Progress (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Progress
Álbum de estúdio de Take That
Lançamento 15 de novembro de 2010 (2010-11-15)
Gravação Setembro de 2009 – Agosto de 2010
Gênero(s) Pop, electropop, pop rock
Duração 47:16
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD, Download digital
Gravadora(s) Polydor
Produção Stuart Price
Cronologia de Take That
Último
Último
The Greatest Day
(2009)
Progressed
(2011)
Próximo
Próximo
Singles de Progress
  1. "The Flood"
    Lançamento: 7 de novembro de 2010
  2. "Kidz"
    Lançamento: 20 de fevereiro de 2011
  3. "Happy Now"
    Lançamento: 18 de março de 2011

Progress é o sexto álbum de estúdio da banda britânica Take That. É o primeiro álbum da banda a apresentar Robbie Williams desde 1995. O álbum foi lançado no Reino Unido em 15 de novembro de 2010. O álbum recebeu críticas positivas, com a maioria dos críticos elogiando a influência da música eletrônica e sintetizadores. Ele estreou no número um na UK Albums Chart, tornando-se o álbum mais vendido do século e do álbum mais vendido segundo de todos os tempos. Progress também se tornou o álbum mais vendido de 2010 com a venda de mais de um milhão de cópias em 24 dias. Em junho de 2011, o álbum vendeu 2,8 milhões de cópias no Reino Unido. O álbum também se tornou um sucesso comercial na Europa Continental, onde se traçou no top dez dos doze países. Progress tem sido disco de platina duas vezes pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI) para as transferências de dois milhões de cópias dentro da Europa. Em 10 de Junho de 2011, o álbum foi lançado junto com o EP Progressed, que apresenta oito faixas inéditas.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 15 de julho de 2010, foi anunciado que Robbie Williams estaria retornando para a banda. Uma declaração conjunta entre a Williams e o grupo disse: "Os rumores são verdadeiros... Robbie está de volta... e para comemorar, nós temos escrito e gravado um novo álbum, previsto para lançamento ainda este ano." Na mesma data, os jornais nacionais impressos a manchete: "Após meses de especulação, foi confirmado que Robbie Williams está a fazer um retorno ao Take That. Gary, Howard, Jason, Mark e Robbie foram gravar um novo álbum de estúdio como... um quinteto, o que é previsto para lançamento em novembro"[1] Trabalho sobre o álbum começou em setembro de 2009, após a data final de "Take That Presents: The Circus Live Tour". Pouco depois, foi confirmado que, "todos os cinco membros da banda se conheceram, para começar a escrever as seis canções que estabelecem as bases para o álbum". O álbum marca 20 anos da banda na indústria da música, bem como quinze anos desde o lançamento do álbum Nobody Else, o último material a banda gravou como um quinteto. A capa do álbum foi fotografada por Nadav Kander, que já havia fotografado Barack Obama.[2] Ele imita a imagem do macaco-a-homem icônico, e foi recebido positivamente pela crítica.

Sobre o lançamento[editar | editar código-fonte]

O álbum foi originalmente previsto para lançamento em 22 de novembro de 2010,[3] No entanto, a data de lançamento foi marcado para 15 de Novembro de 2010. Barlow afirmou que a decisão foi tomada depois de "maciças pré-encomendas para o álbum" e depois de "analisar airplay e dados de ordem", revelando que "Nós também nunca vimos um dos nossos singles sendo tocado tanto." O porta-voz do Take That afirmou que a mudança para lançamento também foi devido a "grande resposta para a sua conferência de imprensa", onde anunciou as datas da turnê.[4]

Singles[editar | editar código-fonte]

  • "The Flood" foi lançado como single do álbum em 7 de novembro de 2010.
  • "Kidz" foi lançado como segundo single do álbum, em 20 de fevereiro de 2011.
  • "Happy Now" foi lançado como o terceiro single do álbum em 18 de março de 2011.
  • "Love Love" foi lançado como quarto single do álbum e do primeiro single do disco duplo Progressed.
  • "When We Were Young" foi lançado como quinto single do álbum e o segundo single do disco duplo Progressed.

Recepção comercial[editar | editar código-fonte]

Antes do lançamento do álbum que se tornou o álbum mais pré-vendido do ano.[5] No primeiro dia do lançamento o álbum vendeu mais de 235.000 cópias no Reino Unido, tornando-o o recorde de venda mais rápida do século.[6] Em 21 de novembro de 2010, Progress estreou no número um no UK Albums Chart, tornando-se o sexto álbum número um da banda. Até o final de sua primeira semana à venda o álbum vendeu cerca de 520.000 cópias, o que tornou o álbum mais vendido segundo de todos os tempos na história da parada musical no Reino Unido. Em sua segunda semana, o álbum vendeu mais 208.000 cópias de retenção do ponto número um, e em sua terceira semana vendeu mais de 174.000 cópias restantes no número um. Na semana seguinte, o Take That vendeu mais de 200 mil cópias de Progress mantendo o primeiro lugar para uma quarta semana. Em 8 de Dezembro de 2010, o álbum alcançou 1,009 milhões de cópias, levando 23 dias para chegar apenas quatro à mais do que os 19 dias, que levou The Circus para alcançar um milhão de cópias em 2008. Progress tornou-se o primeiro álbum em 2010, a romper um milhão de vendas no Reino Unido. Em sua quinta semana o álbum vendeu mais de 330.000 cópias para ficar no topo da parada de álbuns britânica e tornar o terceiro álbum número um de Natal do Take That, tendo vendido mais de 1,4 milhões de cópias em menos de 5 semanas.[7] O álbum manteve o número 1 local para uma sexta semana consecutiva vendendo mais de 433.000 cópias, elevando o total de vendas de 1,87 milhões de cópias e se tornando o primeiro número 1 no Reino Unido álbum de 2011. O álbum caiu para número dois após uma semana de seis executado em número um, mas era vendido 350.000 cópias para trazer o total de vendas para 2,22 milhões. Em abril de 2011, o álbum finalmente chegou à marca de 2.000.000 de cópias vendidas, que levou 139 dias para fazê-lo.[8] É o quarto álbum da banda a vender mais de 2 milhões de cópias, na sequência de Beautiful World, The Circus e Never Forget - The Ultimate Collection. Isso faz com que a banda seja a única a ter quatro milhões de álbuns vendidos no século 21. Em junho de 2011, Progress tinha vendido 2,8 milhões de cópias no Reino Unido. O álbum também estreou no número um na parada de álbuns da Irlanda em 19 de novembro de 2010, tornando o sexto álbum número um da banda na Irlanda e no número um na Escócia. Na Europa o álbum alcançou o sucesso com ele indo para o número um na Grécia, Alemanha, Dinamarca (chegando a platina, vendendo 30.000 cópias em sua primeira semana) e na parada musical européia European Top 100 Albums. Ele também estreou dentro do top 10 das paradas na Áustria, Itália, Holanda, Suécia e Suíça.

Promoção do álbum[editar | editar código-fonte]

A banda convocou uma entrevista coletiva às 10h em 26 de Outubro de 2010, em Londres, onde anunciou o Progress Live, turnê para 2011, começando em Sunderland, no Stadium of Light em 27 de maio e terminando com um recorde de oito noites no Estádio de Wembley, antes de tocar 7 datas em toda a Europa.[9] A banda anunciou no início de dezembro quatro datas extras para a turnê.

Em 13 de novembro de 2010, a ITV exibiu Take That: Look Back, Don't Stare, que incidiu sobre a banda reunida, através de imagens de estúdio, bem como entrevistas francas. Um lançamento em DVD e Blu-ray, Look Back, Don't Stare. A Film About Progress, foi lançado em seguida em 6 de dezembro.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as canções escritas e compostas por Gary Barlow, Howard Donald, Jason Orange, Mark Owen e Robbie Williams

Edição standard
N.º Título Vocais principais Duração
1. "The Flood"   Robbie Williams, Gary Barlow 4:49
2. "SOS"   Mark Owen, Robbie Williams 3:44
3. "Wait"   Robbie Williams, Gary Barlow, Howard Donald 4:15
4. "Kidz"   Mark Owen, Gary Barlow 4:42
5. "Pretty Things"   Robbie Williams, Gary Barlow 4:03
6. "Happy Now"   Gary Barlow, Robbie Williams 4:03
7. "Underground Machine"   Robbie Williams 4:15
8. "What Do You Want from Me?"   Mark Owen 4:37
9. "Affirmation"   Howard Donald 3:54
10. "Eight Letters A"   Gary Barlow 4:41
11. "Flowerbed" (faixa escondida) Jason Orange 3:48
Duração total:
47:16

A "Eight Letters" tem samples da música "Vienna" interpretada por Ultravox e escrito por Midge Ure, Chris Cross, Warren Cann e Billy Currie.

Desempenho nas paradas e certificações[editar | editar código-fonte]

Histórico de lançamentos[editar | editar código-fonte]

Região Data Selo Formato Nº de Catálogo
Irlanda 15 de novembro de 2010 Polydor Records CD, digital download
(edição standard e deluxe)
275592-7
Reino Unido
Alemanha 19 de novembro de 2010 CD, digital download 274478-1
Austrália Universal International 274847-4
Japão 24 de novembro de 2010 UICP1121
Canadá 30 de novembro de 2010 Polydor Records 0252748474
Brasil 7 de dezembro de 2010 Universal International 2748474
Reino Unido 13 de dezembro de 2010 Polydor Records CD, DVD
(edição box set)
275742-5
13 de junho de 2011 CD – Progressed 277495-1

Referências

  1. The Rumours Are True takethat.com. Visitado em 18 de fevereiro de 2012.
  2. Take That strip off for Progress cover The Belfast Telegraph (19 de outubro de 2010). Visitado em 18 de fevereiro de 2012.
  3. Selby, Jenn. A newly renunited Take That have revealed their album title and release date Glamour (Condé Nast). Visitado em 18 de fevereiro de 2012.
  4. Take That go against Gravity in chart war The Sun. Visitado em 18 de fevereiro de 2012.
  5. Take That’s "Progress" Biggest Pre-Ordered Album Of The Year M Is For Music (15 de novembro de 2010). Visitado em 5 de março de 2012.
  6. Love, Ryan (16 de novembro de 2010). Take That LP posts huge sales Digital Spy.
  7. Helen Pidd e John Plunkett (19 de dezembro de 2010). No collision as X Factor winner takes Christmas no 1 spot The Guardian. Visitado em 5 de março de 2012.
  8. Robert, Copsey (11 de abril de 2011). Take That's 'Progress' sells two million Digital Spy. Visitado em 5 de março de 2012.
  9. Progress Live 2011 takethat.com (setembro de 2011). Visitado em 5 de março de 2012.
  10. Album 2010 Top-100 (em dinamarquês) 'Danish Albums Chart' Nielsen Music Control (2010). Cópia arquivada em 29/1/2010.
  11. Jaaroverzichten - Albums 2010 (em holandês) dutchcharts.nl.
  12. Best of 2010: Top 20 Albums IRMA.
  13. Foi mostrado em 26 de dezembro de 2010 na BBC Radio 1, revelando o The Official Chart of the Year 2010 na Escócia.
  14. Schweizer Jahreshitparade 2010 (em alemão) hitparade.ch.
  15. Foi mostrado em 26 de dezembro de 2010 na BBC Radio 1, revelando o The Official Chart of the Year 2010 no Reino Unido.
  16. a b Album-Top 100 Hitlisten.NU. IFPI Dinamarca. Visitado em 23/1/2012. Cópia arquivada em 23/1/2012.
  17. http://www.mtv.de/charts/Album_Jahrescharts_2011
  18. Classifiche annuali Fimi-GfK: Vasco Rossi con "Vivere o Niente" e' stato l'album più venduto nel 2011.
  19. Schweizer Jahreshitparade 2011 (em alemão) hitparade.ch.
  20. The Top 20 biggest selling albums of 2011 revealed! The Official Charts (2012-01-02).
  21. http://www.ifpi.at/?section=goldplatin Aperte Take That no campo Interpret. Aperte Progress no campo Titel. Selecione album no campo Format. Clique Suchen.
  22. http://www.hitlisterne.dk/default.asp?w=10&y=2011&list=a40
  23. http://www.ifpi.org/content/section_news/plat2010.html
  24. http://www.musikindustrie.de/gold_platin_datenbank/?action=suche&strTitel=Progress&strInterpret=Take+That&strTtArt=alben&strAwards=checked
  25. http://www.irishcharts.ie/awards/multi_platinum10.htm
  26. http://www.fimi.it/temp/cert_Gfk_week0212.pdf (em italiano)
  27. http://www.swisscharts.com/search_certifications.asp?search=Take+That+Progress
  28. http://www.bpi.co.uk/certifiedawards/search.aspx (barra de busca) BPI.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]