Raiz Coral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox warning pn.svg
Este artigo foi proposto para eliminação por consenso.

Você é encorajado a melhorar o artigo, mas não remova este aviso, o que seria considerado vandalismo, além de não afetar o processo.

Dê a sua opinião e caso ela seja transformada numa votação após uma semana, vote (se tiver direito ao voto) na discussão.

Se aprovada, a eliminação ocorrerá a partir de 17 de agosto.


Usuário: se esta página possui arquivos de mídia que não são utilizáveis em outras páginas, adicione uma nota em WP:PER, para que um administrador lusófono do Wikimedia Commons verifique se ela se encontra no escopo do projeto.

Raiz Coral
Informação geral
Origem São Paulo, São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Black music, R&B, música cristã contemporânea[1]
Período em atividade 2000-2015
Gravadora(s) Independente (2000-2011)
Mess Entretenimento (2012-2015)
Afiliação(ões) Apascentar de Louvor, Apocalipse 16, Leonardo Gonçalves
Influência(s) Kirk Franklin, Hezekiah Walker Choir, Take 6
Ex-integrantes Sergio Saas
Daniel Carvalho (Scooby)
Ton Carfi
Karina Karfi
Paloma Possi
Renato Max
Mari Rocha
Rodolpho Custódio
Sarah Alves
Dispô Santos
Mary Marques
Rodrigo Magalhães
Vivian Dorazzio
Vanessa Tito
Jussara de Carvalho
Juliana de Paula

Raiz Coral foi um grupo vocal de música cristã contemporânea brasileira, focado em gêneros como a black music e R&B.[2] O grupo foi fundado em março de 2000 por Sergio Saas e Scooby e passou por várias formações e parcerias com outros artistas e bandas. O primeiro disco, Pra Louvar, foi lançado em 2004 e recebeu destaque imediato entre o público evangélico. Com o passar dos anos, o grupo sofreu várias mudanças internas e teve sua estabilidade prejudicada.

Durante a carreira, o Raiz Coral gravou vocais para vários outros artistas e bandas do cenário evangélico. Participaram dos discos D'Alma (2005), do Apocalipse 16, de vários discos do Toque no Altar, como Toque no Altar e Restituição (2006), Olha pra Mim (2006) e Deus de Promessas Ao Vivo (2007) e do álbum Filho de Leão (2007), do Voz da Verdade.

O primeiro disco ao vivo do grupo, Vencedor, foi o último título gravado pelo conjunto. Após ele, Sergio Saas seguiu carreira solo e Scooby conduziu projetos com outros músicos do cenário evangélico, especialmente Davi Sacer. Em 2015 a Mess Entretenimento lançou a coletânea As Melhores Canções do Raiz Coral, encerrando a discografia da banda.

História[editar | editar código-fonte]

Em março de 2000, Sergio Saas e Daniel Carvalho (Scooby), amigos de infância se juntaram para formar um coral afro-brasileiro que constituiria numa banda. Duas semanas depois, 40 pessoas divididas em três naipes - contraltos, tenores e sopranos; estavam frequentando os ensaios do coral que mais tarde passou a denominar-se de "Raiz Coral".[1]

O Raiz Coral, da região do Capão Redondo, zona sul de São Paulo, foi formado por jovens e adolescentes. Em 2004, o grupo lançou o primeiro disco, Pra Louvar. A música "Jesus Meu Guia É", com participação de Leonardo Gonçalves, se tornou um dos principais sucessos da banda.[3] Com este álbum, o conjunto conheceu Kirk Franklin e acompanharam o músico em um show no Credicard Hall.

Nesta época, a banda gravou várias vezes com a banda Toque no Altar. Em 2005, gravaram o DVD Toque no Altar e Restituição e em 2006, a parceria foi repetida no álbum Olha pra Mim (2006).[4] Neste mesmo ano foi lançado o projeto Ministério de Louvor Raiz Coral.

Com o passar dos anos, a banda sofreu algumas mudanças. Sergio Saas sai do grupo e depois retorna e,[5] mais tarde, Scooby deixaria a banda e se tornaria vocalista do Toque no Altar no álbum É Impossível, mas Deus Pode (2007).[6]

Em 2010, o grupo gravou o último disco inédito, chamado Vencedor. A gravação de sua versão ao vivo, o CD/DVD Vencedor, aconteceu no dia 27 de agosto de 2011, ao vivo na igreja Bola de Neve.[7]

Após o fim do grupo, a gravadora Mess Entretenimento lançou a coletânea As Melhores Canções do Raiz Coral em 2015.[8]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 2004: Pra Louvar
  • 2006: Ministério de Louvor Raiz Coral
  • 2010: Vencedor
  • 2012: Vencedor ao Vivo
  • 2015: As Melhores Canções do Raiz Coral

Referências

  1. a b «A raiz da black music gospel». Enfoque Gospel. Agosto de 2005. Arquivado desde o original em 12 de novembro de 2005. Consultado em 29 de julho de 2016. 
  2. Tavares, Elvis (10 de julho de 2007). «A black gospel music nacional». Efrata Music. Consultado em 29 de junho de 2016. 
  3. «100 melhores álbuns dos anos 2000». Super Gospel. Consultado em 29 de junho de 2016. 
  4. «CD Olha pra Mim (Apascentar) - Análise». Super Gospel. Consultado em 7 de janeiro de 2015. 
  5. «Entrevista: Sérgio Saas». Super Gospel. 29 de novembro de 2005. Consultado em 29 de junho de 2016. 
  6. «Scooby (ex-Raiz Coral) entra para o ministério Toque no Altar». Super Gospel. Consultado em 29 de junho de 2016. 
  7. Ramos, Rafael. «Sergio Saas e Raiz Coral lançam DVD em grande estilo». Gospel no Divã. Consultado em 29 de junho de 2016. 
  8. «As Melhores Canções do Raiz Coral de Raiz Coral». iTunes. Consultado em 29 de junho de 2016. 
Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.