Voz da Verdade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde junho de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Voz da Verdade
Informação geral
Origem Santo André, São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Música cristã contemporânea
Período em atividade 1978–presente
Gravadora(s) Independente (1990–presente)
California Discos (19781989)
Afiliação(ões) PG, Marquinhos Gomes, Marco Feliciano
Integrantes Carlos Alberto Moysés
Samuel Moysés
Daniel Moysés
Cristiane Moysés
Alberto Cufone
Elizabeth Moisés
Liliani Zanirato
Ibsen Batista
Tião
Evaristo Fernandes
André dos Santos Nalesso
Fernando
Dunha
Eliel
Alexandre
Cido
Luiz
Ex-integrantes Isa Moysés
Pr. Fued Moysés†
Pr. Nelson Zanirato†
Leonel Zanirato†
Leandro Zanirato†
Luciano Zanirato
Jurandir†
Dayse
Deise
Márcia
Rosa
Joel†
César Paolilo†
André Paolilo†
Lílian Moisés
Rogério
Paulo Grégio
Célia Regina Moisés
Rita de Cássia Moisés
Sara Moisés
Lydia Moisés
José Luiz Moisés
Mário
Página oficial Voz da Verdade

Voz da Verdade é uma banda brasileira de música cristã contemporânea, fundada em 1978. O grupo é parte da instituição religiosa Ministério Voz da Verdade. É uma das bandas religiosas em maior tempo em atividade no Brasil, com quarenta anos de carreira. Em 2006, o grupo recebeu o título de banda Top do Século[1]

Indicada por vários anos em diversas categorias do Troféu Talento e Troféu Promessas, a banda tornou-se nacionalmente conhecida através de músicas como "4ª Dimensão", "Lute", "Sou um Milagre", "Pra Quê?", "Projeto no Deserto" e "O Escudo".[2] Cantores como Arautos do Rei, KLB, Marcelo Rossi, Rose Nascimento e Chris Durán já regravaram suas canções.[3][4]

História[editar | editar código-fonte]

Início (1978–1981)[editar | editar código-fonte]

Tudo teve início em 1973, quando Carlos A. Moysés e José Luiz tiveram a idéia de formar uma banda, tocando em casa e igrejas, e a partir daí começaram a ser chamados para apresentarem-se também em alguns eventos evangelísticos. Foi somente em 1978, com o incentivo de sua Avó Concheta, que eles aperfeiçoaram seus talentos e gravaram o primeiro LP da banda, intitulado Quem é o Caminho?, que foi lançado na cidade de Santo André. Nessa época, ainda chamada de A Voz da Verdade, a banda emplacou seu primeiro sucesso, Jesus Vive.

No ano seguinte veio o segundo LP, Consumado, que foi o primeiro a contar com um show de lançamento, que se tornaria uma marca registrada do conjunto. O lançamento ocorreu num sindicato de Santo André, em duas noites. Em 1981, veio o LP Linda Manhã, contendo os sucessos Pra Nunca Mais Chorar e Ele Virá. Carlos Moysés se torna o líder do Grupo, e seu pai Fued Moysés, pastor líder do ministério, se faz presente ministrando nos shows e apresentações do conjunto a partir do lançamento do terceiro LP, no Teatro Conchita Moraes de Santo André.

Consolidação (1982–1993)[editar | editar código-fonte]

A partir do LP Livre, em 1982, novos integrantes vieram, e formaram o vocal que seguiria até 1993; com Jurandir, Márcia, Dayse e Rita, além de Elizabeth, Alberto e Liliani, que já estavam no grupo. Deste LP se destacou a música A Luz do Justo. Em 1983, no LP Encontro Eterno, Evaristo Fernandes, então com doze anos de idade iniciou suas atividades no grupo, tocando contrabaixo na música Nome Excelso. Nas outras músicas, era André Paolilo o contrabaixista da banda, que começou no primeiro LP. Em meados de 1985 e 1986, ele apresentou sintomas de PAF, uma espécie de paramiloidose, vindo a falecer em 1987 e forçando-o a deixar o conjunto pela doença após a gravação do LP Facho de Luz, o primeiro a ser lançado no Palácio do Anhembi Parque. Ibsen Batista veio a ser o contrabaixista da banda, assumindo o lugar de Paulo Grégio que, por sua vez passou a ser violonista da banda.

No ano de 1987, é lançado o disco Sangue Cor Púrpura, responsável pelos sucessos Sangue Cor Púrpura, Deus e Liberdade. No dia de lançamento, foi forçado um segundo show, visto que veio o dobro de público esperado no Palácio do Anhembi devido ao sucesso da faixa tema do disco. No ano seguinte, o conjunto emplaca definitivamente no mercado da música sacra no Brasil com o LP Além do Rio Azul, que foi lançado pela primeira vez no Ginásio do Ibirapuera. Em 1990, o show de lançamento do LP Um Grito de Liberdade foi o primeiro show de música sacra a ser lançado em VHS para venda comercial no Brasil. O investimento de US$ 35 mil da época na estrutura obrigou o conjunto a cobrar ingresso a partir de então.

Auge (1994–2005)[editar | editar código-fonte]

Uma viagem do conjunto a Israel em setembro de 1993 marcou seus integrantes, e nesta viagem veio a inspiração para as músicas do LP Não é Tarde Demais, que marca uma nova etapa na história do conjunto, com uma linguagem mais jovem e pentecostal. Neste LP, Samuel Moysés, filho de Carlos Moysés, entra no grupo como backing vocal.[5] A vendagem de seus discos começa a crescer de maneira vertiginosa, chegando a 1997 com o CD Coração Valente, o primeiro a vender mais de um milhão de cópias. Neste CD Samuel fez sua primeira participação como solista, cantando a música Porto Desejado, e se torna o novo guitarrista da banda. Em 1999, a banda cresce com a estreia das vocalistas Lydia Moisés cantando Esconderijo com sua avó Isa, no CD O Espelho.

Em 2000, a banda lançou uma coletânea intitulada Melhores Momentos, reunindo alguns dos sucessos da banda até então. Neste mesmo ano foi lançado o álbum Deus Dormiu lá em Casa, no qual Daniel Moysés fez uma participação como baterista na música Vale de Decisão. Em 2001, o show do lançamento desde álbum foi o primeiro a ser lançado em DVD. No ano seguinte, o baterista Luciano Zanirato, que era irmão de outro baterista que havia falecido, não pôde continuar a participar do grupo por causa de mudança de cidade. A partir do álbum Projeto no Deserto, o baterista do grupo foi Daniel, também filho de Carlos Moysés. A musicalidade do Voz da Verdade passa a sofrer algumas alterações por influência de Samuel Moysés, e de seu irmão Daniel Moysés.

Em 2002, no álbum Somos mais que Vencedores, Sara Moisés, filha de José Luiz e Rita, ingressa na banda como backing vocal e faz a segunda voz na faixa Debaixo das Asas, ao lado de seu primo Samuel. O show de lançamento deste álbum foi o primeiro a ser feito na antiga casa de shows Via Funchal, depois de quase 15 anos no Ibirapuera. Em 2003, ano das bodas de prata, é lançada a coletânea Os Três Primeiros, onde foram regravadas as faixas dos três primeiros álbuns da banda. Foi lançado também o álbum O Melhor de Deus está por Vir, disco mais vendido da história do conjunto (1,5 milhão de cópias), e que contém o maior sucesso da banda, O Escudo.

Em 2004, antes do início das gravações do álbum Sonhos, o percussionista Leandro Zanirato faleceu devido a um infarto fulminante. Isa Moysés, esposa do Pr. Fued Moysés, também não participou do álbum, deixando o grupo para cuidar do marido. No ano seguinte, Fued faleceu, e a Igreja Voz da Verdade começa a ser liderada por Carlos Moysés. O álbum Ainda Estou Aqui é o primeiro a ser lançado após a partida do homem que encontrou Jesus no cinema, e encerra a melhor fase do grupo.

Mudanças e atualidade (2006–hoje)[editar | editar código-fonte]

Em 2006, o grupo vence a indicação de Banda do Ano junto com Oficina G3 no Troféu Talento.[6][7] No dia 9 de junho do mesmo ano, o grupo recebeu uma premiação, e foram intitulados como a Banda Gospel Top do Século, na Câmara dos Deputados, em Brasília, onde foi entregue uma placa de prata. A homenagem foi de iniciativa do então senador Paulo Octávio.[8] Na páscoa do mesmo ano, a integrante Lydia Moisés sofre um grave acidente de carro. Durante sua internação, Carlos Moysés compôs a canção Teatro da Vida especialmente para ela, que gravou a faixa no álbum Filho de Leão, o último a ser lançado no Via Funchal.

Em 2008, o grupo grava seu DVD comemorativo dos 30 anos de existência, na Estância Árvore da Vida, em Sumaré. O álbum foi lançado em DVD e em CD duplo. Em 2009 é lançado o álbum Chuva de Sangue. Sua versão em DVD foi gravada no Ginásio do Ibirapuera após oito anos da última gravação no recinto esportivo. Em 4 de agosto de 2010, a vocalista Lílian Moisés, filha da tecladista Célia e do falecido contrabaixista André Paolilo, não resistiu a um transplante de fígado realizado no dia 27 de julho no centro cirúrgico do Hospital Albert Eistein. A operação foi necessária pois a cantora tinha polineuropatia.[9][10] Alguns dias após, no dia 29 de agosto, o Pr. Nelson Zanirato, apresentador do grupo também morre.[carece de fontes?] Estes fatos fizeram que a tradição de lançar um trabalho por ano, que começou em 1981, fosse interrompido.

No final de 2011, o conjunto lançou o disco Eu Acredito, o 32º álbum da banda.[11] Sua versão em DVD foi gravada ao vivo no Goiânia Arena, e foi o último álbum com o Pr. José Luiz e sua esposa e filhas (Rita, Lydia e Sara, respectivamente) na composição da banda, devido ao duplo pastoreio da Igreja Voz da Verdade que assumiram no Alphaville e em Sorocaba. Em 2013, é gravado o DVD dos 35 anos do Voz da Verdade, em Sumaré. Em 2015, o conjunto lançou o álbum Heróis. Sua versão em DVD foi gravado no Ginásio da Ibirapuera, e foi o primeiro show de lançamento em que a banda não cobrou ingresso em 25 anos.[12]

Em 2018, a banda lançou seu projeto mais recente, Até Aqui eu Cheguei. O repertório foi predominantemente inédito e incluiu a regravação em inglês da canção "O Escudo", do álbum O Melhor de Deus Está por Vir (2003).[13]

Programa de TV[editar | editar código-fonte]

O grupo tinha um programa na televisão com o mesmo título exibido aos sábados às 13h, na Rede TV. O programa foi cancelado por tempo indeterminado,[14][15] porém voltou ao ar no dia 03 de dezembro de 2011, sendo gravado nos estúdios Voz da Verdade na cidade de Santo André, programas esses dirigidos por Carlos Paiva (diácono), e editados por seu filho, Marcos Paiva, carinhosamente chamados de "Bob Pai" e "Bob Filho". Em 2016, o programa deixou de ser transmitido. Em 2018, o programa retornou às transmissões na Rede TV, inicialmente ao 12h, e, posteriormente, no horário das 15:45, com 30 minutos de duração. Em algumas edições, conta-se com a participação do Pr. José Luiz.

Formação[editar | editar código-fonte]

Ex-integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Prêmios e títulos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «CD Filho de Leão (Voz da Verdade) - Análise». Super Gospel. Consultado em 21 de junho de 2015 
  2. «TOP 10 - Bandas gospel e ministérios de maior destaque na atualidade». O Propagador. Consultado em 21 de junho de 2015 
  3. «Nossa História-Voz da Verdade». www.vozdaverdade.com.br. Consultado em 29 de junho de 2016 
  4. «Questão de Honra (Rose Nascimento)». Super Gospel. Consultado em 12 de maio de 2019 
  5. Jornal Impacto. Banda Voz da Verdade estará completa em Andradina no dia 1°[ligação inativa] Página visitada em 1 de fevereiro de 2013
  6. O Verbo. Confira os vencedores do Troféu Talento de 2006 Página visitada em 1 de fevereiro de 2013
  7. Super Gospel. Confira a lista completa dos vencedores do Troféu Talento Página visitada em 1 de fevereiro de 2013
  8. Voz da Verdade. Nossa História: Homenagem ao conjunto Voz da Verdade - Banda Top Gospel do Século[ligação inativa] Página visitada em 1 de fevereiro de 2013
  9. Gospel Prime. Vocalista do Voz da Verdade morre após transplante de fígado[ligação inativa] Página visitada em 30 de janeiro de 2013
  10. Amigo de Cristo. Morre vocalista do Voz da Verdade Página visitada em 1 de fevereiro de 2013
  11. «CD Eu Acredito (Voz da Verdade) - Análise». Super Gospel. Consultado em 21 de junho de 2015 
  12. «Análise: CD Heróis - Voz da Verdade». O Propagador. Consultado em 21 de junho de 2015 [ligação inativa]
  13. «CD Até Aqui eu Cheguei (Voz da Verdade) - Análise». Super Gospel. Consultado em 22 de dezembro de 2018 
  14. Guiame. Programa Voz da Verdade na Rede TV não será mais exibido[ligação inativa] Página visitada em 1 de fevereiro de 2013
  15. Eu sou Livre. Programa Voz da Verdade na Rede TV não será mais exibido[ligação inativa] Página visitada em 1 de fevereiro de 2013