Quintino Sella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Quintino Sella
Quintino Sella
Nascimento Quintino Sella
7 de julho de 1827
Mosso
Morte 14 de março de 1884 (56 anos)
Biella
Cidadania Reino de Itália
Irmão(s) Giuseppe Sella
Alma mater
Ocupação matemático, político, cristalógrafo, montanhista
Empregador Universidade de Turim
Quintino Sella

Quintino Sella (Mosso, Reino de Sardenha, 7 de julho de 1827 - Biella, 14 de março de 1884. Ministro da finanças na época de Urbano Rattazzi, Alfonso La Marmora e Giovanni Lanza, também foi um grande alpinista que fez a primeira ascensão do Monte Viso em 1863 e foi o fundador do Clube alpino italiano e ocupou o posto de presidente da Accademia Nazionale dei Lincei.

Formação[editar | editar código-fonte]

Formou-se na École nationale supérieure des mines de Paris como engenheiro civil e 1851 e consagra a sua pesquisa essencialmente à cristalografia. De volta à Itália ensina no Instituto Politécnico de Turim e em 1861 publica Sui principi geometrici del disegno e specialmente dell'axonometria (axonometria) que dá à representação sistémica, objetos por projeção isométrica.

Quando classificava e organizava uma coleção de minerais provenientes das minas do Reino de Sardenha, inventa um sistema para selecionar os minerais cobre e magnetita por separação eletromagnética.

Alpinismo[editar | editar código-fonte]

Apaixonado pelo alpinismo faz parte da primeira expedição a atingir o Monte Viso com 3 841 m em 1863. Fundador do Clube alpino italiano tem como reconhecimento vários refúgios de montanha com o seu nome como :

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Pier Luigi Bassignana, Quintino Sella - Tecnico, politico, sportivo, ed. Capricorno, 2002. ISBN 88-7707-056-0
  • Diego Maestri, Storia dei metodi di rappresentazione architettonica, Iad Roma, 2006.

Referências