Prêmio Carmem Dolores Barbosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Prêmio Carmem Dolores Barbosa
Descrição Prémio literário
País  Brasil
Primeira cerimónia 1954
Última cerimónia 1961

O Prêmio Carmen Dolores Barbosa foi um prêmio literário brasileiro, cujo nome faz referência a uma socialite paulistana.

Nome[editar | editar código-fonte]

O prêmio levava o nome de uma senhora da alta sociedade paulistana que anos antes já havia patrocinado um Salão de Artes, que também levava seu nome e que tinha Oswald de Andrade entre os julgadores. Clarice Lispector, ao se referir à Carmen Dolores Barbosa durante uma entrevista, afirmou não conhecer a razão do envolvimento de tal senhora com tantos escritores.

Prêmio[editar | editar código-fonte]

O prêmio buscava encorajar aquilo que definia como "obra de criação"[1], e oferecia Cr$ 25.000,00 (vinte e cinco mil cruzeiros)[1][2] ao melhor trabalho literário do ano, segundo seleção de um juri[1] A premiação acontecia na cidade de São Paulo, à rua General Jardim (mais precisamente no no. 51, 3o andar). Consta que a escritora Clarice Lispector declarou ter recebido como prêmio apenas 20 cruzeiros, das mãos do então presidente Jânio Quadros.

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Jane Clapp. International Dictionary of Literary Awards. Scarecrow Press. New York:1963. p. 47
  • Catálogo da exposição Clarice Lispector - A Hora da Estrela, realizada em São Paulo, de 24 de abril a 2 de setembro de 2007, no Museu da Língua Portuguesa
  • Coleção Depoimentos, Iª Série, nº 7, Fundação Museu da Imagem e do Som

Referências

  1. a b c d «:::[ BIBLIOTECA NACIONAL - Hemeroteca Digital Brasileira]:::». Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  2. a b «089842_06 - DocReader LIGHT». memoria.bn.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  3. «Orígenes Lessa». Wikipédia, a enciclopédia livre 
  4. JOZEF, Bella. "Carta do Brasil / Orígenes Lessa ad imortalitatem" / Bella Jozef. In: Revista Colóquio/Letras. Cartas, n.º 94, Nov. 1986, p. 105-108.
  5. «João Guimarães Rosa». www.funag.gov.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  6. Rosa, Vilma Guimarães (2014-07-10). Relembramentos: João Guimarães Rosa, meu pai. [S.l.]: Nova Fronteira. ISBN 9788520939321  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  7. «Jorge Amado | Academia Brasileira de Letras». Academia Brasileira de Letras. Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  8. «Cassiano Ricardo : A modernidade lírica da poesia». Letras e Livros. Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  9. «Cassiano Ricardo - Dexistência». Issuu. Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  10. «Vida em Poesia». www.vidaempoesia.com.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  11. Lispector, Clarice (1988-01-01). A paixão segundo G.H. [S.l.]: Editorial CSIC - CSIC Press. ISBN 9788570280084  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  12. «Clarice Lispector - Instituto Moreira Salles». claricelispectorims.com.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2016.