou a perder a popularidade nos anos 90.

Exemplos de power ballads[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «Glam metal». Wikipédia, a enciclopédia livre. 24 de dezembro de 2017