Raimundo Gomes da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gomes da Silva
Replace this image male.png
Gomes da Silva
Deputado estadual  Ceará
Período 1951-1975
Deputado federal  Ceará
Período 1975-1986
Dados pessoais
Nascimento 31 de agosto de 1920
Uruburetama, CE
Morte 18 de novembro de 2008 (88 anos)
Uruburetama, CE
Alma mater Universidade Federal do Ceará
Cônjuge Ieda Gomes da Silva
Partido PSD, ARENA, PDS, PFL
Profissão advogado, agropecuarista, servidor público

Raimundo Gomes da Silva (Uruburetama, CE, 31 de agosto de 1920Uruburetama, CE, 18 de novembro de 2008) é um advogado, agropecuarista, servidor público e político brasileiro que foi deputado federal pelo Ceará.[1]

Dados biográficos[editar | editar código-fonte]

Filho de Joaquim da Mota Silva e Joana Gomes da Silva. Advogado graduado em 1947 pela Universidade Federal do Ceará, foi agropecuarista e servidor público, integrou o Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará. Filiado ao PSD, foi eleito deputado estadual em 1950, 1954, 1958 e 1962. Por causa da imposição do bipartidarismo[2] pelo Regime Militar de 1964 migrou para a ARENA e obteve novos mandatos em 1966 e 1970. Nesse período foi presidente da Assembleia Legislativa do Ceará por duas vezes e líder do governo César Cals.

Eleito deputado federal em 1974 e 1978, ficou na suplência pelo PDS em 1982, todavia exerceu o mandato durante quase toda a legislatura: primeiro quando o governador Gonzaga Mota nomeou César Cals Neto prefeito de Fortaleza em 1983 e depois com a posse de Paulo Lustosa no Ministério da Desburocratização a convite do presidente José Sarney.[1] Durante o seu mandato faltou à votação da Emenda Dante de Oliveira em 1984 e escolheu Paulo Maluf no Colégio Eleitoral em 1985,[3] fatos que não impediram sua mudança para o PFL. Seu último cargo público foi o de assessor do Ministério de Minas e Energia no último ano da gestão Aureliano Chaves.[1]

Referências