Rádio Cultura (Araraquara)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo.
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rádio Cultura (Araraquara)
Rádio Cultura Araraquara Ltda.
País  Brasil
Frequência(s) 790 kHz AM
3365 kHz (90m) (OT)
97.3 MHz FM
Sede Avenida Bento de Abreu, 889 - Araraquara, SP
Slogan A Rádio da Cidade
Fundação 5 de agosto de 1932 (84 anos)
Fundador José Araujo Quirino dos Santos e Alcides Alves Ferreira
Pertence a Sistema Integrado de Comunicação Roberto Montoro
Género AM: Jornalismo, Entretenimento, Esportes, Música Nacional, Internacional e Sertaneja e Religioso.
FM - Popular, Música, Sertanejo.
Afiliações Rede Estadão
Idioma Português
Prefixo ZYK 546 (AM)
ZYG 855 (OT)
ZYD 805 (FM)
Prefixo(s) anterior(es) PRD 4 - 1370 kHz (0,5 kW)
Cobertura 75 Km (Alcance médio) - (FM)
Potência 2kW - (AM)
1kW - (OT)
3.6kW - (FM)
RDS Sim
Página oficial www.radiocultura.net

A Rádio Cultura é uma estação de rádio brasileira com sede em Araraquara, SP. Pertence ao Sistema Integrado de Comunicação Roberto Montoro.

História[editar | editar código-fonte]

No ano de 1932, uma dupla de amigos mudou a história de Araraquara ao fundar uma "Emissora de Rádio". Entusiastas da radioeletrônica formaram uma sociedade. O que de início era apenas um "hobby", passou a ser a conceituadíssima Rádio Cultura de Araraquara, uma das primeiras emissoras de rádio do Brasil.

O primeiro equipamento de transmissão foi montado no prédio da Rua São Bento, 1128 e iniciou sua transmissão experimental em 16 de maio de 1932.

Operando em Ondas Médias (AM) na frequência de 1370 kHz , recebeu na época o prefixo de PRD 4, com o qual atuou até o início da década de 1960. Foi a primeira emissora de Rádio do país a lançar um programa com a doutrina espírita e com apresentação de Cairbar Schutel. Foi pioneira em várias realizações radiofônicas e sua cobertura era fantástica, ainda mais porque o espectro não contava com outras emissoras ou a interferência elétrica, gerada por eletrodomésticos e instalações elétricas. Mesmo operando só em AM, recebia cartas de Recife, Salvador e de um grande número de cidades brasileiras distantes de Araraquara.

Em 1936 a Rádio Cultura Araraquara foi autorizada a operar com 500 watts (0.5kW) de potência e suas instalações ocupavam um prédio localizado na Avenida Feijó, entre as ruas Gonçalves Dias e 9 de Julho. Na década de 1950 passou a operar também em Ondas Tropicais (OT) na frequência de 4915 kHz , na faixa de 62 metros. Nesta mesma época, a Rádio Cultura Araraquara lançou o seu "Rádio Teatro PRD 4". No início da década de 1960 a equipe de Rádio Teatro conseguiu o primeiro lugar, entre mais de 25 equipes concorrentes, em um concurso promovido em São Paulo pela ex Rede Tupi de Televisão.

A onda tropical da rádio, atualmente transmite em 3365 kHz (quilohertz), na faixa de 90 metros com potência de 1 000 watts (1kW).[1]

A Rádio Cultura, sempre seguindo a trilha de ser pioneira, inaugurava suas transmissões com som estereofônico, através de sua emissora de Frequência Modulada (FM), que, operando na frequência de 97.3 mega-hertz, recebeu o prefixo ZYD 805. Mas esta transmissão em Frequência Modulada, já existia também pioneira desde 1949, quando o sinal era utilizado para enviar o sinal dos estúdios até os transmissores de AM, e posteriormente gerar programação própria. Nessa ocasião, a Rádio Cultura Araraquara foi a primeira emissora do interior do estado de São Paulo, sempre primando pela máxima qualidade técnica e artística, a Rádio Cultura Araraquara se lançou na estereofonia utilizando equipamentos importados super sofisticados, linguagem jovem, dinâmica e inteligente. Com isso, conquistou ouvintes das mais variadas faixas etárias e classes sociais.

Em 1983, a emissora de AM passou a operar em nova frequência, 790 kHz , menos congestionada, e dando aos ouvintes a condição de receber um som de muito mais qualidade e livre de interferências, com potência de 5 000 watts (5 kW) classe B. Atualmente opera com 2 000 watts (2 kW)

Em 2000, com o aumento de potência para 10 000 watts (10 kW) classe A4 , a Cultura FM passou a cobrir toda a Região Central do Estado de São Paulo. Atualmente opera com 3 600 watts (3.6 kW)

Em 2001, a Rádio Cultura Araraquara, uma das mais tradicionais emissoras de rádio do país, reestruturou-se empresarialmente. Integrando às novas perspectivas de crescimento e solidificação do desenvolvimento regional.

Equipe Esportiva[editar | editar código-fonte]

Os campeões da bola
  • Cobre todos os jogos da Ferroviária no futebol, além de acompanhar o esporte araraquarense.[carece de fontes?]

Narradores[editar | editar código-fonte]

  • José Roberto Fernandes

Comentaristas[editar | editar código-fonte]

  • Zequinha Belizário
  • Carlos Segura

Repórteres[editar | editar código-fonte]

  • Marcos Chiochini
  • Zequinha Belizário

Central Wagner José Bellini (Plantão Esportivo)[editar | editar código-fonte]

  • Vaguinho Fiorini

Operação Técnica[editar | editar código-fonte]

  • Adriano Ferreira
  • Jéferson de Oliveira
  • Douglas Carmelengo

Coordenação[editar | editar código-fonte]

  • José Roberto Fernandes

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.